Audio Rebel – Programação novembro 2018

0
1240

Localizada em um sobrado de Botafogo, Zona Sul carioca, a Audio Rebel é um complexo com quatro salas interconectadas e isoladas acusticamente, uma loja de instrumentos e acessórios e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). Oferece serviços de sound design, trilha sonora, foley, dublagem, mixagem 2.0 e 5.1, masterização, gravação de voz, gravação de áudios adicionais para cinema, gravação e produção de áudio books e book trailers, áudio para instalações e performances artística.

A Audio Rebel fica na Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 – Botafogo – Zona Sul do Rio de Janeiro. Horário de funcionamento da bilheteria:

todos os dias, de 13h às 21h

Programação:

02/11 – Estática, Os Estudantes e Neon Dharmas

A banda Estática traz seu som direto de Minas Gerais. Reunindo antigos companheiros da cena musical independente de BH, Rio, e Curitiba, o grupo se prepara para divulgar seu primeiro disco. O evento será o lançamento da campanha de financiamento coletivo para a produção do vinil. Neon Dharmas, formada por Rafael Trevisani (guitarra e vocal), Alberto Tie Dye (bateria) e Helder Martins (baixo), mostra seu som pós-punk influenciado por Wipers, Red Dons, The Vicious, Adolescents. Na mesma noite, a também carioca Os Estudantes.

Horário: 18h30

Ingressos: R$20

02/11 – Maringotka

Maringotka (“caravana” em português) é uma das primeiras bandas de gypsy jazz ou jazz manouche na Eslováquia. Começou no ano 2009 tocando músicas do Django Reinhardt e Stéphane Grappelli. Em 2013, venceu o prêmio “dos talentos jovens do jazz” em Bratislava Jazz Days. Em maio gravou seu primeiro álbum com músicas próprias, no estilo de gypsy jazz, mas inspirado também pela música folclórica da Eslováquia. Juraj Havlík, que está estudando no Rio, recebe o também violonista e o violinista Pavol Matej para uma apresentação única no Brasil.

Horário: 22h

Ingressos: R$20

03/11 – Paal Nilssen-Love / Kiko Dinucci + Negro Leo “Action Lekking”

part.Thiago França + Eduardo Manso

No último dia do Festival Antimatéria, o free jazz de Paal Nilssen-Love se une a Kiko Dinucci. O baterista e percussionista é reconhecido pelas apresentações cheias de vida, seja ao lado de grandes improvisadores ou acompanhado pela banda Large Unit. Nascido na Noruega, o artista apresenta toda a potência da sua técnica e sonoridade ao lado de Dinucci, um dos principais novos nome da guitarra brasileira, conhecido por seu trabalho com o Metá Metá e Passo Torto. Acontecem ainda o elogiado show “Action Lekking” de Negro Leo com participação de Thiago França e o trabalho experimental de Eduardo Manso.

Horário: 19h

Ingressos: Antecipado – : R$25 (meia ou 1 Kg de alimento) / R$50 (inteira)

Somente online pelo site:

https://www.sympla.com.br/0311-festival-antimateria__380593

No dia: R$30 (meia ou 1 Kg de alimento) / R$60 (inteira)

04/11 – Anderson Primo

O cantor, compositor e ator Anderson Primo completa 15 anos de carreira em 2018 e comemora com o seu primeiro show totalmente autoral, “Ocê, Oceano”. A cantora e compositora mineira Fernanda Santanna fará participação especial. O artista reúne toda a experiência adquirida no novo show, que dialoga com temáticas como raça, gênero e consumismo. Em fevereiro de 2018, a canção “Jackson São Tomé” recebeu o Troféu Especial do Júri e Primo foi indicado ao prêmio de Melhor Banda e Melhor Canção por voto popular no 2º Festival de Música do Teatro Ziembinski.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

06/11 – Full Blast

Peter Brötzmann é um dos precursores do free jazz na Europa e já soma uma trajetória de mais de 50 anos na música. A energia com que extrai sons ásperos do saxofone e a fluidez com que improvisa e amplia sua paleta de timbres se tornaram marca registrada de seu trabalho. Na apresentação, o Full Blast lançará o disco “Rio”, gravado ao vivo na Audio Rebel durante a última turnê da banda no Brasil.

Horário: 20h

Ingressos: R$30

07/11 – Grave!

