Festival Oficina da Ópera abre a programação de setembro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

0
398

Novidades da temporada até o fim do ano no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Com o patrocínio oficial Petrobras, os concertos cênicos de setembro trazem as óperas brasileiras O Caixeiro da Taverna, de Guilherme Bernstein, sob regência do próprio compositor, O Sonho de Edgard, de Adriano Pinheiro (uma parceria com a EBC), com regência de Priscila Bomfim e a montagem de Pagliacci, de R. Leoncavalo, com Coro e Orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e solistas convidados. Os três espetáculos compõem o Festival Oficina da Ópera, pensado e elaborado com o objetivo de formar equipes criativas do setor no Rio de Janeiro, também dando ênfase ao trabalho de jovens diretores cênicos. 

“De setembro até dezembro ainda tem muita coisa boa vindo por aí! O Theatro está muito contente em estar em plena atividade, com uma mescla entre espetáculos inéditos e alguns preferidos pelo público. No Festival Oficina da Ópera, Tanto Caixeiro da Taverna quanto Sonho de Edgard são parte do projeto Municipal ao Meio-Dia, com a primeira apresentação de cada espetáculo custando apenas R$ 2. Com o Municipal ao Meio-Dia, damos mais um passo rumo à democratização do TMRJ, trazendo um público ainda mais amplo para conhecer nossos espetáculos. Seja bem-vindo ao Theatro Municipal!”, explica Clara Paulino, Presidente da Fundação Teatro Municipal.

“Seguimos a todo vapor! Após um primeiro semestre repleto de atrações que lotaram nossa grande sala – balés, óperas e uma importante série de concertos que celebrou consagrados compositores da história – trazemos um festival voltado à formação de equipes de criação no Rio de Janeiro, no qual teremos duas obras brasileiras, uma delas, estreia mundial, e a montagem de Pagliacci. Os balés seguem no nosso radar, intercalando títulos de repertório e neoclássico, além disso, teremos a celebração do Dia Mundial da Ópera, em 25 de outubro e a montagem de La Traviata, para coroar o ano Verdi em nossa temporada oficial do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.”, explica o diretor artístico da Fundação Teatro Municipal, Eric Herrero.

Em outubro, será a vez do balé neoclássico Triple Bill que reunirá as obras Noite de Walpurgis (Charles Gonoud), com coreografia de Leonid Lavrovsky; Love Fear Loss (música adaptada por Nathaliya Chepurenko) e o Bolero, de Ravel, ambas coreografias na versão de Ricardo Amarantes. Como regente, o maestro titular da OSTM, Felipe Prazeres. 

Ainda em outubro, a comemoração ao Dia Mundial da Ópera (25), realizado em parceria com a Cia. Ópera São Paulo, contará com uma programação especial nos dias 24 e 25, homenageando em uma Gala Lírica os centenários de quatro cantores emblemáticos do século passado: Maria Callas, Victoria de Los Angeles, Cesare Siepi e o brasileiro Paulo Fortes. O Concerto será com a Orquestra Sinfônica da casa, sob regência de Priscila Bomfim, com obras de Pietro Mascagni, Gaetano Donizetti, Giuseppe Verdi, Carlos Gomes, Georges Bizet e Vincenzo Bellini. Como solistas: Daniela Carvalho, Michele Menezes, Kismara Pezzati, Carla Rizzi, Daniel Umbelino, Ricardo Gaio, João Campello, Inácio de Nonno, Anderson Barbosa. 

A ópera La Traviata, de Giuseppe Verdi, que não sobe ao palco da casa desde 2001, vai movimentar o mês de novembro, encerrando a temporada de ópera 2023 no Theatro Municipal. Baseada em ‘A Dama das Camélias’, romance e peça teatral de Alexandre Dumas Filho, narra a história de Violetta Valery, famosa cortesã parisiense que se apaixona por um jovem estudante. Uma das óperas mais queridas do público terá direção musical e regência de Luís Fernando Malheiro e concepção e direção cênica de André Heller-Lopes. Com a participação do Coro e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, contará com os solistas Ludmilla Bauerfeldt, Laura Pisani, Matheus Pompeu, Ricardo Gaio, Licio Bruno, Vinicius Atique, Michele Menezes e Ivan Jorgensen. 

E para fechar o ano, o balé de repertório de 3 atos e 5 cenas, “O Corsário”, de Adolphe Adam. Baseado no poema de Lord Byron, contará com coreografia de Marius Petipa. A regência será do maestro Jésus Figueiredo. 

