Andréa França e Ninah Jo no show “Numa atitude repleta de  amor” no Teatro Rival Petrobras

0
552

Elas têm as mais belas vozes surgidas na cena musical brasileira nos 
últimos anos. Some-se a isso uma obra autoral instigante. Estamos 
falando de Andréa França e Ninah Jo, que fizeram suas estreias no 
mercado fonográfico em 2007 e 2014, respectivamente. E o que esperar 
quando se encontram num show inédito? No mínimo, algo que reflita suas 
reverências pelo ofício de cantar e o amor de ambas pela música. Essa 
é a tônica de “Numa atitude repleta de amor”, show em que revisitam 
canções e autores decisivos na MPB com apresentação no dia 21/05o, às 
19h30, no Teatro Rival Petrobras. E a ocasião terá a participação mais 
que especial da cantora Jane Duboc. O repertório passeia pelo que há 
de mais belo na música produzida no Brasil dos anos 1930 até o início 
do novo milênio. Os ingressos estão à venda e os 100 primeiros 
pagantes compram com o valor promocional de R$ 40,00.

E “Numa atitude repleta de amor” chega para coroar a amizade de Andréa 
França e Ninah Jo e também para mostrar ao público que, numa alusão a 
Gonzaguinha, “viver, amar, valeu”. Mais do que isso: cantar vale a 
pena. E, mais do que nunca, é preciso cantar. O roteiro musical abre 
alas para clássicos como “Caçador de mim” (Sérgio Magrão/Luiz Carlos 
Sá), “Teletema” (Antonio Adolfo/Tibério Gaspar); “Casa no campo” 
(Tavito/Zé Rodrix), entre outros. Já o eterno Lupicínio Rodrigues 
faz-se presente com “Nunca” e “Ela disse-me assim (vá embora)”.

Aliás, Andréa e Ninah perpetuam um legado iniciado lá atrás por Dona 
Chiquinha Gonzaga e conquistado no país a duras (e corajosas) penas: o 
de que a mulher pode fazer canções. E canções magistrais, que fique 
claro. E o show reverencia três de nossas grandes autoras: Rita Lee 
(“Ovelha negra”), Marina Lima (“Charme do mundo”) e, claro, Fátima 
Guedes, presente com
“Condenados”, composta nos anos 1970, e “Flor de ir embora”, lançada 
duas décadas depois.

Escolher as músicas foi uma verdadeira “escolha de Sofia”. Afinal, são 
muitas as canções e os respectivos compositores que fizeram a cabeça e 
marcaram a vida dessas duas cantoras. A saída era a de chegar àqueles 
nomes cruciais nas suas formações – não só como artistas, mas como 
pessoas.

Esta não é a primeira vez que esses dois timbres se encontram nos 
palcos e bailes da vida. Era o ano de 1983 quando Andréa, então 
adolescente, viu a então desconhecida Ninah levar o prêmio de Melhor 
Intérprete num festival em Muriaé (MG). O tempo e a música se 
encarregariam de aproximá-las. Em 2002, formaram – juntamente com 
Clarisse Grova e Vytória Rudan – as
Mulheres de Antenas, num bem-humorado trocadilho com a canção de Chico 
Buarque. Mais recentemente, participaram do show com que a cantora e 
compositora Fhernanda Fernandes celebrou seus 35 anos de carreira.

Serviço:

“Numa atitude repleta de amor”
Andréa França e Ninah Jo – vozes e violões
Alcione Ziolkowski – percussões
Participação especial de Jane Duboc
Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – 
Rio de Janeiro.
Data: 21 de Maio (terça-feira).
Horário: 19h30.
Abertura da casa: 18h.
Ingressos: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (Promoção para os 100 
primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada).
Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/IngressosRival2019_2GIaEKp
Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h
Censura: 18 anos.
Informações: (21) 2240-9796.
Capacidade: 350 pessoas.
Metrô/VLT: Estação Cinelândia.
Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, 
Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes 
O Globo