OSB apresenta mais um concerto virtual

0
419

Liduino Pitombeira, Chiquinha Gonzaga e Nilson Amarante, acompanhados de Joseph Haydn, estão no programa do quarto concerto on-line da Série Clássica Brasileira, que será apresentado pela OSB no próximo dia 05 de novembro (quinta-feira). A transmissão, gratuita, será feita às 19h, pela página da orquestra no Facebook e pelo canal no Youtube.

O “Trio Londrino nº 4”, de Joseph Haydn, para violino, flauta e violoncelo, abre o programa. A obra faz parte de um conjunto de peças composto em 1794, como um presente oferecido ao Barão de Aston, em agradecimento pela sua hospitalidade na ocasião da segunda visita de Haydn à Inglaterra. Ainda do compositor austríaco, o segundo movimento do “Quarteto para Cordas Op. 76 nº 3” dá seguimento ao concerto. A peça também é chamada de “Imperador”, por se tratar de um conjunto de variações de um hino que Haydn compôs para o imperador Francisco II da Áustria, avô do nosso Dom Pedro II. Seu tema consiste na melodia do atual Hino Nacional da Alemanha.

A música brasileira chega ao programa com “Sírius”, de Liduino Pitombeira, para fagote e trio de cordas. Trata-se da primeira obra de uma série que retrata as doze estrelas mais brilhantes vistas da Terra. Nascido no Ceará, Pitombeira é compositor e professor de composição e de harmonia.

Na sequência, Chiquinha Gonzaga chega com “O Corta-Jaca”, uma de suas músicas mais gravadas e conhecidas. Foi a primeira música popular tocada numa recepção no Palácio do Catete quando Hermes da Fonseca era presidente. A necessidade de adaptar o som do piano ao gosto popular rendeu a ela o reconhecimento como primeira compositora popular do Brasil. “Frevando com o Trio Brasileiro de Trombones”, do pernambucano Nilson Amarante, fecha o programa.

A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA:

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 80 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Responsável por revelar talentos como Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Menezes e pioneira na criação de projetos de democratização da música de concerto, como o Aquarius e os Concertos da Juventude, a OSB chega aos 80 anos com fôlego para levar ao público uma temporada especial e comemorativa, com destaque para a música brasileira e os artistas nacionais, tendo sua própria história como fio condutor da programação.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura.

PROGRAMA:

JOSEPH HAYDN – Trio Londrino nº 4 (violino, flauta e violoncelo)

JOSEPH HAYDN – Quarteto para cordas Op. 76 nº 3 – Imperador

II. Poco Adagio

LIDUINO PITOMBEIRA – Sírius Op.252 (fagote e trio de cordas)

CHIQUINHA GONZAGA – Gaúcho – O Corta Jaca (percussão)

NILSON AMARANTE – Frevando com o Trio Brasileiro de Trombones na Quarentena

SERVIÇO:

OSB – Série Clássica Brasileira IV (Concerto on-line)

Dia 05 de novembro de 2020, às 19h

Facebook – /orquestrasinfonicabrasileira

Youtube – /sinfonicabrasileira

Acesso gratuito