 

Informações sobre as obras:

Festival Oficina da Ópera:

Concertos Cênicos:

1.   Ópera de Câmara O Caixeiro da Taverna (55′) de Guilherme Bernstein –

A comédia de Martins Pena narra a história de personagens que vivem em torno da taverna do título. Gerente, o português Manoel quer virar sócio de Angélica, dona do estabelecimento, mas ela quer, na verdade, casar-se com ele. O problema é que ele já se casou em segredo com a jovem costureira Deolinda. A obra de Martins Pena é um retrato da sociedade carioca do século XIX. Autor de diferentes comédias de costumes, ele abordou temas como a obsessão pela ópera, o desejo de ascensão social, a preocupação com dinheiro e a vida amorosa. Ao adaptar a peça O Caixeiro da Taverna, Bernstein respeitou o texto integral do dramaturgo, incluindo falas, diálogos e todas as situações.

Regência: Guilherme Bernstein

Direção Cênica: Daniel Salgado

Músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Elenco: Homero Velho, Carolina Morel, Rose Provenzano-Pascoa, Murilo Neves, Geilson Santos e Ludoviko Vianna.

Datas/Horários:

11/9 – 12h (Municipal ao Meio- Dia) – Ingressos a R$2,00

12/9 – 19h 

Classificação etária: livre

 

2.   Opereta Radiofônica O Sonho de Edgard (1h5′) – A Invenção da Rádio (estreia mundial), de Adriano Pinheiro –

O Sonho de Edgard é um espetáculo no qual a vida de Edgard Roquette Pinto e o surgimento da rádio MEC no Brasil se entrelaçam. Entrevistado por Almirante, Roquette revela histórias da Rádio MEC, antiga rádio Sociedade do Rio de Janeiro e narra sua carreira como antropólogo e defensor da rádio brasileira. Dentro da obra, o elenco vive o meta-teatro, rompendo a “quarta parede” e criando uma comunicação direta com o público presente, que se identifica com as reações de uma rádio ouvinte, escutando atentamente a estreia da opereta A Noiva do Condutor. A história mostra como a rádio MEC influenciou a sociedade carioca, seus costumes, tendências e modismos, disseminando conhecimento e cultura pelo Rio de Janeiro e Brasil.

 

Regência: Priscila Bomfim

Direção Cênica: Antônio Ventura

Músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Elenco: Adriano Pinheiro, Murilo Neves, Carla Rizzi, Lara Cavalcanti, Calebe Faria, Fábio Belizallo e André Lemos

 

Datas/Horários:

13/9 – 12h (Municipal ao Meio- Dia) – Ingressos a R$2,00

14/9 – 19h 

Classificação etária: livre

 

3.   Ópera Completa Pagliacci – de Ruggero Leoncavalo

Ruggero Leoncavallo é considerado um dos maiores expoentes do verismo italiano. Ele é autor de cerca de 20 óperas e operetas, sendo um dos compositores mais importantes do gênero. Composta por dois atos, a ópera “Pagliacci”, possui libreto do próprio Leoncavallo, que se baseou em uma história real ocorrida em 1880 na Calábria, província do extremo sul da Itália. Depois de mais de 120 anos, em sua estreia em Milão, no dia 21 de maio de 1892, “Pagliacci” ainda é uma das óperas mais apresentadas no meio operístico, sendo o maior sucesso de Leoncavallo. Apesar do nome “Pagliacci” (palhaços), a ópera possui uma essência dramática, com uso intenso da voz humana e de uma instrumentação trágica, como era o gosto dos compositores do Alto Romantismo.

 

Direção Musical e Regência: Victor Hugo Toro

Direção Cênica: Menelick de Carvalho

Músicos da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Solistas: Enrique Bravo, Licio Bruno, Marianna Lima, Fernando Lorenzo, Guilherme Moreira, Calebe Faria e Gabriel Senra.

Datas/Horários: 

15/9 – 19h

17/9 – 17h 

Classificação etária: 14 anos

 


Outubro:

-Ballet: Ballet Neoclássico (Triple Bill)

 

1.*Noite de Walpurgis- Charles Gonoud

“Noite de Walpurgis” – ballet de um ato – é uma das cenas mais marcantes da ópera de Charles Gounod “Fausto”. Executada separadamente, é considerada uma das obras–primas da dança mundial. A coreografia é de Leonid Lavrovsky.

2.*Love Fear Loss- Música adaptada por Nathaliya Chepurenko 

Inspirada na comovente vida pessoal da cantora francesa Édith Piaf e sua música, Love FearLoss, do coreógrafo brasileiro Ricardo Amarante, revela a história de amor da falecida cantora por meio de seus trabalhos clássicos. A coreografia é de Ricardo Amarante. 

 

3.* Bolero- Maurice Ravel-Coreografia: Ricardo Amarante

Joseph Maurice Ravel foi um compositor e pianista francês, conhecido sobretudo pela sutileza das suas melodias instrumentais e orquestrais, entre elas, o Bolero, que considerava trivial e descreveu como “uma peça para orquestra sem música”.