O Grave!, clássico do reggae-rock-dub-eletronico carioca, volta aos palcos apresentando músicas do próximo disco, “A era dos deuses atômicos”.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

08/11 – João Capdeville

O cantor e compositor carioca João Capdeville apresenta o show de seu primeiro disco homônimo. Lançado pelo selo Sagitta Records, o álbum leva o ouvinte por uma longa jornada, na qual o próprio João embarcou ao se aventurar por países da América do Sul e aterrissar no estúdio do produtor Patrick Laplan, com quem construiu uma sonoridade única até então em seu trabalho autoral. O artista se une a um time de grandes talentos da música carioca para construir esse panorama musical onde o samba se encontra com o experimental, a música latina desemboca no rock.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

09/11 – Oficina de Voz com Alessandra Leão

O foco desta oficina é a busca pela singularidade da interpretação do canto, a partir da música popular do Nordeste do Brasil. Tendo como ponto de partida a escuta e reflexão de exemplos musicais, serão propostas diversas práticas de exercícios de respiração, alongamentos e aquecimento (corporal e vocal), percepção sonora (timbre, volume,

textura) e a relação da melodia com a palavra. Público alvo: Cantores, atores e bailarinos – estudantes, amadores e profissionais.

Horário: de 15h a 18h

Preço: R$100

Vagas: 20

09/11 – Isadora Melo

De Recife, a cantora Isadora Melo traz à Rebel o álbum “Vestuário”

(2017). A artista lançou recentemente “Réstia”, uma série de vídeos que refletem a pesquisa repertório e sonoridades para um novo disco.

Neste show, Isadora experimenta seu novo repertório, ainda descobrindo compositores pernambucanos e valorizando a música autoral contemporânea, numa formação de voz e guitarra baiana/bandolim, fruto da sua parceria com o instrumentista Rafael Marques (Arabiando e Saracotia). A noite terá ainda a banda Pietá como convidada especial.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

10/11 – Alessandra Leão e Lívia Mattos

Lívia Mattos, cantora, compositora e sanfoneira baiana, e Alessandra Leão, cantora, compositora e percussionista pernambucana apresentam músicas selecionadas de seus repertórios individuais, além de arranjos para parcerias inéditas. A dupla ainda homenageia grandes nomes como Capiba e Lhasa de Sela. Leão tem 21 anos de carreira e lançou os álbuns “Brinquedo de Tambor”, “Dois Cordões”, fez a trilha da peça “Guerreiras” e uma trilogia de EPs. Mattos iniciou em 2002 como acordeonista no circo e tendo passado por EUA, Áustria e Alemanha. Em 2017, lançou o álbum “Vinha da ida” (Natura Musical), e acompanhou o cantor e compositor Chico César em shows pelo país.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

11/11 – Somsocosmos #2

Apresentação coletiva dos artistas que estão participando da residência de arte sonora Somsocosmos, realizado pela Residência São João, em São José do Vale do Rio Preto: Arielle Soucy, Benoit Bellet, Benoit Crauste, Black Taffy, Gabriel Martinho, Laura Zimmerman, Leandra Lambert, Liza Casullo, LouPipa,  Veronica Daniella Cerrota, Vinicius Fernandes e Tom Huet. O grupo também apresentará composições de Andrew O’Conner e Mari Bley, além de mesclar canções populares, improvisações experimentais, instalações e projeções.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

13/11 – Gustavo Corsi

Gustavo Corsi (Picassos Falsos, Marina Lima, Erasmo Carlos), recebe músicos e amigos que fazem parte da sua história como artista para celebrar esse encontro criativo e eterno com a música. Corsi prepara um repertório de clássicos, que serão convertidos para temas na guitarra, como “Je t’aime moi no plus” (Serge Gainsbourg) e “Goldfinger”, além de algumas do Picassos Falsos, mostrando a união entre inventividade e uma boa dose de diversão. No palco, Humberto Effe, a cantora carioca Andrea Dutra, o cantor e compositor Eugênio Dale serão convidados.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

14/11 – Paulo Neto

Parte da turnê de lançamento de “Rosário de Balas”, que recentemente passou pelo Nordeste, incluindo o Festival de Garanhuns, o cantor e compositor Paulo Neto apresenta no Rio de Janeiro as músicas do segundo disco da carreira em show único. Para propor aos cariocas uma incursão mais intimista pelas músicas do álbum, ele estará acompanhado de Guilherme Kafé na guitarra e Renata Neves na rabeca.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

15/11 – Caeso

Caeso é compositor, guitarrista e “músico de computador”, como se define. Tem produção diversa, explorando meios como a acusmática, a eletrônica em tempo real, a improvisação livre e também a composição tradicional sobre papel. Nessa apresentação, o trabalho AUM, para vozes amplificadas, tem na sílaba sagrada a base para sua construção alegórica, estendendo-se no tempo à medida que diversidade se torna identidade.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

15/11 – The Stormy Weathers

The Stormy Weathers é uma banda de rock do Rio de Janeiro. Os integrantes já tocaram em muitas bandas do underground carioca, como SereS e Gentle Pains. O show na Audio Rebel marcará o lançamento do primeiro disco, “The Stormy Weathers”, também gravado na Rebel. O repertório é 100% autoral e as letras são todas em inglês. O som é rock, mas tem momentos de soul/funk. Influências: Neil Young, Black Sabbath, rock dos anos 90, George Clinton, Sly Stone, WAR etc.

