Marina Lutfi faz show na “Ocupação Memória Viva! Sérgio Ricardo 90 anos”, no Estação Net Rio

0
66

Há um ano nas plataformas digitais, o álbum “Outra Dimensão”, de estreia da cantora, produtora e designer Marina Lutfi, terá show no dia 17 de agosto (quarta-feira), às 21h, no saguão do cinema Estação Net Rio, em Botafogo. A apresentação faz parte da programação da “Ocupação Memória Viva! Sérgio Ricardo 90 anos”, em celebração a seu pai, o multiartista Sérgio Ricardo, que faria 90 anos em 2022.

Numa versão mais intimista de voz e violão, Marina volta aos palcos com o repertório do álbum, que mescla composições de seu pai, como “Barravento” e “Esse Mundo É Meu”, e canções de nomes como Rodrigo Maranhão, João Donato, Arnaldo Antunes e Péricles Cavalcanti.

A “Ocupação Memória Viva! Sérgio Ricardo 90 anos” é uma realização da Cacumbu, produtora de Marina e seus irmãos João Gurgel e Adriana Lutfi, em parceria com o produtor Cavi Borges, da Cavídeo, e com o Estação Net de Cinema. A programação segue com exposição, filmes, shows e saraus até 27 de Setembro.

“Está sendo um enorme prazer realizar essa Ocupação em parceria com Cavi e o Estação para que possamos falar e mostrar cada vez mais a obra do nosso pai. E os nossos trabalhos artísticos são frutos de uma influência enorme que ele sempre exerceu nas nossas vidas”, diz ela, com brilho nos olhos, avisando que também incluiu as inesquecíveis “Zelão”, “Deus e o Diabo na Terra do Sol” e “Poema Azul” no repertório.

A cantora será acompanhada por Flávio Mendes, diretor musical do álbum e do show, no violão, e João Gurgel, seu irmão e parceiro musical, que fará uma participação na guitarra e voz.

A venda de ingressos será colaborativa e arrecadada no dia do show para que os custos da empreitada sejam cobertos, incluindo o pagamento da equipe.

Multiartista retratou a realidade de um mundo desigual

Nascido João Lutfi em 1932, Sérgio Ricardo é um multiartista brasileiro, original da cidade de Marília (SP). Muda-se para o Rio de Janeiro nos anos 1950, onde trabalha como crooner, ator e apresentador de televisão e participa da fundação da Bossa Nova, ao lado de João Gilberto e Tom Jobim. Nos anos 60, Sérgio lança seu primeiro e premiado filme, “O Menino da Calça Branca” (1961), com montagem de Nelson Pereira dos Santos e fotografia do irmão Dib Lutfi, unindo-se então ao Cinema Novo, o que lhe rendeu uma parceria frutífera com Glauber Rocha. Figura marcante nos festivais da década, protagonizou uma das cenas mais emblemáticas da MPB durante o 3º Festival de Música Popular Brasileira, da TV Record, em 1967, quando quebrou seu violão e o arremessou diante da plateia, que, com vaias, o impedia de interpretar o samba “Beto Bom de Bola”, que denunciava a corrupção no futebol. Nos anos 70, mergulha ainda mais nas questões sociais e passa a expressá-las em todas as suas artes. Questiona e resiste à ditadura militar, sofrendo censuras e boicotes do regime. Jamais parou de lutar e produzir música, cinema, poesia, livro, peça e pintura. Faleceu em julho de 2020, aos 88 anos, deixando o seu verdadeiro legado: a paixão pela cultura do povo e a necessidade de debater e expressar as “fomes”, desejos e vontades do Brasil.

Serviço:

Marina Lutfi – Show do disco “Outra Dimensão”

Dia 17/08, quarta-feira, às 21h

Estação Net Rio – Saguão

Rua Voluntários da Pátria 35 – Botafogo – Rio de Janeiro

Ingressos colaborativos no dia do evento

Instagram | YouTube | Plataformas

Sequência da programação de agosto com eventos gratuitos:

Estação Net Botafogo, dia 23 de agosto, terça-feira, às 20h, sala 3

Sessão de cinema: exibição de “A Noite do Espantalho” (longa, 1974), de Sérgio Ricardo, com bate-papo em seguida. Entrada: gratuita. Endereço: rua Voluntários da Pátria, 88, Botafogo.

Estação Net Rio, dia 31 de agosto, quarta-feira, às 21h, saguão

Palco Livre: atores do Grupo Nós do Morro comandam um sarau-poético-performático com poemas de Sérgio Ricardo. Entrada: gratuita. Endereço: rua Voluntários da Pátria, 35, Botafogo.

Site: http://www.grupoestacao.com.br/