Encontro Nacional de Bambas recebe capoeiristas de todo Brasil em grande evento no Rio de Janeiro

0
179

Entre os dias 8 a 16 de julho, o Rio de Janeiro receberá a 6ª edição do Encontro Nacional de Bambas. Serão 9 dias de intensa programação gratuita que levará a capoeira para ocupações em Museus, teatros, entre outros espaços culturais, com rodas de capoeiras, oficinas, apresentações de dança, desfile de moda com projeto social, shows musicais, presença de grandes nomes da capoeira, e muito mais. O evento terá atrações em diversos locais da cidade e a programação completa pode ser conferida pelo Instagram: @encontronacionaldebambas.

A iniciativa, é uma parceria da Secretaria Municipal de Cultura, com o capoeirista Mestre Jagunço, que há anos tem realizado ações sociais e sustentáveis, como incentivado capoeiristas, através da A Casa de Bambas, em Cordovil, pretendendo tirar jovens da marginalidade, com arte e capoeira.

A abertura, no sábado, 08/07, será na Vila Olímpica de Sampaio, e contará com importante mostra de capoeira inclusiva, além da apresentação da Banda APAE. No domingo 09/07, às 17h, o evento levará uma Mostra Musical para a Sala Baden Powell em Copacabana. Na ocasião haverá desfile de moda com o Programa Moda em Alta, que apoia mulheres a entrar no mercado de trabalho, Banda Unção 23, apresentação circense e de ballet, apresentação de capoeira com o tema “Herança Ancestral de um Brasil Afroindígena, e atração musical com o Mestre de Capoeira Toni Vargas e Monitora Mucama.

Na segunda-feira, 10/07, o encontro será no Teatro Gonzaguinha, no Centro do Rio, e trará aos interessados em aprender sobre música uma animada oficina de musicalidade com o Monitora Mucama, da Bahia. A terça-feira, 11/07, os interessados em aprender movimentação, com oficina de dança afro, poderão conhecer mais sobre o estilo de dança, em uma empolgante aula ministrada pelo professor Charles Nelson, Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira – MUHCAB, na Gamboa.

A quarta, 12/07, levará para o Museu de Arte do Rio – MAR, muita capoeira, com a oficina de Movimentação ministrada pelo Mestre Emílio e Monitora Ary de Curitiba/PR, na oportunidade será possível visitar o museu, imergindo na cultura arquitetônica do espaço. Ainda no MAR, na quinta-feira, 13/07, receberá a Oficina de Movimentação com o Mestre Sabará e Mestre Kall de Brasília/DF.

E, não para por aí, na sexta-feira, 14/07, a programação oferece um Tour pela “Pequena África”, apelido dado pelo sambista Heitor dos Prazeres (1898-1966) à área abrangida pelos bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, na zona portuária do Rio de Janeiro. Na ocasião, na Biblioteca Parque, serão ministradas palestras e oficinas culturais, além da presença do Mestre Jaguara e Mestre Pernalonga de SP, com atrações musicais, encerrando com a já tradicional Roda com Rango do Mestre Ferradura. A Roda trás cultura com inclusão social, propondo uma roda de capoeira com os moradores de Rua da Lapa, que são convidados a jantar com eles.

No sábado 15, o público retorna ao MAR, para apresentações culturais com abertura de Mestre TONHO Matéria de Salvador/BA com a banda percussiva da Arena Cultural Semeando Axé de Duque de Caxias/RJ, formatura de professora e Contramestre e   roda de capoeira, e no encerramento, dia 16, domingo, a roda de capoeira segue para a Arena Cultural Carioca Jovelina Pérola Negra.

Para Janaina Bemvindo, esposa de Jagunço e produtora do evento, a programação tem grande importância para oferecer cultura e entretenimento a todos, assim como propagar ainda mais sobre a capoeira e sua história. A proposta do evento é mostrar a capoeira como arte, envolvendo o Rio de Janeiro inteiro no evento.

“A cada ano o nosso evento cresce mais, sempre buscando alcançar capoeiristas de diversas regiões. E, esse ano será muito especial, pois teremos a oportunidade de ocupar espaços culturais emblemáticos como o MAR e a Sala Baden Powell. E, isso é importante para fortalecer essa cultura. Muitos capoeiristas pisarão em lugares como este pela primeira vez. E, vai ser lindo essa representatividade de uma cultura. Que todos os capoeiristas, assim como os interessados em conhecer ainda mais sobre a capoeira, possam estar conosco nesta intensa programação, que pretende ocupar diversas regiões, para alcançar novos públicos”, conta. 

Confira a programação: https://acasadebambas.org/