Lourenço Vasconcellos Trio e Frederico Puppi fazem o show de encerramento do FESTIVAL A.NOTA

0
350

Frederico Puppi e Lourenço Vasconcelos são dois dos mais requisitados instrumentistas da cena contemporânea do Rio de Janeiro. Trazendo a sonoridade ímpar do Violoncelo e do Vibrafone, os dois fazem um show exclusivo com gravação ao vivo para o Festival A.NOTA, com curadoria de Thiago Vedova, no Lab Oi Futuro, novo espaço artístico de pesquisa, execução e experimentação de linguagem sonora. O show será nesta quinta-feira (27/02), às 20h, com entrada franca.

Nesse encontro instrumental único e inédito, Puppi soma seu violoncelo ao trio formado por Lourenço Vasconcellos, no vibrafone, Pablo Arruda, no contrabaixo, e Bruno Gafanhoto, na bateria. “Faremos uma fusão de estilos e linguagens. O pop e o abstrato caminharão lado a lado, criando uma nova sonoridade, ao mesmo tempo convidativa e desafiadora.

Música nova, música fresca!”, avisa Lourenço.

No cardápio musical, com direito aos improvisos que só a boa música instrumental permite fazer, eles tocarão temas autorais como “Luvi” e “Bebum”, de Puppi, e “Valsa infinita”, “Pena no cabelo” e “Liz e Lolê no mundo do forró”, músicas recentes que Lourenço mostrará pela primeira vez, encerrando com chave de ouro a programação do Festival A.Nota iniciada em setembro de 2018.

Frederico Puppi começou a estudar violoncelo aos 4 anos de idade, no Suzuki Center – Itália. É formado no Conservatório de Aosta em violoncelo erudito, estudou música moderna na “Aula do Liceu de Barcelona”. Em 2006 recebeu uma scholarship para o Berklee College of Music durante o Umbria Jazz Festival, sendo o único violoncelista italiano a receber esse prêmio. É  coprodutor do último disco de Maria Gadú “Guelã” pelo qual foi indicado ao Grammy Latino 2016 na categoria Melhor disco de MPB. Fez parte da banda fixa da cantora até o final del 2017, com turnês nacionais e internacionais (Montreux Jazz Festival, Barbican Center entre outros). Em março de 2018 lançou seu segundo disco autoral chamado “Marinheiro de Terra Firme”, com uma sonoridade que une world music, eletrônica e rock. Já tocou com Gilberto Gil, Ana Carolina, Péricles, Diogo Nogueira, Tiago Iorc, dentre outros. E, ainda, gravou com Sérgio Mendes, Paula Toller, Roberta Sá, Jony Hooker e Caio Prado.

Baterista, vibrafonista, percussionista e compositor, Lourenço Vasconcellos é um músico curioso e sempre interessado em conhecer e dialogar com as mais variadas linguagens musicais.

Obteve o título de mestre em música pela University of Louisville(EUA) em 2013 no curso de performance em bateria com o professor Jason Tiemann. Participou de concertos e masterclasses ao lado de grandes músicos, como Lionel Loueke, Eddie Gomes, Bucky Pizzareli, Dave Liebman e Amina Figarova.  Ainda é músico em turnê com artistas como as cantoras Aline Lessa e Marcela Mangabeira, integra o “Iara ira” (espetáculo que reúne Duda Brack, Júlia Vargas e Juliana Linhares), se apresenta com a Orquestra Sinfônica Brasileira e é um dos diretores da Orquestra da Pro-Arte. No meio disso tudo, lançou em 2017 o disco “Reflexões”, primeiro trabalho solo gravado, totalmente baseado na música improvisada, criada espontaneamente.

SERVIÇO:

FESTIVAL A.NOTA NO Lab Oi Furturo

27 de Fevereiro

Horário: 20h

Lab Oi Futuro – Rua Dois de Dezembro, 107 – Flamengo, Zona Sul do Rio

Classificação: Livre

Capacidade: 80 lugares

ENTRADA FRANCA

O acesso do público será feito por meio de ingressos (gratuitos) no sistema Sympla, serão 60 ingressos “único”, 30 ingressos “fila de espera” (que serão e 30 ingressos que entraram caso 30 pessoas dos ingressos “único” não compareçam) e 20 convites (10 Oi Futuro/ 10 Produção A.NOTA).

As senhas serão liberadas para a retirada do público às 10h da véspera do show (Terça) no link:

https://www.sympla.com.br/residencia-anota—Frederico-puppi–lourenco-vasconcelos__464482

A entrada do público iniciará às 19h30 e o início da apresentação às 20h30, às 20h iremos abrir para a fila de espera.