Degase realiza Concurso Cultural de Marchinhas de Carnaval

0
347

Na última quinta-feira (24/2), a Divisão de Cultura, Esporte e Lazer (Dicel) do Degase realizou a final de mais uma edição do seu “Concurso de Marchinhas”, este ano com o tema “Folia, Prevenção e Alegria”.

Destinado aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no órgão, o objetivo do concurso cultural é de estimular a criação lúdica, valorizar a cultura do carnaval e da história do Brasil. Pelo regulamento, as composições precisavam apresentar letras inéditas, porém poderiam ser usadas melodias e ritmos de marchinhas já consagradas.

Com a criação das músicas de acordo com a temática proposta, a equipe da Dicel aposta, mais um ano, em disseminar o conhecimento sobre a cultura popular, além de dar visibilidade aos talentos do Departamento e promover a integração entre adolescentes e servidores que participaram das atividades. As unidades participantes enviaram os vídeos com a apresentação de cada marchinha para que fossem escolhidas as três melhores pela comissão julgadora.

A apuração final aconteceu no espaço da Dicel, no campus da Coordenação de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Cecel) e a comissão julgadora foi composta por Dayse Marcelo, servidora e ativista cultural; Douglas Almeida, servidor e músico de samba; César Sucupira, servidor e assessor da Dicel; Renato Baptista, servidor e assistente na área de cultura, esporte e lazer do Departamento; a convidada especial e parceira institucional Kaká Portilho, com 14 anos de experiência de trabalho nas escolas de samba do grupo especial; o servidor e doutorando na área do carnaval, Rodrigo Reduzino; e o avaliador e apurador dos pontos, o servidor do Degase Wanderley Oliveira. A iniciativa contou ainda com o apoio e cobertura do projeto cultural Caminhos do Rio (www.caminhosdorio.net/site/), além da cobertura completa da TV Degase.

Os três primeiros lugares na disputa foram:

3º lugar – Cense  Nova Friburgo – Marchinha “Me dá a vacina aí”, com 273,50 pontos

2º lugar – Cense Nova Friburgo – Marchinha “Vem vacinar”, com 277,50 pontos

1º lugar – Centro de Atendimento Intensivo de Belford Roxo (CAI Baixada) – Marchinha “Xô vírus maldito”, com 299,50 pontos

Os vencedores receberão os trofeús da premiação em suas respectivas unidades socioeducativas e ainda ganharão uma sessão do filme “Patuá Tamarindo”, um documentário que aborda marcos do samba e da música popular brasileira, baseado no livro homônimo de Paulo Guimarães. A exibição será seguida de um bate-papo que contará com as presenças de Paulo Guimarães, também diretor do filme, e de Bruno Bragança, diretor de fotografia.

Segundo o diretor da Dicel, Alexander Martins, o concurso deu a oportunidade aos envolvidos de conhecer e pesquisar sobre músicos e marchinhas consagradas na história do carnaval, além de refletir sobre um tema tão atual quanto a prevenção contra a covid-19.

– Com essa iniciativa valorizamos a cultura popular, além de mobilizar socioeducandos e profissionais para pesquisar, refletir e levar conscientização sobre o combate à disseminação do coronavírus – enfatizou o diretor.