Sesc Grussaí reabre celebrando o fim do ano com cantata natalina e show do Bangalafumenga – São João da Barra

0
398

Primeira unidade hoteleira do Sesc RJ no Norte Fluminense, o Sesc Grussaí, em São João da Barra, celebra o fim de 2022 oferecendo duas grandes apresentações gratuitas à população, que marcam também a sua reabertura após dois anos e meio fechado. A festa começa no dia 30 de dezembro, às 19h, com a Cantata Natalina “Viva a Esperança”. O grupo, composto pelas orquestras sinfônicas Juvenil Carioca, Chiquinha Gonzaga (formada exclusivamente por meninas), Jovem Fluminense, Som+Eu e Coro Juvenil do Rio de Janeiro, fará sua apresentação dentro da unidade, com entrada franca. A apresentação encerra a programação do Natal Sesc RJ, repleta de atrações que a cada ano a instituição leva a mais localidades do Estado do Rio.

O Natal Sesc RJ é uma programação que conta com atividades envolvendo os cinco pilares de atuação da instituição: assistência, cultura, educação, lazer e saúde. Este ano, está presente em 26 municípios de todas as regiões com o tema “Viva a Esperança”. A ideia é fazer um convite à celebração em família, à troca de experiências, afetos e lembranças. No conceito desta edição do evento, cada pilar de atuação da instituição está representado por uma palavra (sentimento), que por sua vez vão compor as mandalas da decoração natalina: assistência (paz), cultura (felicidade), lazer (alegria), educação (sonhos) e saúde (saúde). O Natal Sesc 2022 integra os esforços da instituição em contribuir para o reaquecimento da economia através do estímulo às cadeias produtivas da cultura e do turismo.

No dia 31 de dezembro, às 23h, o tradicional bloco carnavalesco carioca Bangalafumenga faz o show da virada com apresentação de composições próprias e hits da música brasileira. Os ingressos devem ser retirados antecipadamente (dias 23, 26 e 27 de dezembro) no Sesc Grussaí mediante a entrega de 1 quilo de alimento não perecível. Para o repertório, foram incluídas canções como “O último romântico”, “Toda forma de amor” e “Assim caminha a humanidade” (Lulu Santos), “La belle du jour” e “Anunciação” (Alceu Valença), “Meia lua inteira” (Caetano Veloso), “Do Leme ao Pontal” (Tim Maia), “Fio maravilha” (Jorge Benjor) e “Baianidade nagô” (composta por Evandro Rodrigues e sucesso da Banda Mel).

O Bangalafumenga surgiu em 1998 como um evento organizado pelo poeta Chacal, que promovia o encontro de novos compositores do samba e da música popular, e também a turma da poesia e das artes em geral. Neste mesmo ano, tornou-se um pequeno bloco de carnaval, que foi crescendo e ganhando as ruas do Rio de Janeiro. Em 2009, já com três discos lançados, conquistou o prêmio de melhor grupo de pop/rock no prestigioso “Prêmio da Música Brasileira”. Os set lists de seus shows são sempre recheados de trabalhos autorais e de novos compositores, assim como clássicos da música brasileira. Em desfiles, shows ou festas, ninguém fica parado.