 

Ballet e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Regente: Felipe Prazeres

 

Datas/Horário:

10/10 – 19h (Pré-estreia)

11, 13 e 14/10 – 19h

15/10 – 17h

 

 

-Concerto: “Dia Mundial da Ópera”, parceria com Cia. Ópera São Paulo

Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Nos dias 24 e 25 de outubro o Theatro Municipal comemorará os centenários de quatro dos maiores cantores do século passado: Maria Callas, Victoria de Los Angeles, Cesare Siepi e o brasileiro Paulo Fortes com uma grande Gala Lírica. No programa obras de: Pietro Mascagni, Gaetano Donizetti, Giuseppe Verdi, Carlos Gomes, Georges Bizet e Vincenzo Bellini.

Regência: Priscila Bomfim

Solistas: Daniela Carvalho, Michele Menezes, Kismara Pezzati, Carla Rizzi, Daniel Umbelino, Ricardo Gaio, João Campello, Inácio de Nonno, Anderson Barbosa.

Datas/Horários:

24/10 – 12h (Municipal ao Meio-Dia) – Ingressos a R$2,00

25/10- 19h

Ópera: G. Verdi– “La Traviata”

 

Como encerramento da temporada de ópera 2023, o Theatro Municipal apresenta ‘La Traviata’ de Giuseppe Verdi, que não sobe ao palco da casa desde 200. É uma das óperas mais queridas do público.

‘La Traviata’ é baseada em ‘A Dama das Camélias’, romance e peça teatral de Alexandre Dumas Filho, e narra a história de Violetta Valery, famosa cortesã parisiense que se apaixona por um jovem estudante.

Direção Musical e Regência: Luís Fernando Malheiro

Concepção e Direção Cênica: André Heller-Lopes

Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Elenco: Ludmilla Bauerfeldt, Laura Pisani, Matheus Pompeu, Ricardo Gaio, Licio Bruno, Vinicius Atique, Michele Menezes, Ivan Jorgensen.

 

Datas/Horários:

17, 23, 24, 25/11 – 19h

19 e 26/11 – 17h

22/11 – 19h (récita exclusiva para Petrobras)

 


Dezembro

Ballet:  Adolphe Adam “O Corsário”

Le Corsaire, conhecido em português como “O Corsário”, é um Ballet de Repertório, baseado no poema de Lord Byron, com música de Adolphe Adam (com peças adicionais) e coreografias de Marius Petipa. Ballet de 3 atos e 5 cenas.

Regência: Jésus Figueiredo

 

Datas/Horários:

13, 14, 15, 16, 20, 21, 22, 23/12 – 19h

17/12 – 17h

19/12 – 14h (récita exclusiva para escolas e projetos sociais)

12/12 – 19h (Pré-estreia exclusiva para Petrobras) – data a ser confirmada pelo patrocinador 

 


Serviço:

Festival Oficina da Ópera

1 – Ópera de Câmara O Caixeiro da Taverna, de Guilherme Bernstein

Com Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Endereço: Praça Floriano, s/ nº – Centro

Classificação: Livre

Datas/Horários:

11/09 – 12h (Municipal ao Meio- Dia) – Ingressos a R$2,00

12/09 – 19h – Preços

Frisas e Camarotes – R$60,00 (ingresso individual)

Plateia e Balcão Nobre – R$40,00

Balcão Superior – R$30,00

Galeria – R$15,00

 

2 – Opereta Radiofônica O Sonho de Edgard – A Invenção da Rádio (estreia mundial), de Adriano Pinheiro

Parceria entre TMRJ e EBC

Com Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Endereço: Praça Floriano, s/ nº – Centro

Classificação: Livre


Datas/Horários:

13/09 – 12h (Municipal ao Meio- Dia) – Ingressos a R$2,00

14/09 – 19h – Preços

Frisas e Camarotes – R$60,00 (ingresso individual)

Plateia e Balcão Nobre – R$40,00

Balcão Superior – R$30,00

Galeria – R$15,00

 

3 – Ópera Completa Pagliacci

Com Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Endereço: Praça Floriano, s/ nº – Centro

Classificação: 14 anos

Datas/Horários:

 

15/09 – 19h

17/09 – 17h

Preços nas duas datas:

Frisas e Camarotes – R$80,00 (ingresso individual)

Plateia e Balcão Nobre – R$60,00

Balcão Superior – R$40,00

Galeria – R$20,00

 

Os ingressos podem ser adquiridos através do site theatromunicipal.rj.gov.br ou na bilheteria do Theatro. 

 

Patrocinador Oficial Petrobras 

Apoio: Livraria da Travessa, Rádio MEC, Rádio SulAmérica Paradiso, Rádio Roquette Pinto – 94.1 FM

Realização Institucional: Fundação Teatro Municipal, Associação dos Amigos do Teatro Municipal

Lei de Incentivo à Cultura

Realização: Ministério da Cultura e Governo Federal, União e Reconstrução.