Alunos da Vila Olímpica da Mangueira se destacam em maratonas aquáticas

0
153

Os alunos da Vila Olímpica da Mangueira se destacaram nas maratonas aquáticas do Rio e de São Paulo, no último fim de semana. Os atletas da Vila participaram da Travessia Poliana Okimoto, na praia de Bora Bora, em Santos, e do Circuito Rei e Rainha do Mar, em Copacabana, e conquistaram muitas medalhas nas competições. 

– Fico orgulhoso em ver os atletas dos nossos equipamentos esportivos se destacando em grandes competições. A equipe de natação da Vila Olímpica da Mangueira é uma referência e vem se destacando cada vez mais nas provas de águas abertas – afirma o secretário de Esportes, Guilherme Schleder.

Na praia de Bora Bora, em Santos, foram 14 alunos participando da Travessia Poliana Okimoto. Na prova 2,5K feminino, Maria Luyza Barros foi campeã na categoria de 17 a 19 anos e, no masculino, Pedro Henrique Oliveira ficou em segundo lugar na categoria de 17 a 19 anos. Na prova de 1K masculino, Marcos Silva ficou em primeiro na categoria 17 a 19 anos e sétima colocação no geral. Ele também ficou em primeiro lugar geral nos 500m masculino. Na prova de 1K feminino, Jessica Nascimento foi a primeira da categoria 17 a 19 anos e Maria Luyza Barros a segunda nessa mesma categoria. A professora Danuza Siqueira, que começou a formar a equipe em 2016, conta com orgulho sobre a participação dos seus pupilos.

– Conseguir levar 14 alunos de um projeto social para competir fora do estado é uma alegria muito grande para mim, como profissional. Para muitos deles é como um sonho realizado, poder nadar longe de casa. A maioria nadou duas provas. O mar estava mexido, mas eles tiraram de letra trazendo cinco troféus na mala – diz Danuza.

No Rei e Rainha do Mar, um dos maiores festivais de águas abertas e esportes de praia do Brasil, foram oito atletas da Vila Olímpica participando. Richard Heller ficou em 3º lugar na categoria 14 a 16 anos da prova Open. 

–  Dos oito que foram para essa etapa de Copacabana, sete nunca tinham competido no mar. Mas consegui levar todos para fazer um treino na praia antes. Fiquei super feliz vendo como eles nadaram bem e superaram o medo do mar. O novo assusta, mas ao mesmo tempo pode trazer coisas incríveis para quem está vivendo – conta Danuza.

Com essas conquistas, eles encerram o ano com chave de ouro nas competições e já treinam de olho nas disputas do próximo ano.