Agenda Audio Rebel – Julho/2019

0
113

03/07

Lord Maracanã + Djangos

Uma noite em clima jamaicano com dois shows na Audio Rebel. As bandas 
Lord Maracanã e Djangos apresentam seus respectivos shows, embalados 
por reggae, ska, raggamuffin e dancehall com guitarras, muito grave no 
baixo, metais e baterias de pulso forte.

Horário: 19h30

Ingressos: R$ 20

04/07

Filatelia nº 03 com Nívea Magno e Juba (PE)

O evento Filatelia tem por objetivo apresentar novidades da música 
brasileira. Dessa vez, os shows ficarão por conta de Nívea Magno, cujo 
EP de estreia saiu pelo selo Cantores del Mundo; e Juba, que lançou 
recentemente seu primeiro single. Filatelia é um agregado de selos que 
desagua num coletivo de artistas, realizando música brasileira de 
todos os povos do mundo. A ideia é fazer a arte girar sobre um eixo 
mais justo e igualitário, longe de machismo, racismo, homofobia, 
misoginia, intolerância religiosa e injustiça social.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

05/07

Vidro (Suécia), Carahter (MG) e Tyranoo (RJ)

Diretamente de Estocolmo, o grupo Vidro está em turnê pelo sudeste do 
Brasil. Depois de uma aclamada demo no fim de 2017, o projeto acaba de 
lançar o seu primeiro LP “Allt Brinner”. 11 sons que misturam um 
hardcore sujo e punk mid-tempo com letras em sueco. “(…) punk 
mid-tempo com agressivos e assustadores vocais femininos e uma 
guitarra que beira o destrutivo, o VIDRO é pura ferocidade: um 
hardcore urgente e desesperado, que não soa como nada além deles 
próprios”, descreveu a Maximum Rock n Roll, bíblia do punk mundial. O 
show faz parte da 1ª tour brasileira do Vidro. A abertura da casa fica 
a cargo do Tyranno, do RJ, e os mineiros do Carahter são os convidados 
da tour.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

06/07

Tom Lee-Richards

Tom Lee-Richards é um músico pop experimental nascido na Nova Zelândia 
e baseado em Lisboa, Portugal. Trazendo sua visão única pela primeira 
vez ao Rio, o artista mostra seu projeto solo, caracterizado pela rica 
harmonia, ritmo sincopado e improvisação. Ver Tom ao vivo é 
experimentar a arte da reinvenção enquanto ele mescla suas composições 
a novas paisagens sonoras, vocais em loop e jogos de palavras. Depois 
de terminar sua primeira turnê na Europa, incluindo shows no 
conceituado Edinburgh Fringe Festival, Tom lançou seu álbum de 
estreia, “Out of the Oddness”, uma viagem através da separação e da 
descoberta.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

07/07

Wagner Almeida (MG) + marianaa

Wagner Almeida é um compositor de Belo Horizonte, membro do coletivo
Geração Perdida de Minas Gerais. Com 19 anos lançou seu primeiro disco,
“Crescimento/Desistência” (2018), rock alternativo que oscila entre o emo e
o folk. Em 2019, lançou seu segundo álbum, “Domingos à Noite”. Na
apresentação, Wagner tocará músicas de seus dois discos lançados, em
formato voz e guitarra. O grupo marianaa surpreende pelos diálogos entre as
guitarras de Danilo Nagib e David Dinucci. O baterista Bernardo Arenari
completa o trio de Campos dos Goytacazes.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

08/07

Subcena #19: MC Caten / Marta Supernova E Anicca

MC Caten é performer e bailarino afro. Pesquisador de danças 
diaspóricas africanas, praticante da África voodoo, traz a 
performance corporal e musical “Pombagiresca”, ressignificando os 
direitos do povo da rua. Marta Supernova e Anicca apresentam Pedra 
Pomes. O trabalho busca propor ao corpo em transe deslocamentos 
táteis, audíveis e visuais através de vídeos e DJ
sets construídos de forma a envolver, alegrar, restaurar, 
tranquilizar. A programação integra o Subcena, evento experimental e 
mensal na Rebel unindo poética e sons.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

