Secretaria de Saúde discute parceria com municípios para ampliar leitos de UTI destinados a Covid

0
123

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) iniciou nesta quinta-feira (24/09) a discussão de um acordo com as prefeituras de cinco municípios – Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Itaboraí, Nova Friburgo e Cordeiro – com o objetivo de ampliar a oferta de leitos de UTI para atender pacientes com Covid-19. A proposta é que o Governo do Estado financie a abertura de mais 140 leitos de Covid nessas cinco cidades, para fazer frente ao crescimento do número de internações pela doença verificado nas últimas semanas.

O secretário de Estado de Saúde, Alex Bousquet, explicou que as novas vagas previstas no plano serão gerenciadas pelo Sistema Estadual de Regulação (SER) e poderão ser usadas para atender os pacientes de cidades vizinhas, caso seja necessário.

– O cofinanciamento de leitos de UTI nos municípios servirá para que, ao invés de investir em hospitais de campanha, que são unidades cujo projeto tem início, meio e fim, possamos investir nos municípios, para que eles possam enfrentar melhor a pandemia e até atender às suas regiões. Foi a primeira discussão, mas muito em breve será fechado o texto da resolução e começará o repasse para enfrentamento à pandemia – afirmou o secretário.

Participaram da reunião os secretários municipais de Saúde Ana Beatriz Busch Araújo (Rio de Janeiro), Vânia Lúcia Vieira Huguenin (Cordeiro); José Carlos de Oliveira (Duque de Caxias), Júlio César de Oliveira Ambrósio (Itaboraí) e Marcelo Braune (Nova Friburgo); além de Valdilea Veloso, representando o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fiocruz.

O chefe de gabinete da Subsecretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, Danilo Klein, ressaltou a importância de ampliar o número de leitos neste momento.

– Há o mesmo movimento epidemiológico do começo da pandemia, com aumento de internações na capital, e há tendência de que o fenômeno se repita no interior do estado. É preciso reduzir os números de novos casos e internações, mas também investir em leitos de UTI para evitar a mudança da bandeira amarela, de baixo risco, para a laranja, de risco moderado – afirmou.

Vânia Lúcia Vieira Huguenin, secretária de Saúde de Cordeiro, explicou a relevância do repasse para o município de Cordeiro e sua região.

– Esses recursos darão mais segurança para os pacientes e para o processo de flexibilização do isolamento social. Há uma dificuldade muito grande, por conta da extensão territorial, de fazer a transferência de pacientes graves. Então, esses leitos são essenciais para salvarmos vidas – disse.

Recursos repassados pelo estado permitiram, há dois meses, a criação de dez leitos de UTI no Hospital Municipal Antonio Castro, em Cordeiro, o que atendeu também os moradores de Bom Jardim, Duas Barras, Sumidouro, Carmo, Trajano de Moraes, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto e Cantagalo.