CCBB lança Podcast Farol de Neblina e dá continuidade a versão web da peça no YouTube

0
165

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) lança o Podcast Farol de Neblina no Spotify, ação que visa compartilhar com o público diálogos com renomados profissionais do setor artístico sobre assuntos relacionados aos bastidores de uma produção teatral e de uma websérie, tendo como ponto de partida a transposição do espetáculo Neblina para o audiovisual, com a versão web Farol de Neblina. Ao todo serão 10 episódios, com um novo episódio a cada três dias, indo ao ar, gratuitamente, pela plataforma Spotify, a partir de 12 de julho. A disponibilização dos podcasts acontece às 10h, nas datas indicadas. A estreia será com a participação da diretora Yara de Novaes e do criador da trilha sonora das montagens, Dr. Morris. A mediação de todos os encontros é do ator, diretor e dramaturgo Zé Walter Albinati.

Paralela à estreia do Podcast, no dia 12 de julho até 12 de setembro de 2021, a versão web do Farol de Neblina migra para o canal do Youtube do CCBB como uma forma de garantir ao público mais uma oportunidade de assistir aos quatro episódios desse roteiro, que traz elementos de suspense e thriller psicológico. A trama mostra o misterioso encontro de um casal, Diego (Leonardo Fernandes) e Sofia (Fafá Rennó), em uma casa sem vizinhos ao longo de uma noite fria e encoberta pela neblina. Para assistir acesse https://www.youtube.com/watch?v=SvkSfhX6YVM ou para assistir em Libras acesse https://www.youtube.com/watch?v=9Nv9lVl7WGQ.

Já o espetáculo Neblina será apresentado com público presencial a partir de 12 de agosto, no CCBB-Rio.

Programação Podcast Farol de Neblina

12 de julho – Episódio 1 – Yara de Novaes (diretora do espetáculo Neblina e da websérie Farol de Neblina) e Dr. Morris (criador da trilha sonora do espetáculo Neblina e da websérie Farol de Neblina) conversam sobre a websérie.

15 de julho – Episódio 2 – Fafá Rennó (atriz do espetáculo Neblina e da websérie Farol de Neblina) fala sobre o processo em Neblina e a transposição para a web.

18 de julho – Episódio 3 – Clarissa Campolina (diretora e roteirista da websérie Farol de Neblina) e Sérgio Roveri (autor do texto original Neblina e da adaptação para websérie Farol de Neblina) conversam sobre o processo de adaptação do texto.

21 de julho – Episódio 4 – Leonardo Fernandes (ator do espetáculo Neblina e da websérie Farol de Neblina) fala sobre seu processo em Neblina e Farol de Neblina.

24 de julho – Episódio 5 – Eliatrice Gischewski (preparadora corporal de Farol de Neblina) e Christina Fornaciari (professora no curso de graduação em dança da Universisade Federal de Viçosa) conversam sobre a perspectiva do corpo na websérie Farol de Neblina.

26 de julho – Episódio 6 – Paula Santos (montadora e assistente de direção da websérie Farol de Neblina) conversa sobre o processo de seu trabalho.

29 de julho – Episódio 7 – A experiência do espectador. Neste episódio, serão convidaremos três espectadores para falarem sobre suas impressões referente à peça Neblina e a nova versão para o audiovisual na websérie Farol de Neblina.

2 de agosto – Episódio 8 – Felipe Cordeiro (ator e crítico) e Marcos Alexandre (ator, crítico e professor de artes cênicas da Universidade Federal de Minas Gerais) conversam sobre o fazer teatral em tempos pandêmicos.

5 de agosto – Episódio 9 – Tatyana Rubim (diretora de produção do espetáculo Neblina e da websérie Farol de Neblina) conversa sobre os desafios da transposição para o audiovisual e transmissão online.

8 de agosto – Episódio 10 – Bel Cesar (psicóloga, autora de diversos livros, praticante da psicoterapia sob a perspectiva do budismo) fala sobre o Amanhecer que virá, tema presente no espetáculo Neblina e na websérie Farol de Neblina.

Sobre o mediador

Zé Walter Albinati é cofundador da Cia. Luna Lunera [BH/MG]. Ator e codramaturgo de “Não Desperdice Sua Única Vida”, direção de Cida Falabella (2005), indicado ao Prêmio Sesc Sated-MG de Melhor Ator Coadjuvante. Codiretor e codramaturgo de “Aqueles Dois”, do conto de Caio Fernando Abreu (2007). Dramaturgo assistente de “Cortiços”, direção de Tuca Pinheiro (2008). Participou da Residência Artística com Roberta Carreri, no ODIN Teatret, na Dinamarca (2011), parte das ações de criação de “Prazer”, partindo de Clarice Lispector, do qual é codiretor e codramaturgo (2012). Ator e cocriador do espetáculo “Urgente”, direção de Maria Silvia Siqueira Campos e Miwa Yanagizawa (2016). É Oficineiro, Preparador Vocal e de Atores, Coordenador Pedagógico e Professor do In Cena (Curso Livre de Teatro) da Cia. Luna Lunera. Foi indicado e recebeu diversos prêmios nacionais pela Cia., em várias categorias, destacando-se o Prêmio Shell de Teatro SP. Apresentou-se em mais de cem cidades brasileiras, entre festivais nacionais e internacionais, na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, França, México, Panamá, Portugal, Uruguai e Venezuela. Em Outros Coletivos: diretor e dramaturgo de “O Jogo da Velha”, da obra Luna Clara & Apolo Onze (Adriana Falcão), espetáculo de formatura do Curso Profissionalizante de Teatro do Palácio das Artes/Cefar (2009). Diretor e dramaturgo de “A Casa”, concepção de Luciene Bernardes (2010). Codiretor e codramaturgo de “Retrato do Artista Quando Coisa”, a partir de Manoel de Barros, Cia. Bololô (Natal/RN, 2012). Diretor residente de “Colorido ao Cinza”, a partir da coletânea Contos Cruéis, Grupo Rumores de Teatro (Vitória/ES, 2014). Codiretor, junto de Tiago Gambogi, e codramaturgo de “Chão de Pequenos”, concepção de Felipe Soares e Ramon Brant, Cia. Negra de Teatro (cena curta 2011 e espetáculo 2017). Diretor do espetáculo “O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto”, concepção de Br una Chiaradia, e codramaturgo, junto de Raysner de Paula (2017).

Dos palcos para a web

A peça Neblina estreou no janeiro de 2020 no Cultural Banco do Brasil de Belo Horizonte – CCBB BH e ia circular por outras capitais brasileiras – CCBB São Paulo, CCBB Rio de Janeiro e CCBB Brasília – mas as temporadas foram adiadas devido à pandemia. Em fevereiro de 2021 foi lançada em novo formato, a websérie Farol de Neblina. O projeto original é idealizado por Leonardo Fernandes e Tatyana Rubim. Yara de Novaes assina a direção da peça e, na websérie, junta-se a ela a Cineasta Clarissa Campolina. A direção de fotografia é da premiada diretora Wilssa Esser. O texto inédito escrito por Sérgio Roveri foi adaptado para a série, por ele e pela cineasta Clarissa Campolina. André Cortez é o responsável pelo cenário original e novos elementos foram adicionados pelas diretoras. Dr Morris é o responsável pela trilha original e também assina nova trilha para a série. A atriz Fafá Rennó divide a cena com Leonardo Fernandes, como no espetáculo original. Cada episódio tem em média de 18 minutos. A websérie Farol de Neblina é apresentada pelo Ministério do Turismo, o Banco do Brasil apresenta e patrocina e a Livelo co-patrocina a websérie, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.