Web Encontro Consciência Negra no Fundição Multicultural

0
313

Na próxima quinta-feira (19/11), às 17h, a Fundição Progresso apresenta mais um Web Encontro transmitido pelo canal youtube.com.br/tv fundicao.

O tema é a Consciência Negra, que será discutida pelo jornalista Gilberto Porcidônio, pela curadora artística e consultora em inclusão e diversidade Michelly Mury, a psicóloga e psicanalista Luciana da Anunciação e o produtor e Dj Egil.

A mediação será de Clarisse Miranda, que também ministra a oficina “Vamos falar de anti-racismo”, com duas aulas voltadas a alunos não negros, em que contextualiza o tema historica e culturalmente. O encontro e a oficina fazem parte do projeto Fundição Multicultural 2020.

Novembro é o mês em que se celebra a Consciência Negra, no Brasil, onde a maioria da população ( 56%) se autodeclara preta ou parda, esses números não se refletem na nossa sociedade, e ainda: expõe a face de um dos países mais racistas do mundo. É preciso e é urgente tomar iniciativas concretas para mudar essa balança. A Fundição é um espaço aberto a todas as manifestações artísticas o ano todo e para celebrar o legado de Zumbi dos Palmares, Luísa Mahin, Tia Ciata e tantos nomes da nossa cultura que “não está no retrato” faremos esse webencontro dedicado a conscientização racial com:

Michelly Mury é criadora da Alfazema consultoria estratégica em inclusão e diversidade para projetos culturais. Atualmente, é a Coordenadora Artística da Casa Natura Musical, uma das mais importantes casas de espetáculos de São Paulo. Também atua como curadora dos Festival TOCA(RJ) e da Pipoca.Co (SP).

Luciana da Anunciação é psicóloga preta da Baixada Fluminense, graduada em Psicologia e Psicanalista em formação. Foi psicóloga jurídica pela SEAP -RJ, entre outras experiências na prática clínica, é coordenadora de Psicologia Clínica e Institucional do coletivo feminino projeto sociocultural @resenhadaspretas.oficial. tem certificações em Capacitação em Saúde Mental e Capacitação em Hipnose Transformacional.

Gilberto Porcidonio é repórter do jornais O Globo, Extra e Revista Época, e colunista do Coletivo Pretaria. É formado em Jornalismo e Ciências Sociais pela PUC-Rio, e especializa-se em cultura, humor e questões raciais. Desde março, tem promovido semanalmente, via instagram, a série de lives “Se o racismo acabasse hoje”, onde sempre confabula, junto do convidado da vez, sobre uma realidade livre das amarras do racismo.

Dj Egil – Produtor Executivo da Banda Afrojazz há 8 anos e do Espetáculo Nina Viva em Homenagem a Cantora Norte Americana Nina Simone foi produtor da banda Fulano de que? e da Gafieira Estudantina. Atualmente é produtor de evento de Cultura Nordestina (Forró) e DJ da feira Sustentável na Fundição Progresso. No Parque das Ruínas, Egil realiza evento de Jazz nas Ruínas. É o Atual DJ da Banda Ayahuasca. Principais palcos. Leblon Jazz Festival (2012), Viradão Cultural Carioca – Palco Arpoador (2012), Niterói Jazz Festival (2013), Jazz da Pedra do Sal (2013 e 2014). Festival de Jazz da Fundição Progresso (2019) Baile do Sexteto Sucupira e DJ Egil na Varanda da Fundição (2020).

Clarisse Miranda começou no teatro aos 11 anos e integrou o curso profissionalizante do SATED no Retiro dos Artistas e o curso do Nós do Morro. Trabalhou como modelo, modelo-vivo e aos 23 se iniciou em produções de eventos, mas o caminho a direcionou para o trabalho como hostess, onde fez carreira por quase 15 anos, tendo trabalhado e produzido grandes festas para marcas nacionais e internacionais, como Louis Vuitton, NIKE, Coca-Cola, Amsterdan Sauer, Vogue, Adidas, entre outros. Lançou o livro “”Manual de Noção””, sendo entrevistada no Programa do Jô, Sem Censura, GNT e Encontro. Recebeu personalidades como Grace Jones, Madonna, Erykah Badu, Tom Cruise, Jean Paul Gaultier, Mario Testino, Spike Lee e outros. Atualmente é produtora e Mestre de Cerimônias do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul e faz parte do Coletivo Sócio-Cultural Resenha das Pretas, onde apresenta lives de estudo com temas variados sobre a negritude.

 

Oficina VAMOS FALAR SOBRE ANTI-RACISMO

TURMA ÚNICA – 2 aulas com 3 horas de duração – carga horária total 6 horas

5/DEZ – Sábado – das 10h às 12h

6/DEZ – Domingo – das 10h às 12h

MINISTRANTE: Clarisse Miranda

SOBRE A MINISTRANTE: Começou no teatro aos 11 anos e permaneceu na Cia. por 08 anos. Como atriz também integrou o curso profissionalizantedo SATED no Retiro dos Artistas e o curso do Nós do Morro. Trabalhou como modelo, modelo-vivo e aos 23 se iniciou em produções de eventos, mas o caminho a direcionou para o trabalho como hostess onde fez carreira por quase 15 anos, tendo trabalhado e produzido grandes festas para marcas nacionais e internacionais como: Louis Vuitton, NIKE, Coca-Cola, Amsterdan Sauer, Vogue, Adidas, entre outros. Lançou o livro Manual de Noção, sendo entrevistada no: Programa do Jô, Sem Censura, GNT e Encontros. Recebeu personalidades como: Grace Jones, Madonna, Erykah Badu Tom Cruise, Jean Paul Gaultier, Mario Testino, Spike Lee e outros. Atualmente é produtora e Mestre de Cerimônias do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul e faz parte do Coletivo Sócio-Cultural Resenha das Pretas onde apresenta lives de estudo com temas variados sobre a negritude.

ÁREA DO CONHECIMENTO: História, Cultura, Política, Sociedade

PALAVRAS-CHAVE: #antiracismo, #sejaumantiracista, #lutaantiracista, #workshop, #workshopantiracismo

SOBRE O WORKSHOP: Direcionado para aqueles que desejam ampliar a percepção de como funciona o Racismo Estrutural nos ambientes em seu entorno e desejam caminhar no propósito consciente de atuação no Antirracismo.

Seguiremos uma linha do tempo que começa em Kemet, passando pela chegada de povos de África no Brasil até os dias atuais. Este Workshop não será gravado para que os participantes se sintam seguros para perguntas e dúvidas.

CONTEÚDO: Os estudos serão divididos em 02 dias, sendo o 1º dedicado a:

• História da Civilização Preta que com o passar dos anos foi alterada e apagada;

• Citaremos as referências

• Ancestrais da ciência/ tecnologia/ matemática/ engenharia/ artes/ cosmética e literatura;

• Entendemos a criação do Conceito de Raça.

O 2º dia, será dedicado a:

• Trajetória da população preta no Brasil pós-libertação;

• Permearemos as consequências e fatos da atualidade;

• E ofereceremos suporte para um 1º passo que direcione os participantes a serem atuantes no Antirracismo.

PERFIL DO PÚBLICO: A partir dos 16 anos, o Workshop é aberto a todos, porém o foco de reflexão do curso é direcionado a pessoas não negras.

QUANTIDADE DE ALUNOS: 30 alunos