GRES Império Serrano realiza ajustes em seu samba-enredo para o Carnaval 2023

0
524

A Escola de Samba  Império Serrano escolheu, no último final de semana, o seu samba para o Carnaval 2023. Intitulado “Lugares de Arlindo”, a escola de Madureira vai exaltar o baluarte Arlindo Cruz na Sapucaí, passeando por toda sua religiosidade e carreira musical, no enredo assinado pelo carnavalesco Alex de Souza. Composto por Sombrinha, Aluísio Machado, Carlos Senna, Carlitos Beto Br, Rubens Gordinho e Ambrosio Aurélio, a obra teve pequenos ajustes na letra.

Um dos diferenciais do samba-enredo é o seu formato. Feito em acróstico, as primeiras letras de cada verso formam o nome Arlindo Domingos da Cruz Filho no sentido vertical.

Confira a letra final:

Acorde partideiro sem igual, nascia então, um samba do seu jeito

Reluz feito Candeia, imortal, o compositor, sambista perfeito

Levada de tantam, banjo e repique, poesia de um Cacique, malandragem deu lição

Inspiração de ventre ancestral, o dueto, a patente vem do fundo do quintal

Na boêmia, no subúrbio, na viela… O seu nome é favela: Madureira

Dagô, Dagô Saravá, Obá kaô

O brado que traz justiça, faz a vida recompor

Deixa, o fim da tristeza ainda há de chegar

O show do artista vai continuar

Morando nos sambas que você fez pra mim

Imperiano sim!

No verso que aflora

Giram os sonhos da porta-bandeira

O amor de Orfeu melodia namora

Serrinha é teu canto pra vida inteira

Dagô, Dagô é a lua de Aruanda

A espada é de guerra e Ogum vence demanda

Cercado de axé, semeia o bem, o povo a cantar laiá laiá laiá

Receba a gratidão, Reizinho desse chão, aqui é o teu lugar

Uma porção de fé… O filho do verde esperança nos conduz

Zambi da Coroa Imperial, abiaxé, Arlindo Cruz

Firma na palma da mão, tem alujá e agogô

Império Serrano, falange de Jorge, oxê de Xangô

Laroyê Epa Babá

Há de roncar meu tambor

O verso de Arlindo, morada do amor