Macaé Energy 2024 reúne o Norte Fluminense, promovendo a integração das pautas de óleo, gás e das energias

0
143

Presidente em exercício da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Luiz Césio Caetano participou nesta terça-feira (11/6) da abertura do Macaé Energy 2024, evento que reúne os principais players do mercado com o propósito de apresentar ao público o vasto potencial de negócios nos mercados de petróleo, gás e novas energias tanto no estado do Rio quanto no país. Durante a solenidade, a Firjan SENAI assinou com a prefeitura de Macaé o termo de cooperação técnica para realização de cursos de qualificação profissional para atender ao mercado de óleo e gás em toda a região.

“Em sua primeira edição, o Macaé Energy faz parte de um projeto maior, que engloba diversas ações voltadas para as micro e pequenas empresas dos encadeamentos produtivos do petróleo, gás natural, energias e indústria naval. Esta cidade abriga muitas empresas e suas bases de operação para o mercado offshore, geração de energia elétrica, além de estudos para o desenvolvimento de uma nova fronteira tecnológica no país, o armazenamento de carbono em aquíferos salinos”, ressaltou Caetano, destacando também os projetos de energias renováveis como solar e eólicas em terra e no mar, além de produção de hidrogênio e fertilizantes.

Também realizador do evento, o prefeito de Macaé, Welberth Rezende enumerou o potencial do município na produção de petróleo e no processamento de gás natural, possibilitando a diversificação dos projetos em energia. Rezende destacou a necessidade de coordenações de ações entre o MME, ANP e Ibama. Diretor de Desenvolvimento do Sebra RJ, Sérgio Malta, ressaltou a parceria com a Firjan para o atendimento às pequenas e médias empresas do encadeamento produtivo da região.

Secretário interino de Energia e Economia do Mar do estado do Rio, Felipe Peixoto anunciou que, em breve, o governo lançará o Plano Estadual de Transição Energética, com o objetivo de preparar o Rio para as oportunidades a partir da implantação de eólicas offshore em águas fluminenses. Também na abertura do Macaé Energy, o coordenador-geral de Dados e Informações de E&P do Ministério de Minas e Energia (MME), Diogo Baleeiro, disse que o país possui posição privilegiada em sustentabilidade, graças a matriz energética limpa, que atua na redução das emissões em toda a cadeia industrial. Segundo ele, a produção de petróleo e gás natural contribuem para segurança energética do país.

Parcerias com Macaé e Rio Grande do Norte

O termo de cooperação da Firjan SENAI com a prefeitura de Macaé proporcionará duas mil vagas em cursos de qualificação profissional até janeiro de 2025, sendo 800 já em agosto. São cursos nas áreas de metal mecânica, manutenção industrial, logística operacional e de apoio offshore. A partir do próximo ano, também haverá cursos de eletroeletrônica e construção civil.

Além disso, o presidente em exercício da Firjan e o diretor executivo da Firjan SENAI SESI, Alexandre dos Reis, assinaram termos de cooperação técnica com a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte com o objetivo de ampliar as oportunidades de negócios na área de energias e a competitividade das empresas dos dois estados. “As empresas criam as demandas e o SENAI e o SESI buscam as soluções. A troca de informações com a federação do Rio Grande do Norte, ampliando os estudos sobre a Margem Equatorial, é fundamental para a sinergia do onshore e o offshore”, acrescentou Alexandre dos Reis.

O presidente da federação potiguar, Roberto Pinto Serquiz Elias, afirmou que tanto o Rio de Janeiro com o Rio Grande do Norte possuem ativos naturais importantes para o desenvolvimento do país. “O intercâmbio é fundamental para investirmos em pesquisa, inovação e gestão em busca da prosperidade sustentável de todos”, complementou.

O Macaé Energy tem o patrocínio da Martinelli Advogados, Perbras, EBSE, 3R Petroleum e Ouronova. Assim como, da Firjan SENAI, Ministério de Minas e Energia (MME), ANP, EPE, governo do estado do Rio, por meio da SEENEMAR, IBP, Abespetro, ABPIP, ONIP, Abimaq, Rede PetroBC, ATGás, Great, IADC e Selva Brasil.