Série ‘Grandes Vozes’ do Rio com o tenor Vittorio Grigolo no Theatro Municipal do Rio de Janeiro

0
1019

No dia 7/07, às 17h00, o Theatro Municipal do Rio de Janeiro fará o 
primeiro concerto da série “Grandes Vozes no Rio de Janeiro” com o 
consagrado tenor italiano Vittorio Grigolo. Em 2019, além de Grigolo, 
já estão agendados os concertos de outros três cantores líricos 
internacionais que dominam hoje os maiores palcos de ópera do mundo 
(Paris, Londres, Milão e Nova York). Eles serão acompanhados no palco 
pela Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal. Serão mais quatro 
concertos em 2020 e outros quatro em 2021. Parte da temporada oficial 
do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, “Grande Vozes no Rio de 
Janeiro” é uma iniciativa inédita na cena lírica brasileira. Para 
reger este primeiro concerto foi convidado o maestro norte-americano 
Ira Levin.

A cada temporada serão quatro estrelas da ópera internacional que se 
apresentarão ao longo dos próximos três anos. Os artistas também 
ministrarão masterclasses para jovens cantores brasileiros.

“Nosso objetivo principal é não só despertar o interesse pela ópera no 
Rio de Janeiro, como também motivar sonhos e novas possibilidades para 
jovens artistas brasileiros” – afirma Ilias Tzempetonidis, Diretor de 
Casting da Ópera Nacional de Paris. Reconhecido por descobrir talentos 
e lançar internacionalmente novos cantores de ópera, Tzempetonidis é 
um grego apaixonado pelo Rio de Janeiro. Junto ao empresário austríaco 
Stefan Ganglberger, trouxe ao Theatro Municipal a ideia desta série 
única e exclusiva de concertos no Brasil.

André Heller-Lopes, diretor artístico do Theatro Municipal, comenta: 
“O projeto Grandes Vozes é algo totalmente inédito no país e ficamos 
muito felizes em poder recebê-lo como parte da temporada oficial – 
ainda mais que a estreia acontece no mês em que celebramos os 110 anos 
do Theatro. Destaco a importância de ser um projeto idealizado para 
acontecer ao longo de vários anos, o que é um marco na ópera no 
Brasil. Temos muito a agradecer ao Tzempetonidis, Diretor de Casting 
da Ópera Nacional de Paris, a sua generosa ajuda em tornar tudo isso 
possível”.

O tenor italiano Vittorio Grigolo vem pela primeira vez à América do 
Sul. Consagrado pela imprensa especializada, Grigolo foi, aos 23 anos, 
o tenor mais jovem a se apresentar no La Scala, em Milão. Em sua 
apresentação no Rio ele interpretará árias de óperas de Verdi, 
Puccini, Donizetti, Massenet, Gounod e Offenbach.

Já estão confirmadas as agendas dos artistas internacionais de agora 
até o final de 2021. Serão quatro recitais líricos este ano, quatro em 
2020 e quatro em 2021.

Temporada “Grandes Vozes” 2019:

VITTORIO GRIGOLO

TENOR

O primeiro grande artista a se apresentar será o tenor italiano 
VITTORIO GRIGOLO. Ele fará uma masterclass no dia 3/7 e o concerto no 
dia 7/7.

Seus excepcionais talentos vocais e dramáticos são amplamente 
elogiados pela imprensa mundial. Aos 23 anos ele se tornou o tenor 
mais jovem a se apresentar no La Scala, em Milão. Em pouco tempo ele 
já se apresentou ao lado de nomes como Riccardo Chailly, Lorin Maazel, 
Zubin Mehta, Riccardo Muti, Gustavo Dudamel e Antonio Pappano. Seu 
repertório inclui cerca de 24 óperas de Mozart, Donizetti, Verdi, 
Puccini, Gounod, Massenet, Offenbach, Bernstein e as obras sagradas de 
Rossini, entre outros. Como um dos principais tenores de sua geração, 
ele agora se apresenta nas casas de ópera mais prestigiadas do mundo, 
incluindo La Scala, Milão, Royal Opera House, Londres, Metropolitan 
Opera, Nova York, Opernhaus Zurich, Palau de Les Arts Valência e 
Chorégies D’Orange, para citar apenas alguns.

Default

MICHAEL FABIANO

TENOR

O segundo artista é o tenor americano MICHAEL FABIANO – com a 
masterclass no dia 21/8 e o concerto no dia no dia 25/8 de 2019.

