Hemonúcleo de Volta Redonda alerta para necessidade da doação de sangue

0
57

O Hemonúcleo de Volta Redonda, que funciona anexo ao Hospital São João Batista (HSJB), está com o estoque em baixa. A queda no número de doações registrada no inverno foi agravada pela pandemia de Covid-19. Por isso, a unidade, que atende aos hospitais do Retiro (HMMR), São João Batista, Hinja e Nelson Gonçalves (antigo Cais Aterrado), além de cidades como Piraí e Pinheiral, alerta para a necessidade da doação de sangue de todos os tipos.

Segundo a coordenadora do hemonúcleo, Marcelle Alves, houve uma redução no número de doadores neste inverno, principalmente os dos tipos sanguíneos: O e B positivo e O negativo.

“Os estoques estão baixo devido à pandemia da Covid-19, a queda maior está sendo registrada no inverno. Atualmente recebemos em média 15 doações ao dia, mas deveriam ser 30 diariamente”, disse.

Marcelle reforça que todos os sangues são necessários, já que uma doação de sangue pode salvar até três vidas. “Uma doação pode beneficiar até três pessoas diferentes, porque o sangue é dividido em partes, que são os hemocomponentes (plasma, plaquetas e hemácias)”, explicou a coordenadora.

Serviço
O Hemonúcleo de Volta Redonda funciona de segunda a sexta-feira para doações, das 7h às 13h.

Requisitos para fazer a doação de sangue:
– Estar em boas condições de saúde;
Ter entre 16 e 69 anos. Pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade;
– Pesar no mínimo 50 kg;
– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
– Estar alimentado (se comer alimentos gordurosos é necessário aguardar por 3 horas antes de doar);
– Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial;
– Aguardar 02 dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac;
– Aguardar 07 dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina de AstraZeneca (Oxford).