09/07

Mudo

O show traz composições do duo formado na França e que está em sua 
primeira turnê brasileira. Mudo é Diego Dacax (baixo, laptop, efeitos) 
e Je Chan Song (acordeon, accordina,  sintetizador modular). Um 
brasileiro e um sul-coreano misturando instrumentos eletrônicos e 
orgânicos e pensando todos eles como rítmicos. Desafiando a 
categorização, a dupla não reivindica nem exclui nenhum dos possíveis 
significados da palavra portuguesa que lhe dá o nome e que pode 
significar mudo, realocação e mudança, mutação.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

10/07

Arthur Dutra

O compositor e vibrafonista Arthur Dutra retoma o seu trabalho 
autoral, agora na companhia de Ronaldo Diamante (baixo), Beth Dau 
(voz) e André Fróes (bateria). No repertório, peças autorais dos seus 
discos “O Tempo do Encontro”, lançado no Japão pelo selo Panai/Nature 
Bliss, e “A Musa de Benjamin & Outros Ensaios”, escolhido um dos 
melhores de 2014 pelos críticos Juarez Fonseca e Antônio Carlos 
Miguel. Além disso, músicas que integrarão o próximo álbum do músico, 
como “Baião-Enredo”, ainda inédita, gravada pelo cantor e compositor 
Sérgio Santos no disco do duo Arthur Dutra e Jeff Gardner, a ser 
lançado em 2019.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

11/07

O branco e o Índio

O Branco e o Índio volta à Audio Rebel para uma rara apresentação 
tocando o art-rock-pop-experimental-psicodélico do seu CD “Plantas 
Renováveis” (que tem sido veiculado em rádios nos EUA, Canadá, 
Inglaterra, Espanha, México, Argentina, África do Sul e Marrocos), 
incluindo “Nonato” (cujo clipe-instalação-performance foi lançado 
recentemente) e mais duas músicas novas, recém compostas. O grupo é 
formado por Flavio Abbes (guitarra e voz), Bruno Rezende (guitarra e 
voz), Roberto Souza (baixo) e Pedro Serra (bateria).

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

12/07

Rosa Morena Russa

A cantora e compositora Rosa Morena Russa (alias de Kateryna 
Ostrovska) faz um som urbano multicultural da diáspora da cidade 
européia contemporânea, uma mistura única cultural entre Brasil e 
Leste Europeu, uma “bossa russa nova”. Rosa cresceu na Ucrânia e 
Alemanha, ficou hipnotizada pela música brasileira e foi morar no Rio 
de Janeiro, bebeu do samba e do choro bem na fonte. Em abril Rosa 
lançou o segundo disco, “Trick-Trague”, gravado no Rio, Hamburgo e 
Berlim. Depois de apresentações em São Petersburgo e várias cidades 
alemãs, Rosa vem mostrando seu trabalho para o público brasileiro, 
acompanhada pelo os melhores músicos locais.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

13/07

BacaFest: especial Dia Internacional do Rock

Espaço da música autoral carioca, o BacaFest retorna à Audio Rebel 
para comemorar o Dia do Rock com estilo. A programação traz Katina 
Surf e sua mescla de post punk garage; e o britpop, indie e pop rock 
da Playmoboys.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

14/07

Budweiser apresenta: Jair Naves

O cantor e compositor Jair Naves retorna à Audio Rebel com a turnê de 
seu novo e terceiro disco, “Rente”. Naves chama atenção por suas 
letras confessionais e pela devotada entrega nos palcos. Influenciado 
por MPB, rock e pós-punk, venceu o Prêmio de Revelação da APCA 
(Associação Paulista de Críticos de Artes). Suas canções falam sobre 
paixões, transformações,
percalços, provações, renascimento. Jair Naves mostra no palco a 
evolução de seu trabalho, desde o primeiro álbum. Jair é ex-líder do 
Ludovic e também traz na bagagem o EP solo “Araguari” (2010) e mais de 
10 anos de carreira. Para esta apresentação especial, ele sobe ao 
palco fazendo voz, violão e guitarra, ao lado de Renato Ribeiro 
(guitarra), Rob Ashtoffen (baixo) e Lucas Melo (bateria). O 
violoncelista Raphael Evangelista é convidado especial.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20 (antecipado); R$ 25 (na hora)

16/07

Kind of Blue-Latin

Comemorando os 60 anos do histórico disco gravado por Miles Davis, 
“Kind of Blue”, a Rebel recebe este tributo que apresenta o repertório 
do disco com arranjos de latin Jazz. No palco, o baterista Roberto 
Rutigliano, no contrabaixo Sergio Barrozo, no trompete José Arimatéa, 
no teclado Natan Gomes e Didac Tiago na percussão. No repertório, 
versões para músicas como
“So What”, “Freddie Freeloader”, “Blue in Green” e “All Blues”. A 
leitura rítmica que fazem os músicos neste show incorpora ideias 
latinas que permitem uma renovação dos temas gravados há seis décadas.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 30

