Tia Surica completa 80 anos e promove live com convidados especiais nesta terça-feira (17/11)

0
85

A baluarte portelense Tia Surica vai realizar uma live nesta terça-feira (17/11), às 19h, para celebrar seu aniversário de 80 anos. O show será transmitido gratuitamente pelo canal Fita Amarela, no YouTube, e contará com as participações de Gilsinho, Roberta Sá, Toninho Geraes, Xande de Pilares, Arlindinho, Paulão Sete Cordas, Dorina, Marquinhos Diniz, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Eliane Faria, Leo Russo, Ana Quintas, Sandra Portella, Clara Santhana e Chacal do Sax.

“Eu queria fazer uma festa com muita gente, mas, como não será possível, prefiro comemorar em segurança. Ainda não é momento de fazer aglomeração. Então, quero cantar e levar alegria para quem quiser comemorar comigo de longe. No ano que vem, quando essa pandemia passar, a gente volta com tudo”, revela a pastora da Velha Guarda Guarda Show.

A ideia de fazer a live de aniversário da Matriarca da Portela partiu da rainha de bateria Bianca Monteiro, que organizou cada detalhe. “Cresci dentro da Portela e me iniciei no samba admirando os ícones da minha escola. Quem é de fora pode até não entender esse amor, mas o bom de ser portelense é que as pessoas mais importantes daqui são verdadeiramente humildes e nem imaginam o quanto são importantes para nós e para todo o mundo do samba”, exalta Bianca, que apresentará o show ao lado da porta-bandeira da Beija-Flor de Nilópolis, Selminha Sorriso.

O evento conta com patrocínio da cachaça Pitú, do frigorífico Landim, do Mercadão de Madureira e da cantora Pipa Brasey, além de outros parceiros. A produção é da Parole Eventos. Vale ressaltar que a transmissão vai acontecer seguindo todos os protocolos sanitários de segurança estabelecidos pela Prefeitura do Rio.

Considerada uma das maiores personalidades do samba e famosa pelos dotes culinários, Iranette Ferreira Barcellos, nome de batismo de Tia Surica, desfila na Portela desde os 4 anos. Em 1966, puxou na Avenida o samba-enredo “Memórias de um Sargento de Milícias”, de Paulinho da Viola, e foi campeã no carnaval. Em 1980, passou a integrar o coro da Velha Guarda Show. Além de possuir o título de Matriarca da Portela, ela integra o Conselho Deliberativo da escola e comanda a ala de comunidade Feijão da Tia Vicentina. Gravou seu primeiro disco solo em 2004. Em 2013 lançou o primeiro DVD como cantora.

À querida Tia Surica, nosso abraço especial.


Foto: Wallace Mendonça