Theatro Municipal Palco Livre convida Suray Soren e William Doyle em Gerações no Municipal do Rio

0
234

Fazer parte do elenco de artistas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro é motivo de orgulho na família. E tudo começou com a primeira geração. Desmond Doyle e sua esposa eram bailarinos, Marília Soren era cantora. A segunda geração está na ativa e integra a Orquestra Sinfônica do Municipal. Philip Doyle é um dos trompistas mais respeitados do país e Suray Soren é violinista, pioneira no ensino do Método Suzuki no Rio de Janeiro. Ela adaptou o método japonês à realidade brasileira. E para completar esse time de talentos, o filho William Doyle, violinista da Orquestra Sinfônica e professor de música. Também os outros filhos são músicos e violinistas: Richard Doyle e a irmã Stephanie Doyle, ela uma assídua frequentadora do palco do Municipal, já que participa de inúmeros concertos como contratada.

Para contar um pouco sobre a história desta família de respeito no meio musical, pela qualidade técnica e artística, o Theatro Municipal Palco Livre convida Suray Soren e William Doyle, mãe e filho, num bate-papo descontraído, que vai ressaltar a trajetória da vida de um músico, a convivência com a arte, as histórias de bastidores e as perspectivas para o futuro. A live será na próxima quinta-feira, dia 13 de agosto e começará às 15h, ao vivo, no Instagram do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (@theatromunicipalrj).

 

Sobre Suray Soren:

Violinista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de janeiro, iniciou seus estudos de piano aos três anos de idade e aos onze anos começou os estudos de violino na Escola Nacional de Música da UFRJ. Formou-se no curso superior de violino, aperfeiçoando-se mais tarde com o Prof. Paulo Bosísio.

Interessada em desenvolver o estudo de violino para crianças, participou de vários cursos de formação de professores na Irlanda, Chile, Curitiba, Porto Alegre e Florianópolis. Pioneira no ensino do Método Suzuki no Rio de Janeiro, adaptou o método japonês à nossa realidade, aproveitando a riqueza da música brasileira. Sendo assim, deu origem ao MÉTODO SUZUKI TROPICAL e, por vários anos, ministra cursos para formação de monitores e professores. Em 2010 realizou no Theatro Municipal o “Concerto dos 500”, reunindo 500 violinos no palco.

Como violinista, representou o Brasil na Iª Orquestra Mundial, sob a regência do renomado maestro Carlo Maria Giulini, em Estocolmo, Suécia.

Por sete anos consecutivos tem realizado uma série de concertos pela Europa com os alunos divulgando a música brasileira.

 

Sobre William Doyle

Nascido em 1991 na cidade do Rio de Janeiro, iniciou seus estudos de violino aos três anos de idade através do método Suzuki.

É Bacharel em violino pela Unirio, onde estudou com o Professor Paulo Bosísio.

Cursa atualmente uma Formação Profissional em Jazz pelo Centre des Musiques Didier Lockwood(CMDL)-França.

Além de violinista do Theatro Municipal, desde 2014, dá também aulas particulares de música e integra o grupo de MPB “Patuá”.

 


Serviço:

 

Theatro Municipal Palco Livre, Vale e Petrobras convidam Suray Soren e William Soren Doyle em Gerações no Municipal do Rio

Data: 13 de agosto – quinta-feira

Live às 15h

Instagram: @theatromunicipalrj

Patrocínio Ouro @valenobrasil e @petrobras