Adeus, Ângela Maria

0
340

A MPB amanheceu, neste domingo, triste. Faleceu no final da noite deste sábado (30/09), aos 89 anos, a cantora Angela Maria, uma das mais belas vozes de nossa música.

Abelim Maria da Cunha, verdadeiro nome de Angela Maria, nasceu em Macaé. Passou a infância nas cidades de Niterói, São Gonçalo e São João de Meriti. Desde menina, cantava em coro de igrejas. Angela foi uma das rainhas do rádio e de estrondoso sucesso entre os anos de 1950 e 1960. Apelidada “Sapoti” pelo presidente Getúlio Vargas, tornou-se a cantora mais popular do Brasil, cantando clássicos da nossa música popupar como os sambas-canções “Fósforo queimado”, “Vida de bailarina”, “Orgulho”, “Ave Maria no morro” e “Lábios de mel”.

Com o saudoso Cauby Peixoto, nos anos 1980, formou importante dupla, lançando o disco “Angela e Cauby ao vivo”.

Dona de voz ímpar, forte, marcante, Angela influenciou outros grandes nomes da nossa música.

Angela Maria se foi. Ficou sua obra, a marca do seu imenso talento.

Que o Brasil não esqueça de seus artistas. E que nossa Sapoti encontre o caminho da luz, paz, harmonia.

À grande cantora Angela Maria, nossa saudade. Aos seus familiares, nosso sentimento de pesar.