Posicionamento do presidente do HotéisRIO sobre o adiamento do desfile de Carnaval do Rio

0
113

Segue posicionamento do presidente do HotéisRIO, Alfredo Lopes, sobre o adiamento dos desfiles das Escolas de Samba do Rio de Janeiro no Carnaval.

“O adiamento dos desfiles da Marquês de Sapucaí já era esperado. Afinal, o crescimento dos casos de Covid-19 vem alarmando o mundo inteiro e aqui no Brasil e no Rio de Janeiro não é diferente. Acho que é prudente e necessário, e precisamos respeitar o que manda a ciência.

Mas estou otimista em relação ao feriado de Carnaval. A ocupação atual dos hotéis está em torno de 75% e vem assim desde o Réveillon, por conta dos turistas nacionais. A expectativa é de que, mesmo com o adiamento do desfile, a ocupação no feriado momesco chegue a 85%. Afinal de contas no ano passado, em que nós tivemos um Carnaval sem folia de rua e desfiles, o Rio de Janeiro registrou 80% de taxa ocupação hoteleira.

É claro que é uma festividade muito importante, mas o Rio de Janeiro vai muito além disso. É uma cidade cosmopolita, diversa, com atrativos turísticos reconhecidos internacionalmente, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, inúmeras opções culturais e gastronômicas, além de belezas naturais como nossas praias e umas das poucas florestas urbanas do mundo. A motivação de viagem dos turistas no feriado de Carnaval perpassa a folia momesca.

Os hotéis do Rio de Janeiro criaram uma programação paralela própria para o Carnaval, que incluem festividades e bailes. Além disso, possuem excelentes infraestruturas de lazer, de padrão internacional. Vale lembrar que a hotelaria esteve na dianteira, junto aos órgãos municipais e estaduais responsáveis, para a definição e implantação dos protocolos de prevenção na atividade turística. E continuamos muito atentos às tendências e orientações médicas e sanitárias.

É importante ressaltar que o destino Rio está maduro, mostrou responsabilidade no processo de condução do combate a essa pandemia. As decisões dos gestores públicos são orientadas por dados técnicos e científicos. Apresentamos uma excelente cobertura vacinal, entre as mais amplas do mundo. Então, mais que nunca, o desejo dos brasileiros de visitar e curtir o Rio de janeiro está preservado”.