Teatro Rival Refit apresenta “Matriarcas do Samba” – show presencial

0
27

As Matriarcas do Samba voltam ao palco do Teatro Rival Refit nesta sexta-feira (14/01), às 19h30, para a estreia do show em homenagem ao centenário de Dona Ivone Lara. O espetáculo terá as participações especiais de André Lara, neto da cantora e compositora, e da Velha Guarda do Império Serrano, escola onde a grande dama do samba fez história ao tornar-se a primeira mulher a assinar um samba-enredo e a fazer parte da ala de compositores de uma agremiação.

Formado por Nilcemar Nogueira, Geisa Keti, Vera de Jesus e Selma Candeia – neta de Cartola, filha de Zé Ketti, neta de Clementina de Jesus e filha de Candeia, respectivamente –, o quarteto apresentará um roteiro com grandes sucessos de Dona Ivone Lara, como os clássicos “Sonho meu”, “Sorriso negro”, “Acreditar”, “Enredo do meu samba” e “Os cinco bailes da história do Rio”, obra que marcou a estreia de uma mulher entre os autores de samba-enredo.

Serviço:

“Matriarcas do Samba” – show presencial

Dia 14 de janeiro – sexta-feira, às 19:30

Local: Teatro Rival Refit – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro

Abertura da casa: Uma hora antes do show.

Ingressos entre :   R$ 35,00 e R$ 70,00

LINK:   https://bileto.sympla.com.br/event/70536/d/118527

PROTOCOLOS DE SEGURANÇA CONTRA COVID-19:

Segundo decreto municipal sobre o público nas casas de espetáculo, o Teatro Rival Refit está autorizado a funcionar com lotação máxima, mas continuará com os processos de higienização e sanitização, feitos por empresa especializada antes de cada show.

O uso de máscara ainda é obrigatório, assim como a apresentação do comprovante de vacinação – carteira de vacinação digital do ConecteSUS, a própria caderneta física ou um papel timbrado da Secretaria Municipal de Saúde – para entrar no Teatro Rival Refit. A regra da Prefeitura do Rio vale para todas as casas de show e outros lugares públicos fechados.

O Teatro Rival Refit começa a receber o público uma hora antes, com som ambiente, ar condicionado e serviço de bar, seguindo, claro, todos os protocolos sanitários para proteger público, artistas e funcionários.

Na entrada, todos terão temperatura aferida, e haverá dispensers de álcool 70° em gel distribuídos pelas dependências do teatro.

Clientes só podem retirar a máscara para o consumo de bebida e comida, sentados em seus devidos lugares.

Cuidar da própria saúde e da saúde dos outros é também uma forma de resistência.