Escola de Samba Mirim Infantes do Lins fará reedição do  enredo da sua escola-mãe Lins Imperial para o carnaval 2020

0
106

A Escola de Samba Mirim Infantes do Lins fará reedição do enredo da 
sua escola-mãe Lins Imperial – carnaval 1985, para o carnaval 2020. A 
Escola Mirim tem por intuito fazer com as crianças das comunidades 
acreditem que elas podem ter um dia feliz e alcançar os seus 
objetivos mesmo com as injustiças sociais que as afetam.

A Presidente Erica Renata comentou sobre o enredo: “Está é a grande 
oportunidade de mostras às crianças das comunidades tão afetadas pelas 
injustiças sociais, que elas podem ter UM DIA FELIZ, e lutar para 
alcançar seus sonhos independente de tudo.”

Confira a sinopse:

G. R. C. E. S. M. INFANTES DO LINS

  ENREDO: FELIZ POR UM DIA

“Lá vai, minha nave espacial

Cruza o espaço sobre a terra

Traz a paz espanta a guerra

Com a Lins Imperial …”

A cada passo, a cada segundo, passa o tempo, gira o mundo, é como se 
um dia tudo estivesse mudado, é como se o tempo fizesse deste dia uma 
nova canção…

Sigo caminhando, cantarolando a melodia, a doce inspiração que me 
permite embalar os versos e os sons que um dia me encantaram.

Sons que me fazem voltar no tempo, e reviver o que um dia minha mente 
infantil imaginou.

Armado com a ingenuidade, abraçado pela magia e embalado pelo amor, 
continuo lá no fundo da mente a ouvir os sons, sigo a recordar e volto 
a sonhar.

Sonho que me leva, que me transporta a um reino encantado, com suas 
fadas e castelos, com seus personagens que um dia me fizeram sorrir, 
vivendo ludicamente, em torno de uma floresta encantada, onde mesmo 
solitário, fazia voar através do vento o meu grito de esperança. Bela 
e encantada floresta que me permitia ouvir os sons da natureza, falava 
com as plantas e compreendia sua mensagem , ouvia o que as flores 
falavam e me deitava em um gramado onde olhar para o céu era ver e 
adivinhar as formas que as nuvens tomavam.

No horizonte, novos sons, o riso se espalhava pelo ar, corri para ver 
e era o circo a chegar, meus olhos não piscavam, meu coração acelerava 
, e tanta magia vinha de uma caravana simples, que passava diante de 
meus olhos com a grandiosidade de um verdadeiro espetáculo. Do Alto do 
trapézio, vi um homem a voar, veio em minha direção um presente 
entregar, o som das cordas anunciavam, que ali uma grande amizade se 
iniciava, e por de trás de tantas maravilhas o cortejo seguiu seu 
destino ornado de palhaços, artistas, domadores, mágicos, crianças e 
mulheres , e foi aos poucos desaparecendo no horizonte com a mesma 
emoção que se aproximou.

Vou contar o meu segredo, que nem tudo é o meu canto, pois conto as 
lembranças de um dia de fantasia, que se despertam continuamente 
através dos sons. O tempo passou mais ainda sou a mesma criança a 
embalar notas musicais, a cantar e cantarolar cânticos e cirandas, 
através dos acordes de um piano.

O tempo passou e ainda vivo em minha mente a Lira musical , um dia 
tocada por Apolo, para o despertar do sol , que anunciava este dia de 
folia.

Todos estes sentimentos um dia sumiram, foram embora ao espaço, e no 
descolorir da vida, como uma aquarela de cores, seguiram o meu destino 
embarcados em uma nave espacial que durante anos cruzou o espaço sobre 
a terra , e hoje retorna em verde e rosa aos braços da Lins Imperial…

Me vejo sambista, me vejo vitorioso, me vejo saudosista, nave que 
retorna, que traz de volta a paz ao meu pavilhão, que espanta a guerra 
e nos une em prol de uma linda história.

Desembarcam novamente na avenida em frente aos meus olhos, aqueles que 
se foram, despertam novamente aqueles que dormem e fazem novamente na 
avenida minha Lins Imperial feliz por um dia… Oh Melodia, minha musa 
inspiração, quantos sons a recordar e a viver, aquarela que jamais 
perderá suas cores, águia que cruza os céus redespertando o direito de 
ser feliz. “Canta Lins, Faz o que sabe”!!!

Felipe Diniz Marinho

Enredista e Pesquisador.

Confira a letra e ouça o samba da Lins Imperial – Carnaval 1985, que 
será apresentado pela Escola Mirim Infantes do Lins no carnaval 2020:

Compositores: Cícero Pereira e Rocha

Oh, melodia / Minha doce inspiração

Poesia, minha musa sedução / Deixa-me embalar na fantasia

Nesse dia de folia, de perfume luz e cor / Vou-me embriagar na alegria

Abraçado à magia da pureza do amor, amor

Amor, amor ô ô / Brilho forte da esperança

Me levou ô ô / Ao reino dos sonhos de uma criança

Entrei na floresta encantada / Ouvi o que as plantas falavam

Homenageavam / O canto das flores que anunciavam

Lá vem o circo, meu amigo é trapezista

É palhaço, é artista, domador, malabarista

Vou contar, tudo que canto no meu conto

Nos acordes de um piano / Vivo a lira musical

Lá vai, minha nave espacial / Cruza o espaço sobre a terra

Traz a paz, espanta a guerra / Com a Lins Imperial