OSB apresenta dois concertos virtuais da Série Clássica Brasileira na mesma semana

0
319
Tobias Volkmann, regência JOHANNES BRAHMS Abertura Trágica, Op. 81 RICHARD WAGNER Idílio de Siegfried FELIX MENDELSSOHN Sinfonia Nº 5, Op. 107 - Reforma

Dois concertos virtuais da Série Clássica Brasileira serão levados às plataformas digitais pela OSB nos dias 10 e 12 de novembro. O primeiro terá programa composto por obras Vivaldi, Kaspar Kummer e do brasileiro Ricardo Tacuchian, enquanto no segundo, Mozart aparece acompanhado dos brasileiros Diego Calderoni e Carlos do Santos. Ambas as apresentações serão veiculadas nas páginas da Orquestra Sinfônica Brasileira no Facebook e no Youtube. A Série Clássica Brasileira traça um paralelo entre a música brasileira e as composições do período clássico.

O italiano Antonio Vivaldi aparece em dose dupla no programa do dia 10/11. Dois movimentos de seu “Concerto para bandolim, cordas e contínuo” abrem a apresentação, seguidos dos movimentos I e III do “Concerto para dois violoncelos e cordas”, um dos muitos concertos compostos por Vivaldi na época em que foi professor de violino nos cursos de música no Ospedale della Pietà em Veneza (entre 1703 e 1740). O “Trio para flauta, clarinete e fagote”, do alemão Kaspar Kummer, grande flautista do século XIX, vem na sequência.

A música brasileira chega ao programa com o “Andante para cordas”, do carioca Ricardo Tacuchian. Maestro, professor e compositor, foi aluno de Francisco Mignone e Claudio Santoro e tem suas composições tocadas nas Américas e na Europa. A peça que será apresentada no programa foi composta em 1985.

Abrindo o repertório do dia 12/11, o primeiro movimento do “Quarteto para flauta K. 285”, de Mozart. Este quarteto para flauta é o primeiro de três que Mozart compôs em 1777/1778 para serem tocados pelo flautista holandês Ferdinand de Jean. O primeiro movimento Allegro inspirou Beethoven em seu duo de clarineta e fagote de 1792.

Trombonista, arranjador, compositor e regente, o paulista Diego Calderoni levará ao programa a peça “Uma canção ao trombone”, que consiste – como o título indica – em uma canção com melodia linear como um canto para ser interpretado por esse instrumento.

Fechando a apresentação, a Orquestra Sinfônica Brasileira apresentará a estreia mundial de “Danças Mistas”, do paulistano Carlos dos Santos. Escrita para metais e percussão, a obra une, em cada movimento, duas danças populares distintas que geram uma outra, fictícia. A ideia é que as quatro danças pareçam uma sequência numa festa, para as pessoas dançarem.

 

A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA:

Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 80 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Responsável por revelar talentos como Nelson Freire, Arnaldo Cohen e Antônio Menezes e pioneira na criação de projetos de democratização da música de concerto, como o Aquarius e os Concertos da Juventude, a OSB chega aos 80 anos com fôlego para levar ao público uma temporada especial e comemorativa, com destaque para a música brasileira e os artistas nacionais, tendo sua própria história como fio condutor da programação.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura.

 

PROGRAMA 10/11:

 

ANTONIO VIVALDI – Concerto para bandolim, cordas e contínuo

I. Allegro

III. Allegro

ANTONIO VIVALDI – Concerto para dois violoncelos e cordas

I. Allegro (moderato)

III. Allegro

KASPAR KUMMER – Trio para flauta, clarinete e fagote

I. Allegro

RICARDO TACUCHIAN – Andante para cordas

 

 

PROGRAMA 12/11:

 

WOLFGANG AMADEUS MOZART – Quarteto para flauta K. 285 (flauta, violino, viola e violoncelo)

I. Allegro

DIEGO CALDERONI – Uma canção ao trombone

CARLOS DOS SANTOS – Danças Mistas

 

 

SERVIÇO:

OSB – Série Clássica Brasileira V (Concerto on-line)

Dia 10 de novembro de 2020, às 19h

OSB – Série Clássica Brasileira VI (Concerto on-line)

Dia 12 de novembro de 2020, às 19h

 

Facebook – /orquestrasinfonicabrasileira

Youtube – /sinfonicabrasileira

Acesso gratuito