Bateria Cadência da Baixada, da Escola de Samba Inocentes  de Belford Roxo, fatura o 9º prêmio da carreira

0
110

Trinta anos dedicados ao carnaval tem dado resultado na Escola de 
Samba  Inocentes de Belford Roxo. No ano em que comemora dez anos à 
frente da bateria Cadência da Baixada, o mestre de bateria Washington 
Paz comemora o 9º prêmio da carreira. Em evento realizado nesta 
quinta-feira (19/07), no Clube Municipal, Washington Paz recebeu o 
prêmio Gato de Prata, organizado pelo compositor Tico do Gato e sua 
equipe.

Com um vasta experiência no carnaval e também como músico, Washington 
iniciou a sua carreira aos 7 anos de idade, sendo influenciado por 
dois sambistas que tinha dentro de casa, o pai e o avô. Reafirmando a 
premissa de que filho de peixe, peixinho é. O menino que queria 
aprender a tocar cuíca com o avô, cresceu e conquistou o seu espaço na 
música.

Dono de um coração multicor, Washington Paz já passou pelas Escolas 
Mirins Inocentes da Caprichosos, Império do Futuro, Miúdos da Cabuçu e 
Corações Unidos do Ciep, fazendo-lhe  acreditar que o aprendizado de 
base é fundamental nas Escolas.

– São nas Escolas Mirins que passamos os fundamentos, ensinamos não só 
a tocar um instrumento, mas é uma aula de cidadania. O trabalho com 
crianças e jovens é um trabalho social. Vai muito além de aprender uma 
profissão – confidencia mestre Washington, que realiza na quadra da 
Inocentes de Belford Roxo aulas de percussão com crianças e jovens. O 
mestre fala emocionado que “À procura da batida perfeita”, nome do 
projeto que dá aula na Baixada, já revelou muitos talentos.

Seguro com a experiência que adquiriu em trinta anos de carreira, 
dezesseis deles dedicados à caçulinha da Baixada, Washington Paz e sua 
equipe vem colhendo frutos ao longo desses anos. Orgulhoso de ter uma 
equipe em que pode confiar de olhos fechados, o mestre que sempre 
frisa ser ritmista antes de qualquer coisa, conseguiu ao longo desses 
anos dar a identidade
para a bateria, reconhecida ao longe, aonde quer que se apresente. 
Além de trazer inovações para os seus ritmistas, seja no figurino ou 
no lado artístico.