Jackson Senhorinho e Manoela Cardoso defenderão o pavilhão da Lins Imperial pelo quarto ano consecutivo

0
86

A escola de samba Lins Imperial contará em 2025 com o Jackson Senhorinho e Manoela Cardoso como defensores do seu pavilhão pelo quarto ano consecutivo. A agremiação desfilará na Intendente Magalhães pela Série Bronze no próximo Carnaval na sexta-feira, dia 07 de março, dia de seu aniversário de fundação. 

Jackson Senhorinho é oriundo de uma família de sambistas. Desfilou em diversas escolas mirins e na ala das crianças do Império Serrano. Com passagens em alas coreografadas, alas de passistas, comissões de frente e alegorias decidiu experimentar o bailado do mestre-sala iniciando o aprendizado na Escola de mestre-sala, porta-bandeira e porta-estandarte Manoel Dionísio. O nosso mestre-sala defendeu os pavilhões da Vila Santa Teresa, Arrastão de Cascadura, Mocidade de Vicente de Carvalho, Caprichosos de Pilares e Unidos de Vila Isabel, onde segue atualmente como segundo mestre-sala. 

– Essa renovação só diz sobre a identificação que criei com a escola. Continuar esse trabalho que estamos desenvolvendo vai ser um prazer enorme. O presidente Flávio, a direção e toda a comunidade com certeza podem contar com um casal que não mede esforços pra entregar o melhor resultado. Sigamos em frente, Lins – avisa o mestre-sala. 

Manoela estreou na casa em 2004 e terá a missão, junto com o seu par, de obter a nota máxima no quesito. Pela Lins Imperial, a porta-bandeira já participou de 16 carnavais e foi agraciada com os prêmios Jornal O Povo, em 2005, Samb@-Net em 2010 e Cadência da Bateria em 2013. Além da Lins Imperial, Manoela Cardoso já teve passagens pela Paraíso do Tuiuti, Arranco do Engenho de Dentro, Acadêmicos da Abolição e Favo de Acari.

– Apesar de ser niteroiense, faço do Lins a minha comunidade, a qual me orgulho e defendo com força. Minha carreira na escola me rendeu muitos frutos. Ter escola referência, ser amada e respeitada por uma agremiação que lhe confia seu bem maior onde ela estiver, isso sim significa ser porta-bandeira. – declara a defensora do pavilhão. 

Com o objetivo de buscar o título, o casal já se prepara com rotina de ensaios e exercícios para conquistar os 40 pontos na Avenida.  

Créditos: Geissa Evaristo