O ganhador do 2014 Beverly Sills Artist Award e do Richard Tucker 
Award de 2014, Fabiano é o primeiro cantor a ganhar os dois prêmios no 
mesmo ano e é considerado um dos maiores tenores do mundo atualmente. 
Fabiano se apresentou em muitas das principais casas de ópera do 
mundo; uma lista que inclui Metropolitan Opera, Ópera de São 
Francisco, Ópera Real, Ópera da Austrália, Teatro Real, Ópera Nacional 
de Paris, Ópera Nacional Holandesa, La Scala, Dresden Semperoper, 
Deutsche Oper Berlin, o Festival Glyndebourne e Ópera Real 
Dinamarquesa. Ele é membro do Conselho de Artistas do Metropolitan 
Opera Guild e um dos fundadores do ArtSmart, uma organização sem fins 
lucrativos que oferece aulas gratuitas de voz para alunos de
escolas públicas em bairros carentes nos EUA.

Home

LISETTE OROPESA

SOPRANO COLORATURA

A terceira artista será a soprano americana LISETTE OROPESA – com a 
masterclass no dia 9/10 e o concerto no dia 13/10.

Lisette Oropesa é uma dos sopranos lírico-coloratura mais requisitadas 
hoje e já triunfou em vários papéis nas casas mais importantes da 
Europa e dos EUA. Cantora de considerável reconhecimento, Lisette 
recentemente teve grande sucesso no Covent Garden e no Teatro Real 
Madrid como LUCIA DI LAMMERMOOR. Nesta temporada Lisette está pronta 
para fazer uma grande estreia na Ópera Nacional de Paris e no Teatro 
alla Scala. Conhecida por sua técnica perfeita, integridade 
estilística, coloratura precisa e atuação superlativa, Lisette 
destaca-se no repertório do bel canto, Mozart e compositores franceses.

https://lisetteoropesa.com

HIBLA GERZMAVA

SOPRANO

A última artista a se apresentar nesta primeira temporada será a 
soprano russa HIBLA GERZMAVA – com a masterclass no dia 12/11 e o 
concerto no dia 15/11.

Hibla Gerzmava estabeleceu-se como uma das mais requisitadas sopranos 
de sua geração, tendo sido aclamada pela crítica em teatros como a 
Royal Opera House – Covent Garden, a Ópera Nacional de Paris, a Ópera 
de Viena, a Ópera de Roma, a Ópera Metropolitana, a Baviera, Ópera 
estadual em Munique, Carnegie Hall em Nova York e Mariinsky Theatre em 
São Petersburgo. Aclamada pelo New York Times como “a soprano de voz 
calorosa, com um toque de afeto e força”, Gerzmava retornou à Ópera 
Metropolitana como Donna Anna em Don Giovanni, no outono de 2016. Na 
mesma temporada estreou no Teatro alla Scala em Milão com o 
papel-título em Anna Bolena, e no Teatro Bolshoi, em Moscou, como 
Elisabeth em Don Carlos.

http://www.hibla.ru/en/

VITTORIO GRIGOLO

Concerto com orquestra

PROGRAMA:

Questa o quella – ‘Rigoletto’ (Verdi)

La donna è mobile – ‘Rigoletto’ (Verdi)

Abertura – ‘Don Pasquale’ (Donizetti)

Una furtiva lagrima – ‘L’Elisir d’Amore’ (Donizetti)

Intermezzo – ‘Manon Lescaut’ (Puccini)

Che gelida manina – ‘La Bohème’ (Puccini)

Abertura – ‘Nabucco’ (Verdi)

Di quella pira – ‘Il Trovatore’ (Verdi)

INTERVALO

En fermant les yeux – ‘Manon’ (Massenet)

Ah ! Lève-toi, soleil ! – ‘Romèo et Juliett’e (Gounod)

Bachanale – ‘Samson et Dalila’ (Saint-Saëns)

Pourquoi me réveiller – ‘Werther’ (Massenet)

Abertura – ‘Guglielmo Tell’ (Rossini)

La légende de Kleinzach – ‘Les contes d’Hoffmann’ (Offenbach)

Preços dos Ingressos:

07 de julho, domingo, às 17h

Frisas/camarote – R$ 600 (meia-entrada R$ 300)

Plateia e balcão nobre – R$ 600 (meia-entrada R$ 300)

Balcão superior – R$ 400 (meia-entrada R$ 200)

Balcão superior lateral – R$ 400 (meia-entrada R$ 200)

Galeria – R$ 200 (meia-entrada R$ 100)

Galeria lateral – R$ 200  (meia-entrada R$ 100)

Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro – Praça Floriano s/n° – 
Centro – Rio de Janeiro

Lotação – 2.226 lugares

Duração total – 2 horas

Ingressos na bilheteria ou no www.ingressorapido.com.br

O Theatro Municipal é vinculado à Secretaria de Estado de Cultura e 
Economia Criativa do Rio de Janeiro

Realização: Theatro Municipalgolo release Final.docx (30 KB)