Picadeiro Móvel reunirá em Duque de Caxias artistas de 7 estados brasileiros e da Argentina

0
548

A quarta edição do Picadeiro Móvel – projeto do Sesc RJ que tem como
objetivo traçar um panorama da produção circense brasileira – será no
município de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, de 5 a 10 de novembro.
Com cocuradoria de Richard Riguetti, uma das maiores referências de
militância na linguagem circense no território nacional, a programação
reunirá trabalhos de tradição e de investigações contemporâneas de
companhias de 7 unidades da federação e uma convidada estrangeira.

Os artistas do Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Rio Grande do Norte,
Piauí, Brasília, Santa Catarina e Argentina apresentarão números que
representam toda a diversidade desta que é uma das populares
manifestações artísticas. Acrobacia, malabarismo, equilibrismo,
palhaçaria e ilusionismo estão entre as técnicas que prometem encantar o
público em diferentes pontos da cidade: a Praça do Pacificador, o Sesc
Duque de Caxias, escolas municipais e até estações da Supervia do ramal
Saracuruna.

A maioria das atividades se concentra na Praça do Pacificador, no fim de
semana de 9 e 10 de novembro. O Picadeiro montado no local receberá
“Clássicos de palhaços”, do Grupo Vagão (PI); “Ristorante Pastelão”, do
coletivo Nozis (Teresópolis-RJ); “Cabaré Le Petit Potpourri”, do Parque
no Circo (SP); “Trampos e Trapaças”, da Cia do Solo (RJ); “Brincadeiras
de Circo”, do Circo Teatro Artitude (DF); “O homem Foca”, de Guga
Morales (RJ); “Aqualoucos Gigantes e Cortejo Brincante”, do Gigantes da
Lira (RJ); “Risos e Sabores”, do Circo Ver-a-lona (PA); “Quem Aposta
Come Brocha”, da Cia Arte e Riso (RN); “O desembarco”, do Circo Pirata
Show (SC); “Show de Mágica”, Richard Goulart (RJ); “Cabaré Mundo
Circus”, do De Lucca Circus e Os Profiçççionais (SP); e Orquestra
Circônica (RJ). O local receberá ainda a equilibrista argentina Espuma
Bruma (María Celeste Zalloechevarria) no espetáculo “Rodando”, que
mescla técnica de corda bamba e bola de sabão.

Antes, porém, entre 5 e 8/11, Inepta Cia, do Rio, e Célio Amino, de São
Paulo, apresentarão seus espetáculos em escolas dos municípios em
sessões dirigidas aos alunos. A companhia carioca encena “Uma mala para
dois palhaços”, espetáculo de variedades circenses protagonizado pelos
Escafura e Tortobias e cujo enredo envolve uma divertida disputa por uma
mala. Já o artista paulista, em “Wakatta”, encarna o personagem
Amino-san, que não fala português e conduz um espetáculo de mágica onde
a diferença de línguas é usada de maneira criativa para mostrar que a
comunicação é algo muito mais amplo. Ele repete a apresentação dia 8/11,
no Sesc Duque de Caxias, logo após a exibição de “Vesti la giubba”,
curta-metragem livremente inspirado na ópera Pagliacci, de Ruggero
Leoncavallo, em que se fantasia sobre a vida do personagem Canio, anos
após os trágicos eventos narrados naquela obra clássica.

Formada por artistas de Duque de Caxias, a Cia Artística Sol Sem Dó
apresentará, dias 7 e 8/11, nas estações do ramal Saracuruna-Central, da
SuperVia, o cortejo homônimo resultante do seu trabalho de pesquisa que
mescla palhaçaria com as referências da periferia, num espetáculo cheio
de cor, música e ação.

ATIVIDADES FORMATIVAS – Mas além de apresentar a força criativa, a
inventividade e a ousadia do circo tradicional e contemporâneo, o evento
busca aproximar o grande público do fazer artístico. Na Praça do
Pacificador haverá oficinas circenses onde será possível ter vivências
práticas das técnicas de perna de pau e malabares. A cia Parque do Circo
(SP) conduzirá um espaço destinado ao desafio corporal através de
brincadeiras que envolvem malabares, pontaria, equilíbrio, jogos
coletivos, técnicas aéreas e acrobacias.

