Fundação Leão XIII promove oficina de educação financeira para idosos

0
252

Para aperfeiçoar o trabalho de autonomia junto aos acolhidos da Fundação Leão XIII, o órgão vem promovendo a oficina de educação financeira. A ação, que teve início pela Vila Residencial de Idosos de Nova Sepetiba, surgiu a partir da necessidade de acompanhar de perto a forma como os acolhidos fazem a gestão direta dos benefícios que recebem. No espaço, moram 53 idosos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) – benefício de transferência de renda direta ao cidadão, garantido pela Lei Orgânica da Assistência Social.

– A oficina é uma oportunidade de proporcionar aos nossos acolhidos trabalhar a autonomia, proporcionando segurança e consciência da gestão do benefício, que é de direito amparo pela lei orgânica da assistência social. Para tanto, todos agora têm conta poupança e, acompanhados pela equipe técnica do abrigo, estão aprendendo a lidar com o próprio dinheiro. Esta é uma iniciativa inédita na Fundação Leão XIII – disse a presidente da Fundação Leão XIII, Andrea Baptista.

O BPC garante o pagamento de um salário mínimo a idosos e pessoas com deficiência que não tenham renda e não têm como prover seus sustentos. A partir da avaliação do perfil e dos anseios de cada idoso, é possível, segundo a Fundação, trabalhar questões como o uso consciente dos recursos que dispõem e esclarecer dúvidas.

Expansão para outros abrigos

Com 84 anos, João, que mora na Vila Residencial de Idosos de Nova Sepetiba, sempre quis ter uma “televisão moderna”, como ele mesmo disse. Acompanhado de sua técnica de referência, ele fez a compra do aparelho e realizou seu sonho antigo.

Com base na Cartilha do Idoso, que trata dos direitos da pessoa idosa, a assistente social Jaqueline Alves e a psicóloga Renata Sousa, que trabalham na Vila Residencial de Idosos, apresentaram a proposta da Oficina. Futuramente, a ideia vai ser levada também para outro abrigo da Fundação, em Campo Grande.