17/07

Manu Maltez e a Fúria da Natureza

Manu Maltez é um artista de diversas facetas. Trabalha no espaço onde 
música, a imagem e o texto se encontram. É autor de quatro discos,” As 
neves do Kilimanjaro”, “Esse Cavalo Morto no Jardim”, “O Diabo Era 
Mais Embaixo” e “O Rabequeiro Maneta e a Fúria da Natureza”. Como 
artista plástico, realizou diversas exposições de suas gravuras e 
desenhos além de intervenções plásticas em locais públicos e 
instalações sonoras. Essa noite na Rebel marca o lançamento do 
vinil-livro “O Rabequeiro Maneta e a Fúria da Natureza”, juntamente 
com a estréia do curta metragem de animação de mesmo nome, dentro do 
Anima Mundi 2019. Manu Maltez é voz e violão de 7 cordas, ao lado de 
Victória Santos e Abuhl Júnior, ambos percussão e voz.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

18/07

Teratosphonia + Paulo Dantas

Teratosphonia é um projeto de performance e experimentação sonora de 
Nahnati Francischini, no qual explora aspectos timbrísticos e 
características presentes no metal extremo, unindo a geração de 
ruídos, retroalimentação e microfonias à associação de objetos 
ordinários e à guitarra elétrica. Paulo Dantas é músico, artista 
sonoro, professor e técnico de som. Colabora frequentemente com outros 
artistas realizando trabalhos técnicos, organizando apresentações e 
concertos, publicando artigos, playlists, compilações e programas de 
rádio. Em seus últimos
trabalhos autorais e em suas apresentações mais recentes, vem se 
dedicando à improvisação e à composição com sintetizadores e gravações 
de campo.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 30

19/07

Carol Naine

Carioca radicada em SP, Carol Naine vem se mostrando uma grande 
revelação da música brasileira, com dois discos lançados e indicações 
a prêmios da música. A artista tem um show performático que revela seu 
universo através de letras inteligentes, não apenas pelo teor lírico, 
mas também pelo mimetismo com as harmonias que as conduzem.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

20/07

Chico e o Mar (MG) e Apoema

Chico e o Mar é uma banda de indie-alternative-rock natural de Belo 
Horizonte. Indo do folk rock americano até o pop brasileiro, o grupo é 
formado por Dan Moreira (voz/violão), Caio Gomes (bateria), Guilherme 
Vittoraci (guitarra/backing vocal), Gustavo Vittoraci (teclado/backing 
vocal) e Gabriel Frade (baixo). Já a Apoema, criada em 2016, logo 
lançou seu EP de estreia, contendo quatro músicas originais. Formada 
por Lourenço Buarque (voz, guitarra e violão), Duda Alves (voz e 
baixo), Pedro Faissal (bateria) e Cecília Brandão (teclados), a banda 
toca um rock com
influências de MPB, progressivo, alternativo e diversos ritmos 
brasileiros. Charles Gavin, produtor musical e baterista (Titãs, 
Panamericana e Primavera nos Dentes), gravou e produziu “Mudo”, o 
segundo EP da banda.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

21/07

Mineiros da Lua + Amarelo Manga

Turnê de lançamento do álbum “Queda”, dos Mineiros da Lua, e 
composições novas do Amarelo Manga. Em ‘’Queda’’, os Mineiros buscaram 
explorar mais sua brasilidade, seja nas letras, com referências a João 
do Vale, Gonzaguinha e Nelson do Cavaquinho, quanto na sua sonoridade, 
eximiamente mineira, com fortes influências desde o Clube da Esquina 
de Milton Nascimento, passando pelo rock progressivo de Marcus Viana 
até a visceralidade de Sepultura e Lupe de Lupe.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

23/07

Lourenço Vasconcellos: Lolê, Batás e Baixo

Lourenço Vasconcellos apresenta composições recentes, em um formato 
inusitado e especial, com vibrafone, baixo elétrico e trio de tambores 
batás da Santeria Cubana, religião de matriz africana com muitas 
similaridades com o candomblé. Os toques representam as vozes dos 
orixás e os diálogos dos três tambores (Iya, Itótele e Okoncolo) geram 
melodias rítmicas. O trio de batás será tocado por Renata Neves, 
Karina Neves e Jeferson Souza, que tocarão também violino e flautas. 
Miguel Dias segura os graves no baixo elétrico e Vasconcellos assume o 
vibrafone.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