SERVIÇO

4ª edição do Picadeiro Móvel Sesc

De 5 a 10 de novembro de 2019 – Duque de Caxias/RJ

Praça do Pacificador: s/n – Centro

Sesc Duque de Caxias: Rua General Argolo, 47 – Centro

Supervia – Ramal Saracuruna: Diversas estações

Escolas do município

Grátis

PROGRAMAÇÃO

PRAÇA DO PACIFICADOR

09 e 10 de novembro

Mestre de Cerimônias: Nathalia Cantarino (Palhaça Vitória Régia) e
Camila Barra (Palhaça Carlota)

O que esperar de duas mestras de cerimônia nada convencionais? As
palhaças Carlota e Vitória Régia serão a resposta no grande Picadeiro
Móvel. Elas irão ciceronear e conduzir a quarta edição do projeto,
realizando intervenções musicais e circenses com muito humor.

OFICINAS CIRCENSES

9 às 14h

Vivências práticas das técnicas de perna de pau e malabares, a fim de
desenvolver o potencial criativo corporal dos participantes, promovendo
uma aproximação do público com a arte circense.

11 às 15h

Monóculos fotográficos – Memória familiar em fotografias | Roger H.
Sassaki (SP)

Nesta atividade, serão feitos monóculos na hora com retratos das pessoas
presentes. Elas serão fotografadas e poderão ver o processamento do
filme e montagem dos monóculos, podendo retirá-los ao final da
atividade. Durante toda sua duração, a presença dos monóculos pendurados
a disposição dos passantes levanta a curiosidade da geração jovem que
não os conhece e atiçam a memória afetiva dos mais velhos. O resultado é
uma conversa entre gerações da família onde não só ensinam os jovens a
usarem o monóculo como também acabam contando suas recordações da
infância e transmitem a memória familiar.

09 de novembro | 14 às 17h

10 de novembro | 9 às 17h

Parque do circo (SP)

Um espaço itinerante recreativo destinado ao desafio corporal através de
brincadeiras. Os brinquedos inspirados nas diferentes técnicas circenses
são especialmente elaborados para facilitarem o aprendizado tendo como
pano de fundo o desenvolvimento corporal que desafia o corpo e a mente
do visitante. Crianças, jovens e adultos podem participar e interagir
com a ajuda de monitores especializados que orientam e estimulam o
participante a conquistar novas habilidades corporais através da
brincadeira. No Parque do Circo você encontrará diversos circuitos de
atividades temáticas: Malabares, Pontaria, Equilíbrio, Jogos Coletivos,
Técnicas Aéreas e Acrobacias.

9 de novembro

10h – Clássicos de palhaços |Grupo Vagão (PI)

Clássicos de Palhaços é um espetáculo composto de reprises, que são as
cenas clássicas de palhaços, encenadas nos circos do mundo todo. O Grupo
Vagão dá vida a essas histórias com muita música, mágica e improvisação.
Tudo com uma pitada da identidade nordestina e piauiense, valorizando e
transmitindo através da tradição oral a arte milenar da palhaçaria.

11h – Ristorante Pastelão (Teresópolis/RJ)

Um restaurante com sérios problemas de direção e manutenção é ambiente
perfeito para que um coletivo de palhaços consiga piorar a situação. 
Oito palhaços em cena, com as personalidades mais variadas, retratam o
cotidiano de um simples restaurante que conta com uma equipe que fará de
tudo para conter as problemáticas do rotineiro ato de servir um prato
diferenciado para a público.

12h – Cabaré Le Petit Potpourri | Parque no circo (SP)

Le Petit Potpourri é um cabaré que conta com inusitados números de
circo: malabares, acrobacia, equilíbrio e muito, muito humor. Com a
apresentação de Gonzalo Caraballo, artistas nacionais e internacionais
se revezam em cena para encantar e surpreender o público, tudo
acompanhado por música ao vivo.

13h – Trampos e Trapaças | Cia do Solo (RJ)

Trampos e Trapaças é um espetáculo com uma sequência de números cômicos
que revelam os truques e as malandragens da dupla de palhaços Pastel e
Dondoca, empregados do circo, que se esforçam para apresentar um grande
espetáculo quando percebem que os verdadeiros artistas não vieram. Eles
se viram como podem, em busca de realizarem um sonho: serem artistas,
mesmo que só por um dia. Com direito a excentricidades, números
musicais, orquestra, bailarinas, fogos de artifício e o que mais a
imaginação e a criatividade mandar.

