SESC Pulsar traz para o Estado do Rio  um divertido espetáculo da Cia Suno 

0
320

Neste final de semana, três cidades do Estado do Rio de Janeiro recebem o espetáculo A Bailarina e o Palhaço,  um divertido projeto da Cia Suno.  Na sexta tem apresentação em São Gonçalo, no sábado em Valença e no domingo, em Barra Mansa. 

Inspirado nas tantas histórias de amores sublimes e desvairadas paixões, o espetáculo traz o singelo e clássico amor entre o Palhaço e a Bailarina, representado através de um belo adágio acrobático. Duba Becker e Helena Figueira dão vida aos personagens lúdicos da peça, e utilizam o público na ação, desenvolvendo uma comédia romântica dividida em três pequenos atos narrados por um espectador. 

A Bailarina e o Palhaço traz à cena música, dança e malabarismos com diversos objetos. Neste espetáculo a companhia demonstra as habilidades técnicas do circo utilizando uma roupagem diferente. O resultado é um espetáculo simples, moderno, de estrutura diferenciada que ao mesmo tempo remete ao circo clássico. 

Para a composição dos personagens a companhia mergulhou em duas pesquisas distintas com treinamento diário. A primeira foi o duro treinamento físico e acrobático. A segunda foi a parte musical, não apenas para cantar afinado, mas para desenvolver o com fôlego depois de 40 minutos de atividade física intensa. Para isso a integração da Cláudia Rodrigues no processo foi essencial. 

A Bailarina e o Palhaço já foi apresentado em diversas cidades desde sua estreia, em 2008. Cidades como São Paulo, Rio Preto, Taubaté, e Santos já conferiram as estripulias românticas desse amor circense.

 

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Helena Figueira

Direção: Victor Nóvoa

Elenco: Duba Becker e Helena Figueira

Figurinos: Maria Eugênia Ramos

Preparação acrobática: Jullius – Riccieri Pastori

Cenografia: Cia Suno

Sonoplastia: Marcos Diglio

Produção: Moretti Cultura e Comunicação

 

Classificação: Livre

 

A CIA SUNO

Composta por uma atriz dramática e circense, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini (Helena Figueira) e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares (Duba Becker), a Cia Suno foi fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos. 

Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre “Fando e Lis”, “Piquenique no Front” e “O Arquiteto e o Imperador da Síria”. Logo após, iniciou um trabalho sobre “Esperando Godot”, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator (Victor Nóvoa) e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a “Identidade” da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história. 

Hoje a Cia Suno tem dezesseis espetáculos em seu repertório. Há desde o lúdico “A Bailarina e o Palhaço”, que conta uma linda história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil; como o dinâmico “Estripulias no Circo”, que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês, russo, até a linhagem mais moderna e inusitada.  

Além de se dedicar à arte circense nestes dezoito anos de existência, a Cia Suno assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba X9 Santista (2008), Gaviões da Fiel (2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015) e Rosas de Ouro (2019, 2020, 2022). Também foi convidada pelo Ministério do Turismo e Embratur para representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina.

 

Serviço

Onde: Teatro do SESC São Gonçalo

Endereço: Av. Pres. Kennedy, 755 – Estrela do Norte

Quando: 30 de junho, às 14h

 

Onde: Teatro SESC Rosinha de Valença

Endereço: Av. Profa. Silvina Borges Graciosa, 44 – Belo Horizonte

Quando: 01 de julho, às 15h

 

Onde: Teatro do SESC Barra Mansa

Endereço: Av Tenente Jose Eduardo, 560 – Ano Bom

Quando: 02 de julho, às 15h

 

Quanto: R$ 10,00 e R$ 5,00 (Meia entrada)

Censura Livre