24/07

Bruno Lara

O artista faz show de lançamento CD “Conexões”. Este será o 16º 
lançamento do guitarrista Bruno Lara, vencedor dos prêmios de melhor 
instrumentista em 2014 pelo Rio Rock Experience e melhor compositor 
pela MEC em 2016. Misturando o rock e blues de Frank Zappa e Jeff Beck 
com a visão jazzística de Miles Davis, o novo trabalho propõe 
autenticidade e maturidade artística, em arranjos autorais para 10 
composições inéditas. Ele sobe ao palco com Alexandre Adão (baixo), 
Leandro Freixo (teclado), Johnny Cappler (bateria).

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

25/07

MOS

O trio instrumental MOS tem o intuito de criar novas paisagens sonoras 
e ritmos mesclando suas diversas influências musicais. O resultado foi 
um som intuitivo, usando da tecnologia, mas sem deixar o orgânico para 
trás. O trio é formado por Bruno Menezes no baixo, Daniel Duarte na 
bateria e synth e Barbara Guanaes nos teclados e guitarra.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

28/07

Roberto Rutigliano Sexteto

“Vida mia”, novo álbum de Roberto Rutigliano com produção da Warner 
Brasil, movimenta a cena instrumental brasileira. O trabalho traz uma 
gama de ritmos e melodias que se assemelham a uma viagem que atravessa 
a paisagem sonora da Argentina, Brasil, Cuba e New York. O repertório 
inclui músicas originais, como o maracatu e baião “Um dia em Bacaya” e 
“Terra Idílica”, de
Rutigliano; além de “Verano Porteño”, de Astor Piazzolla; e “Los 
Mareados”, de Juan Carlos Cobian. O show lembra arranjos originais 
para músicas como “Vento Bravo”, de Edu Lobo; “Jard Bird Suite”, de 
Charlie Parker; e “Mi cosa”, de West Montgomery. No sexteto, José 
Arimatéa, Bernardo Bosisio, Marcelo Magalhães Pinto, Sergio Barrozo, 
Didac Tiago e Roberto Rutigliano.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 30

30/07

João Milet Meirelles

Infusão é um projeto solo do compositor e do músico de live 
electronics João Milet Meirelles. Impulsionado pela arte de olhar e 
operar nas brechas, Infusão propõe a performance eletrônica ao vivo 
que dialoga entre materiais composicionais e improvisações, 
referências e conceito. Compositor, produtor musical, live electronics 
performer e fotógrafo, João Milet Meirelles se dedica à pesquisa do 
som e imagem com uma atenção especial para as texturas e timbres e 
suas relações temporais. Seu trabalho de fotografia, composição, 
produção e direção musical se encontram e criam um corpo estético 
próprio. Desenvolve desde 2010 seu trabalho autoral em música. Desde 
2012 toca e produz live electronics no BaianaSystem.

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

31/07

MEB_Música Extemporânea Brasileira

O show marca o lançamento do segundo single do novo disco do MEB, que 
sai esse ano ainda. O repertório apresenta as canções desse novo álbum 
(o segundo da banda) e algumas músicas do primeiro disco “Boca do 
mundo”, com novos arranjos. MEB sobe ao palco com Ticiana Passos 
(voz), Zé Luiz Rinaldi (guitarra e violão), Alexandre Rabello (baixo) 
e Élcio Cáfaro (bateria).

Horário: 20h

Ingressos: R$ 20

Sobre a Audio Rebel

Localizada em um sobrado de Botafogo, Zona Sul carioca, a Audio Rebel 
é um complexo com quatro salas interconectadas e isoladas 
acusticamente, uma loja de instrumentos e acessórios e uma oficina de 
luthieria (confecção de instrumento de cordas). Oferecemos serviços de 
sound design, trilha sonora, foley, dublagem, mixagem 2.0 e 5.1, 
masterização, gravação de voz, gravação de áudios adicionais para 
cinema, gravação e produção de áudio books e book trailers, áudio para 
instalações e performances artística.

Serviço

Local: Audio Rebel

Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo – Rio de Janeiro/RJ

Classificação: 16 anos

Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)

Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os 
cartões de crédito.

Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito

Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h