14h – Brincadeiras de circo | Circo Teatro Artitude (DF)

O Brincadeiras de Circo é um espetáculo especialmente voltado para o
resgate e reintrodução da linguagem do teatro de rua e do “brincar”
popular, onde cinco palhaços revivem a magia do circo tradicional numa
arena ao ar livre. Rico em elementos como canções populares, jogos
acrobáticos, mágicas, brincadeiras de roda, equilibrismo, malabarismo e
muita palhaçada. Neste espetáculo, os palhaços Mandioca Frita,
Chalbralbral, Raquaquá, Tapioca e Espiga de Milho prestam uma grande
homenagem as origens do circo.

15h – O homem foca | Guga Morales (RJ)

O homem foca mistura números de equilíbrio extremo e malabarismo. Seu
nome vem da inusitada técnica circense onde o artista equilibra uma faca
na boca, uma bola, pratos e taças de cristais. O circense que atua
predominantemente nas ruas é um bufão provocador e irreverente, que já
se apresentou em mais de 17 países, definindo um show único e de
linguagem universal.

16h – Aqualoucos Gigantes e Cortejo Brincante | Gigantes da lira (RJ)

Aqualoucos Gigantes é um show cômico, lúdico e virtuoso de acrobacias
circenses que se comunica com públicos de todas as idades. Os Aqualoucos
do Gigantes da Lira apresentam possibilidades corporais de ultrapassar
os limites físicos, ao som de uma trilha sonora circense e eletrizante
que promete tirar o fôlego do público. Com humor afiado, os 6 acrobatas
criam, com o corpo, figuras como a centopeia, a torre de Pizza, pontes,
aviões e pirâmides, além dos surpreendentes saltos mortais.

O Cortejo Brincante é um circo em movimento e seu elenco é composto por
malabaristas/monociclistas e pernas de pau, que se apresentam munidos
dos estandartes do Gigantes da Lira. Acompanhado por uma bandinha
acústica de sopros e batuques, composta por 6 músicos – 2 trompetes, 2
trombones, 1 bumbo e 1 caixa – que tocam repertório eclético e clássicos
infantis, não podendo faltar as preciosas cantigas de roda e marchinhas
de carnaval, o Cortejo Brincante Gigantes da Lira finaliza a
apresentação agregando o público presente, que se integra à brincadeira
do passeio com os artistas, em despedida.

10 de novembro

10h – Risos e sabores | Circo Ver-a-lona (PA)

Entre brincadeiras e danações, o palhaço Black e a palhaça Estrelita
embarcam em uma deliciosa aventura em meio a Risos & Sabores. Através da
magia do circo, vão descobrir o quanto é bom se alimentar bem e praticar
atividades físicas e que o exagero em tudo pode trazer problemas futuros
à saúde.

11h – Quem Aposta Come Brocha | Cia Arte e Riso (RN)

Quem aposta come brocha é um espetáculo montado a partir das pesquisas
de palhaços populares desenvolvidas por membros da Cia. Arte e Riso. O
espetáculo tem sua estrutura cênica baseada em quadros que tem como
enredo as apostas protagonizadas por palhaços em erros e acertos, ganhos
e perdas. De forma cômica e irreverente, o grupo retrata a compulsão por
apostas como um problema social muito frequente em cidades do interior
do Brasil.

12h – O desembarco | Circo Pirata Show (SC)

Piratas são saqueadores inescrupulosos certo? Nem sempre! A Trupe da
Capitã Valenttina e seu paspalho viajam pelos mares, desembarcando – 
aqui e ali, lá e acolá – trazendo em suas almas e baús um grandioso
espetáculo de circo com equilibrismos e ilusionismo. Apresentando
proezas e atos de coragem, com números de suspense que provocarão o riso
e com números cômicos que despertam o susto, integrando o público ao
grande círculo do circo, o lugar onde tudo acontece.

13h – Show de mágica| Richard Goulart (RJ)

Filiado ao Círculo Brasileiro de Ilusionismo (CBI), o ator e humorista,
com mais de duas décadas de experiência no ramo, apresenta show de
mágica para o público infantil que mistura truques com animação e
técnicas teatrais.

