Unidos da Tijuca renova com o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira

0
139

Ainda se recuperando do 7º lugar,  a Escola de Samba Unidos da Tijuca renovou o vínculo da escola com seu primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira para o Carnaval 2020. Alex Marcelino e Raphaela Caboclo vão para o segundo ano como defensores do pavilhão principal tijucano.

Alex e Raphaela sabem da responsabilidade do primeiro casal em busca da nota máxima no quesito e já se preparam para 2020. Essa preparação dos amigos e parceiros na vida e na dança para exercerem com propriedade e esmero sua função na Avenida é bem ampla, vai além do condicionamento físico. Há também toda uma preparação espiritual e psicológica, o que os une ainda mais.

Raphaela segue uma rotina de ensaios o ano inteiro, com aulas de balé, alongamento, Pilates e treinamento funcional. Alex também tem uma preparação física constante. Além de jogar futebol durante o ano todo, é adepto do CrossFit, um treinamento que une levantamento de peso olímpico, ginástica, atletismo e outras modalidades de alta intensidade. Futuramente, nos meses que antecedem o desfile, Alex e Raphaela começam uma preparação física voltada para os movimentos do casal no bailado, usando caneleiras e pesos para aumentar o condicionamento aeróbico.

 – Permanecer na Unidos da Tijuca é sinônimo alegria e trabalho.

Minha paixão e ofício requer estrutura, confiança, entrega, empenho e um grande trabalho em equipe, coisas que eu encontrei na escola. Em

2020 todos podem esperar de mim uma porta-bandeira ainda mais comprometida e determinada em ajudar essa grande nação tijucana a conquistar o título do carnaval carioca – declara a porta-bandeira.

Em 2019 Alex Marcelino e Raphaela Caboclo obtiveram as notas 9.9, 10, 9.9 e 9.9, perdendo dois décimos, após o descarte da menor nota.