Pesquisa da Fecomércio RJ mostra os hábitos dos consumidores fluminenses nas compras pela internet

0
78

Pesquisa feita pelo Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) revela que nos últimos 12 meses, 33% dos consumidores do estado do Rio aumentaram suas compras pela internet, enquanto 33,2% mantiveram as compras no mesmo nível. A sondagem foi feita entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro, com 521 pessoas. A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. 

A maioria das compras é feita por smartphones (69,6%), seguida dos notebooks (16,5%) e desktops (13,4%). De acordo com a pesquisa, a média de compra nos últimos 12 meses é de 14 produtos, com gastos médios de R$ 2.567. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o Brasil tem 242 milhões de aparelhos celulares. 

A maior parte dos entrevistados, 61,3%, procuram a internet para comprar roupas, calçados e acessórios, enquanto 54,5% compram eletrônicos, 37,3% artigos para casa e 30,2% alimentação. O cartão de crédito é o mais usado pelos consumidores: 72,9%. O pix é utilizado por 17,5%. 

A pesquisa do IFec RJ mostra ainda que os preços mais atrativos que nas lojas físicas atraem 62% dos consumidores, seguido do frete grátis (59,2%), da facilidade de comprar sem sair de casa (52,8%), das promoções (50,5%) e da entrega rápida (43,9%). 96% dos entrevistados disseram que verificam se o site é seguro antes de comprar pela internet. 

57,5% afirmaram que não enfrentaram problemas com as compras. 

 

Sobre a Fecomércio RJ

Reúne 59 sindicatos patronais, líderes empresariais, especialistas e consultores com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos negócios no setor do comércio de bens, serviços e turismo no estado do Rio de Janeiro. Desenvolve soluções, pesquisas e disponibiliza conteúdo sobre questões que impactam a vida do empreendedor e colaboram nas decisões dos gestores públicos. Representa mais de 321 mil estabelecimentos, que respondem por 2/3 da atividade econômica do estado e 68% dos estabelecimentos fluminenses, gerando mais de 1,5 milhão de empregos formais, que equivalem a 60% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado. Através do Serviço Social do Comércio (Sesc RJ) atua em assistência social, cultura, educação, lazer e saúde aos comerciários e população carente, enquanto o Serviço Nacional de Aprendizagem Comércio (Senac RJ) promove educação profissional voltada para o setor.