Curadoria coletiva feminina – Exposição Cidade Mulher

0
238

Com curadoria coletiva 100% feminina, a exposição Cidade Mulher traz reflexões sobre o direito das mulheres à cidade. Sob vozes de  Renata Saavedra, Clarisse Linke, Giordana Moreira, Hilda Gomes, Rafaela Albergaria e Tainá de Paula, a mostra discute a mobilidade urbana, a relação com a casa, o corpo e o gênero sob perspectiva da cidade.

Disponível até 16 de dezembro, no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, a exposição traz olhares da arquitetura e do urbanismo, da comunicação, da assistência social, da educação, da cultura e das artes. “Gênero, raça e território afetam diretamente a forma como as pessoas vivem nas cidades, gerando obstáculos principalmente para mulheres negras e periféricas, e também para mulheres com deficiência, pessoas LGBTQIA+, entre outras. A exposição Cidade Mulher traz um panorama desses desafios, e das soluções que diversos especialistas e ativistas propõem para termos cidades mais inclusivas, acessíveis e seguras não apenas para as mulheres, mas para todas as pessoas”.

Disposta em quatro salas, a exposição conta com intervenções artísticas, instalações e vídeos de artistas e ativistas, além de fotografias. As ativações abordam assuntos como a participação das mulheres no planejamento das cidades, mobilidade urbana, assédio e segurança no transporte público, direito das mulheres a uma vida sem violência e à moradia digna.

Com idealização da Festum, a exposição tem apoio da Lei de Incentivo à Cultura / Ministério da Cultura, Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica e patrocínio da Meta. A Exposição Cidade Mulher conta com audiodescrição, legendagem e tradução em Libras – a Língua Brasileira de Sinais nas propostas oferecidas e faz parte de uma plataforma sobre acessibilidade, mobilidade e diversidade que inclui também as exposições Cidade Acessível e Cidade 60+.

 

Serviço

Exposição Cidade Mulher 

Horário: 10h às 18h (segunda a sábado)

Local: Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica 

Endereço: Rua Luís de Camões, 68 – Centro – Rio de Janeiro 

Ingressos: Gratuito

Temporada: 16 de setembro a 16 de dezembro

 

Agendamento de visitas mediadas para grupos e escola

E-mail: [email protected]

 

CURADORIA COLETIVA 

 

Clarisse Linke é mestre em Políticas Sociais pela London School of Economics e diretora do ITDP (Institute for Transportation and Development Policy) no Brasil atuando com políticas públicas de mobilidade urbana há mais de 20 anos, com experiência no Brasil, Moçambique e Namíbia. 

Hilda Gomes é educadora, integrante do GT Acessibilidade do Museu da Vida e do Comitê Fiocruz pela Acessibilidade e Inclusão das Pessoas com Deficiência. 

É mestre em Educação pela UFF. 

Renata Saavedra é jornalista e historiadora, doutora em Comunicação e Cultura (UFRJ), mestre em História (UNIRIO), pós-graduada em Sociologia Urbana (UERJ) e em Gênero e Sexualidade (UERJ). Atua com pesquisa e comunicação com temas na área de cultura e gênero, no âmbito acadêmico e no terceiro setor.

Tainá de Paula é arquiteta e urbanista, ativista das lutas urbanas, especialista em Patrimônio Cultural pela Fundação Oswaldo Cruz e Mestre em Urbanismo pela UFRJ. Atuou em diversos projetos de urbanização e habitação popular, realizando assistência técnica para movimentos de luta pela moradia como União de Moradia Popular (UMP) e Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST). 

Giordana Moreira é produtora cultural há vinte anos, natural de Nova Iguaçu, cria e realiza projetos  culturais com impacto social. Autora de projetos que discutem gênero seja na cultura urbana, no rock ou em outras linguagens. Cocriadora do Roque Pense!, realizado em rede com mulheres profissionais das artes. O Festival Roque Pense! acontece em praças da Baixada Fluminense e já se desdobrou em  diversas ações desde 2011 com foco na produção musical e cultural de mulheres. Fundadora da Estamira Produção Cultural, enfatiza a ocupação de espaços públicos na periferia metropolitana com arte, como o mural da Praça dos Direitos Humanos, entre outros. @giordana.moreira / @roquepense / @estamiraproducaocultural

Rafaela Albergaria é idealizadora do Observatório dos Trens e articuladora política do Movimento Mulheres Negras Decidem. Atuou como gestora pública na Secretaria Especial de Políticas Públicas para Mulheres, buscando soluções para emancipar a vida das mulheres no Rio de Janeiro.