Horário: 22h

Ingressos: R$20

16/11 – Emergência: Herzegovina, The Completers e The Knutz

O trio carioca Herzegovina, formado por Rafael Crespo (voz e guitarra), Mario Mamede (bateria) e Marcello Fernandes (baixo e voz), está lançando o EP “Last Turn”, em que soa mais barulhento e pesado, acrescentando ao seu pós punk sombrio influências de new wave e punk.

O The Knutz apresenta seu disco novo, “The Tower”. A banda é influenciada pelo pós-punk e deathrock e é formada por Daniel Abud nos vocais e guitarra, Tiago Abud no contrabaixo e Airton Silva na bateria. Os gaúchos do The Completers tocam pela primeira vez no Rio de Janeiro. O grupo apresenta seu som post-punk no EP “Unspoken Signals”.

Horário: 19h30

Ingressos: R$20

17/11 – Victor Mus, Rodrigo Ciampi e Samantha Mainine

O cantor e compositor Victor Mus é um dos talentos da nova geração da música brasileira. Unindo a voz rouca com os acordes do violão, suas canções falam de amor e afeto em forma de música, mesclando o pop, o indiee elementos brasileiros, e entoando baladas como “Preguiça” e “Castelo”, presentes no EP “Chão de Terra” (2017). Na mesma noite, Rodrigo Ciampi apresenta o repertório de seu primeiro disco, “Girada”. Abrindo a noite, Samantha Mainine. Cantora, compositora e instrumentista paulista radicada no Rio, cuja voz, forjada no canto lírico, desliza pela MPB com desenvoltura.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

18/11 – Tuer Lapin e Balbela

Tuer Lapin (Porto Velho/RO) é uma banda de post-rock. Estreou em 2013 com o lançamento do álbum “Esporádico”. O projeto apresenta um trabalho rítmico incomum tendo como matéria-prima a utilização de samples, sintetizadores digitais e ruído, aproximando conceitos da música eletrônica com o rock e vertentes da música experimental.

Atualmente está lançando o seu novo

material, intitulado “Banho de Cavalo” (2017), trilha sonora do filme homônimo. Nessa noite, divide o palco com a banda Balbela.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

19/11 – Talharim + Moura & Meg-X

Moura & Meg-X, dupla online precursora do rap experimental no Brasil, se apresenta pela primeira vez no Rio de Janeiro. Eles levam à Rebel o recente trabalho “Crisálida Cibernética”, álbum conceituado numa experiência cyberpunk e distópica manifestada através de sonoridades que passeiam pelo trap, synthwave, eletro ao clássico boom bap.

Horário: 20h

Ingressos:

Antecipado: R$20

(https://www.sympla.com.br/lancamento-de-crisalida-cibernetica-na-audio-rebel__384184?fbclid=IwAR1OTAALIIbGcQ-i2_FLlpwCaq4vYq6Z9gn4iJGJb5Hha9wrXeuxhLsav7M)

Na porta: R$25

20/11 – Afro Coltrane

No Dia da Consciência Negra, Roberto Rutigliano apresenta o espetáculo “Afro Coltrane”. Nada mais justo que homenagear a musicalidade negra trazendo ao palco a trajetória de uns dos maiores saxofonistas, improvisadores e compositores da história do jazz. Estarão no repertório Afro Blues, Loniens Lament, Blue Train e outros sucessos do Coltrane. No time, Roberto Rutigliano na bateria, Sergio Barrozo no contrabaixo e Marcelo Magalhães Pinto no piano.

Horário: 20h

Ingressos: R$30

21/11 – Lucas Cypriano Quinteto

Liderado por Lucas Cypriano no piano e acordeon, o quinteto conta com Marcelo Figueiredo (guitarra), Adalberto Miranda (baixo), Mac Willian Caetano (bateria) e Lucas Fixel (bateria) e apresenta composições próprias, além de obras dos grandes artistas brasileiros, como Paulinho Da Viola, Egberto Gismonti, Djavan, Tom Jobim e standards do jazz. Cypriano é também integrante  do Marcelo Figueiredo Quarteto e do Sylvio Fraga Sextet.