14h – Rodando | Espuma Bruma (ARG)

A ação começa. Uma mulher entra para preparar a cena. Ainda não está
pronta. Entre trocar de roupa e preparar tudo sobe na corda bamba,
brinca…O que está procurando? O que o espera? Ela não sabe ainda. No
desequilíbrio encontra a resposta. Uma carteira e uma bola de cristal
mágica aparecer para acompanhá-la. No caminho de crianças participam
ajudando e os adultos acompanham e cuidam da travessia. Todo mundo sonha
em entrar em uma dessas bolhas gigantes que inundam a cena. A travessia
segue. Soa um tango…. Roda a roda…Espuma comunica sem falar e
gerando assim outra linguagem.

15h – Cabaré Mundo Circus | De Lucca Circus e Os Profiçççionais (SP)

O CABARÉ MUNDO CIRCUS é uma apresentação dinâmica, com diversos números
de circo cheios de comicidade. Os números são de extrema virtuose e com
destaques de algumas modalidades pouco exploradas no Brasil como Mesa e
Escada Acrobáticas.

16h – Orquestra Circônica (RJ)

Com repertório composto por músicas de circo, de desenho animado e temas
clássicos – como Tempos Modernos de Charlie Chaplin, La Vie En Rose de
Edith Piaf, Miserlou de Dick Dale, Moliendo Café, Pedro de Lara – o
espetáculo é musicado ao vivo por instrumentos de percussão e sopro e
ambientado com apresentações circenses diversas com malabarismo,
monociclo girafa, pernas de pau e palhaçaria clássica.

ESTAÇÕES DO RAMAL SARACURUNA-CENTRAL (Supervia)

07 de novembro | 9h às 12h

08 de novembro | 13h às 16h

Cortejo Sol Sem Dó (Duque de Caxias/RJ)

Formada por artistas de Duque de Caxias, Baixada Fluminense, a cia
Artística Sol Sem Dó desenvolve um trabalho de pesquisa que mescla a
palhaçaria com as referências da periferia. Cor, música e ação conduzem
o trabalho que tem sua potência na troca afetuosa e direta com o
público. Artista e plateia se encontram nesse cortejo, formando um
espetáculo, uma celebração a vida e seus atores cotidianos. Transitando
nos vagões dos trens, os artistas convidam todos a ocuparem o espaço
público com alegria.

TEATRO DO SESC DUQUE DE CAXIAS

08 de agosto

14h30 – Vesti la giubba

Livremente inspirado na ópera Pagliacci, de Ruggero Leoncavallo, o curta
fantasia sobre a vida do personagem Canio, anos após os trágicos eventos
narrados naquela obra clássica.

Direção Johil Carvalho

DURAÇÃO 15 MIN | CURTA-METRAGEM | FICÇÃO | 2016

15h – Wakatta | Célio Amino (SP)

“Wakatta” significa “Entendi” na língua japonesa. Apesar de Amino-san
não falar português, todos o entendem. Esta é a grande mágica desta
apresentação. Só não entendem como ele faz seus belos números de mágica.
Em um espetáculo de mágica para toda a família, a diferença de línguas,
paradoxalmente, é usada de maneira criativa para mostrar que a
comunicação é algo muito mais amplo.

ESCOLAS DA REDE PÚBLICA* – DUQUE DE CAXIAS

Programação fechada para alunos de escolas da rede pública de ensino da
cidade de Duque de Caxias

06 e 07 de novembro

10 e 14h – Wakatta | Célio Amino (SP)

“Wakatta” significa “Entendi” na língua japonesa. Apesar de Amino-san
não falar português, todos o entendem. Esta é a grande mágica desta
apresentação. Só não entendem como ele faz seus belos números de mágica.
Em um espetáculo de mágica para toda a família, a diferença de línguas,
paradoxalmente, é usada de maneira criativa para mostrar que a
comunicação é algo muito mais amplo.

05 e 08 de novembro

10 e 14h – Uma mala para dois palhaços | Inepta Cia (RJ)

Os palhaços Escafura e Tortobias dividem o mesmo palco, o mesmo cenário
e o mesmo espetáculo. Só não dividem a mesma mala. Porém, apenas uma
mala é colocada em cena. Com esse imprevisto os dois interrompem seu
grande show de variedades circenses para reclamar a posse da única mala
existente no palco. Por fim, acabam, sem perceber, em meio a confusões,
quedas, gags e muita ingenuidade, criando um novo espetáculo: Uma Mala
para Dois Palhaços.