Realizada no Rio pelo Procon Carioca, 30ª Reunião Ordinária da Secretaria Nacional do Consumidor discutiu temas que afetam o consumidor

0
199

Pela primeira vez o Rio de Janeiro foi palco da Reunião Ordinária da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), com os membros do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC) e discutiu temas que afetam a vida dos consumidores. O evento foi organizado na cidade pelo Procon Carioca, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania, em 01 e 02 de junho, no LSH Hotel, na Barra da Tijuca.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, participou da mesa de abertura, em que estiveram presentes também o secretário Nacional do Consumidor Wadih Damous; o diretor-executivo do Procon Carioca, Igor Costa; o secretário municipal de Cidadania, Renato Moura, e o presidente do Procon RJ, Cássio Coelho.

O secretário Nacional do Consumidor, Wadih Damous, ressaltou a importância da parceria entre os órgãos para garantir a proteção e a defesa dos consumidores brasileiros. Ele destacou a atuação dos Procons em todo o Brasil no Mutirão do Preço Justo, coordenado pela Senacon, no último dia 24 de maio, para monitorar o preço dos combustíveis em todo o país e reforçou o compromisso de o Senacon lutar por pautas que afetam especialmente os mais vulneráveis, como a questão dos consignados.

O prefeito Eduardo Paes celebrou a realização da 30ª Reunião do Senacon no Rio e enfatizou a parceria entre as instituições. “Queria saudar, esse diálogo, essa troca. O fortalecimento institucional é muito importante para todos nós brasileiros e aqueles que defendem a democracia e as instituições da república”, declarou.

O diretor-executivo do Procon Carioca, Igor Costa, ressaltou a importância dessa interação. “Isso demonstra o compromisso da cidade do Rio de Janeiro, de dialogar permanentemente, estar em contato com todo o Sistema e poder implementar políticas públicas dessa natureza”, afirmou.

O SNDC reúne mais de mil instituições, como os Procons de todo o Brasil, Defensorias Públicas, Ministério Público, OAB e entidades civis.

A reunião da SNDC trata da definição de todas as relações de consumo no país. Nesta edição, foram discutidas pautas como superendividamento, mínimo existencial, planos de saúde, fake news, novas tecnologias e proteção de dados, entre outros temas.

Nestes encontros, o SNC analisa conjuntamente os desafios enfrentados pelos consumidores para que seja possível estabelecer estratégias de ação, tais como, fiscalizações conjuntas, harmonização de entendimentos e elaboração de políticas públicas de proteção e defesa do consumidor.


Fotos: Flávio Salgado