Sua área de pesquisa e estudos se dá no campo do Jazz e da MPB, sempre prezando pela linguagem improvisada e criativa.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

22/11 – O Branco e o Índio

A banda carioca apresenta o álbum “Plantas Renováveis”, que será lançado neste mês. No disco com 12 músicas originais, uma mistura de sons e ritmos que passa por Talking Heads, Mutantes, Sonic Youth, Clube da Esquina, Ween, Júpiter Maçã, James Chance, Neu! e Devo, que misturadas às extensas experiências musicais dos seus quatro integrantes geram o som sensorial e imagético com letras neo-concretas, existenciais e surreais d’O Branco e o Índio. O quarteto é formado por Flavio Abbes, Bruno Rezende, Roberto Souza e Pedro Serra.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

24/11 – Golpe Certo, Klinsh e Troá

O power trio, composto por Thiago Bruno (voz e guitarra), Adriano Patricio (baixo e teclado) e Vinícius Ferreira (bateria), comemora 5 anos de carreira no palco da Audio Rebel. O grupo mostra as influências de Beatles, Led Zeppelin, U2, Legião Urbana e Barão Vermelho. Na mesma noite, o também trio Troá, formado por Carol Mathias (voz, baixo e teclado), Manuella Terra (bateria) e Julianne Lima (guitarra e voz). Entre as influências estão O Terno, Scalene, Carne Doce, Ventre, Baleia, Yes, Rush, Led Zeppelin e Hozier. O repertório tem músicas autorais do EP “Miolo”. Por fim, Klinsh apresenta o EP “A Soma de Todos os Dias”, o primeiro da banda lançado este ano.

Horário: 18h

Ingressos: R$10

25/11 – Sound Bullet e Little Room

A Sound Bullet traz canções do álbum de estreia, “Terreno”, e os singles do EP “Ninguém Está Sozinho” e o sucesso “When it Goes Wrong”.

A sonoridade carrega influências que vão do post-punk revival e alternativo ao math rock. Sound Bullet é Guilherme Gonzalez (voz e guitarra), Fred Mattos (baixo), Rodrigo Tak-ming (guitarra), Henrique Wuensch (guitarra) e Pedro Mesquita (bateria). Formada pelos irmãos Ana Júlia e Gabriel Braga, a banda de indie pop e garage rock Little Room vai apresentar as faixas do seu homônimo EP de estreia e versões de canções que inspiram a banda. Os irmãos assumem os vocais e guitarras e sobem ao palco com Matt Marcílio (baixo) e Wally (bateria).

Horário: 20h

Ingressos: R$20

26/11 – Tributo a Júpiter Maçã

Marcelo Callado (bateria e voz), Alexandre Kassin (guitarra e voz), Laura Lavieri (voz e percussão) e Nervoso (baixo e voz) se unem em um show que resgata algumas das melhores canções de Júpiter Maçã, músico gaúcho falecido em 2015.

Horário: 20h

Ingressos: R$20

27/11 – Idriss Boudrioua

Nascido na França e radicado no Brasil, o saxofonista Idriss Boudrioua é um dos músicos de destaque no cenário nacional. Em mais de 20 anos de carreira, ele acompanhou grandes nomes da música como Chet Baker, João Donato e Marcos Valle. Com uma carreira solo conhecida mundialmente e quatro discos lançados e esgotados, Boudrioua faz sua tradicional terça na Rebel.

Horário: 20h

Ingressos: R$30

28/11 – Sylvio Fraga Quinteto

O show mostra o repertório autoral de Sylvio Fraga, com canções do novo disco a ser lançado no primeiro semestre de 2019, além de parcerias com Thiago Amud e Pedro Carneiro. Fraga (voz e violão) se apresenta com Mac Willian Caetano (bateria), Bruno Aguilar (baixo), José Arimatea (trompete) e Lucas Cypriano (teclados).

Horário: 20h

Ingressos: R$20

30/11 – Encontroversa, Sarah Abdala e Rodrigo Alarcon (SP)

Sarah Abdala faz o encerramento da turnê Oeste, com repertório de seu último disco e novas canções de seu próximo álbum que será lançado em 2019. Já Rodrigo Alarcon apresenta no palco da Rebel a tour de seu EP solo, “Parte”. O primeiro single, “Amor-Acidente”, contou com a participação de Liniker. As demais faixas – são 7, no total – passeiam por diferentes estilos musicais, do samba ao rock, passando pelo baião, MPB e até um flerte com o repente. A abertura da noite é com Encontroversa.

Horário: 19h

Ingressos: R$20