Feira Refúgio em Foco acontece neste sábado (22/06) no Memorial às Vítimas do Holocausto, em Botafogo

0
234

Neste sábado (22/06) acontece mais uma edição especial da Feira Refúgio em Foco de Imigrantes Empreendedores Sociais, desta vez no Memorial às Vítimas do Holocausto, em Botafogo, na Semana do Migrante e Refugiado. O evento contará com várias atividades, como oficina de conscientização do clima, roda de conversa e contação de história, com programação das 10h às 17h.

A feira Refúgio e Foco, realizada pela secretaria Especial de Cidadania, conta com empreendedores de diversas nacionalidades, como Angola, Argentina, Colômbia, Congo, Uruguai e Venezuela, que residem na cidade. Variedade de produtos, comidas típicas, roupas, tecidos africanos com suas belas estampas são alguns dos destaques. Estarão disponíveis também objetos de decoração, acessórios e peças em artesanato, como brinquedos educativos em madeira, bijuterias em trançados, aço, pedras naturais, macramê, entre outros.

O secretário Especial de Cidadania, Leandro Pereira, ressalta a importância de celebrar a data e proporcionar maior visibilidade à população de refugiados que mora no Rio.

– Além de estabelecer uma política pioneira de apoio a migrantes e refugiados, com a criação do CRAI (Centro de Referência e Apoio ao Imigrante), eventos culturais e voltados para o empreendedorismo possibilitam mais integração e muitas oportunidades para todos, afirma Leandro Pereira.

 

Programação Semana do Migrante e Refugiado

10h às 17h – Feira Refúgio em Foco

Gastronomia de vários países, arte, artesanato e moda. Entre os produtos que já viraram tradição na feira, destaque para pratos típicos do Congo, servidos pelo chef Kimberly; o bacalhau à nata, à moda angolana; doces e salgados da Argentina e do Uruguai; as estampas fortes e multicoloridas das roupas do RD Congo e os incensos, acessórios, brincos e colares artesanais venezuelanos . Lindos e criativos também são os brinquedos artesanais da ‘Aprendiendo brincando’.

Local: Estacionamento

Classificação: Livre


10h30 – Ateliê convida – Mural do Clima com Bob Montinard

Os eventos climáticos extremos acontecem, nos últimos anos, em maior frequência e os impactos sociais desse fenômeno tornam-se uma grande ameaça aos Direitos Humanos. O número de migrantes do clima cresce à medida que o aquecimento global se agrava.

Para esta oficina de conscientização climática, convidamos Bob Montinard, mediador de conflitos comunitários, produtor cultural e fundador da Mawon, associação franco-haitiana que trabalha em prol dos migrantes com a proposta de integrar culturas e quebrar o conceito de fronteiras.

Local: Varanda dos Direitos Humanos –

Classificação: a partir de 16 anos

Link para inscrição: bit.ly/3VLeiru

 

14h30 – Roda de conversa – Em Diáspora: fluxos migratórios no Século XXI com Dianduala Nguidi, Fabiana Chicralla Siqueira e Otávio Ávila. Mediação: Wesley Ribeiro.

O termo “Diáspora” é utilizado para designar o deslocamento forçado ou incentivado de grupos populacionais e, ao longo da história da humanidade, diferentes grupos étnicos e sociais passaram por esse movimento. Para debater os desafios enfrentados pelas populações em diáspora no século XXI, convidamos Dianduala Nguidi e Otávio Ávila.

Dianduala Nguidi – Coordenadora Executiva de Direitos Humanos da Secretaria Especial de Cidadania, ex-presidente do Comitê Intersetorial Municipal de Política de Atenção a Refugiados, Imigrantes e Apátridas (COMPARM-RIO) e membra da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ.

Fabiana Chicralla Siqueira – Especialista em Psicanálise e Saúde Mental/UERJ, Mestre em Saúde Coletiva e Doutoranda em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social/ UERJ. Apoio técnico à saude de migrantes e refugiados na Superintendência de Promoção da Saúde na Secretaria Municipal de Saúde do RJ.

Otávio Ávila – Doutor em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), graduado em Comunicação Social – Relações Públicas na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e especialista em Comunicação Popular e Comunitária (UEL). Pesquisador associado do grupo ‘Diaspotics: Migrações Transnacionais e Comunicação Intercultural’ e colaborador do Projeto Fronteiras Cruzadas (USP).

Local: Sala de leitura

Classificação: a partir de 16 anos

 

16h – Memorial em família – “Povos Brasileiros” com Ana Luísa Lacombe A premiada contadora de histórias, Ana Luísa Lacombe, narra histórias tradicionais e de autores variados, acompanhadas de canções tocadas no ukulele e instrumentos de percussão. Neste repertório serão narradas quatro histórias que trazem um mosaico de alguns povos que compõem nossa cultura e nossa língua.

Local: Ateliê Educativo

Classificação: Livre

 

SERVIÇO

Memorial às Vítimas do Holocausto

Endereço: Alameda Embaixador Sanchez Gavito, s/n – Mirante do Pasmado, Botafogo.

Acesso pela Rua General Severiano.