Museu de Arte do Rio – MAR inaugura exposição gratuita sobre protagonismo do corpo

0
441

Apresentar corpos que questionam a realidade histórica e territorial em que estão inseridos. Esse é um dos objetivos de “Revirar”, nova exposição gratuita que o MAR inaugura no dia 6 de outubro. A mostra exibe um recorte inédito de 14 vídeos do acervo museológico, trazendo assim um pouco da coleção do MAR que vai além das obras de suporte mais tradicionais. O acervo do MAR  tem ao todo 249 vídeos, que fazem parte da coleção, atualmente, com cerca de 30 mil obras.

A partir do foco no corpo, a exposição “Revirar” apresenta a produção audiovisual de 15 artistas jovens, como Diambe, Juliana Notari e Pablo Lobato, e de artistas históricos, como a italiana Anna Maria Maiolino. A mostra aborda assuntos de dimensão política como a revisão histórica e social, os apagamentos, as geopolíticas da existência, as disputas e as paisagens, temas que dialogam com a identidade do MAR e com o território da Pequena África em que o museu está inserido.

“Revirar” vai ocupar o Foyer do quinto andar da Escola do Olhar, espaço que abrigou recentemente outras exposições como Pixinguinha: O maestro batuta e Beirute: O caminho dos olhares. A mostra tem curadoria de Marcelo Campos, Amanda Bonan, Amanda Rezende e Jean Carlos de Souza.


O Museu de Arte do Rio

Iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Museu de Arte do Rio passou a ser gerido pela Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) desde janeiro deste ano, apoiando as programações expositivas e educativas do MAR a partir de um conjunto amplo de atividades para os próximos anos. “A OEI é um organismo internacional de cooperação que tem na cultura, na educação e na ciência os seus mandatos institucionais, desde sua fundação em 1949. 

O Museu de Arte do Rio, para a OEI, representa um instrumento de fortalecimento do acesso à cultura, intimamente relacionado com o território, além de contribuir para a formação nas artes, tendo no Rio de Janeiro, por meio da sua história e suas expressões, a matéria-prima para o nosso trabalho”, comenta Raphael Callou, diretor e chefe da representação da OEI no Brasil.

Após o início das atividades em 2021, a OEI e o Instituto Odeon celebraram parceria com o intuito de fortalecer as ações desenvolvidas no museu, conjugando esforços e revigorando o impacto cultural e educativo do MAR, onde o Odeon passa a auxiliar na correalização da programação.

O Museu de Arte do Rio tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master, o Itaú Unibanco como patrocinador, o Grupo Renner e Estácio – Instituto Yduqs como apoiadores, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A Escola do Olhar conta com o patrocínio da Wilson Sons e Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS, é também patrocinada pelo RIOgaleão e Icatu e tem a Cultura Inglesa como apoiadora Educacional. A Globo e o Canal Curta são os parceiros de mídia do MAR.

O MAR conta ainda com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e do Governo Federal do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem a gestão da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e o Instituto Odeon como correalizador das atividades.

Mais informações em www.museudeartedorio.org.br


Serviço:

Exposição Revirar

Inauguração: 6 de outubro

Local: Foyer – 5º andar

Praça Mauá, 5 – Centro – Rio de Janeiro

Entrada Gratuita