Editais sobre Carnaval e Folias de Reis têm resultado preliminar e final divulgados

0
202

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj) divulgou, nesta quarta-feira (22/11), o resultado final do edital “Folias de Reis RJ 2”. Outras três chamadas públicas voltadas ao Carnaval, pertencentes ao pacote “Folia RJ”, tiveram o resultado preliminar revelado também nesta quarta. As listas com informações sobre os classificados podem ser acessadas em Diário Oficial ou pelo site da Secretaria, em cultura.rj.gov.br/.

O edital “Folias de Reis RJ 2” vai garantir 197 premiações de R$ 15 mil, somando investimento total de R$ 2.95 milhões. Já o pacote “Folia RJ” contempla as chamadas “Bloco nas Ruas RJ 2”, “Não Deixa o Samba Morrer RJ 3” e “Turmas de Bate-Bolas RJ 2”. Juntas, elas vão garantir fomento de R$ 13 milhões, através da seleção de 311 projetos, para a realização da maior festa popular do país.

“Nosso trabalho é pautado no processo de escuta e identificação das demandas da população. Contemplar as Folias de Reis é valorizar a riqueza cultural, a identidade e as tradições do povo fluminense. E o mesmo vale para o Carnaval, que é um motor para a geração de emprego e renda da economia fluminense. No ano passado, essa iniciativa deu tão certo que neste ano estamos repetindo a fórmula, com ainda mais vagas e investimentos”, destaca a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Este é o segundo ano consecutivo que a Sececrj contempla as tradições de Folias de Reis, os blocos de Carnaval e as turmas de bate-bolas.

 

Calendário – Próximas etapas

Folia RJ
Interposição de recursos: 22/11 às 9h a 27/11 às 18h, na Plataforma Desenvolve Cultura (http://cultura.rj.gov.br/desenvolve-cultura/)
Listagem final de classificados e selecionados: 29/11

Folias de Reis RJ 2
Recebimento de documentação dos selecionados para análise: 22/11 às 9h a 4/12 às 18h  

 

Conheça os editais:

Folias de Reis RJ 2

O edital é voltado para pessoa física estabelecida no Estado do Rio de Janeiro, que seja obrigatoriamente atuante como Mestre de Folia de Reis e represente um grupo de Folia ou Reisado. O proponente deve estar previamente credenciado como Mestre de Folia de Reis no Inepac.

A contrapartida dos selecionados deverá prever pelo menos uma ação a ser realizada de forma presencial, podendo ser apresentação da folia, festas de arremate, encontro entre folias ou outra atividade presencial que faça parte do calendário do grupo no ano de 2024.


Turmas de Bate-Bolas RJ 2

A chamada é voltada para pessoa jurídica, inclusive MEI, que seja comprovadamente representante de uma turma de bate-bola, e vai premiar 100 projetos, com valor de R$ 25 mil cada, somando R$ 2,5 milhões.

É considerado turma de bate-bola um grupo artístico-cultural que possui atuação comprovada na produção e realização de manifestações populares do carnaval de rua, a partir da confecção de indumentárias que combinem elementos materiais típicos, característicos das tradições da figura bate-bola.


Bloco nas Ruas RJ 2

O edital é voltado para pessoas jurídicas e será dividido em duas categorias. Na categoria A, direcionada para blocos individuais, serão distribuídas 89 premiações de R$ 30 mil, totalizando R$ 2.67 milhões, com a possibilidade de inscrição de MEIs. Já na B, voltada para associações, federações ou ligas, serão 20 propostas contempladas, com o valor de R$ 130 mil, totalizando R$ 2.6 milhões. Somadas, as duas categorias vão investir R$ 5.27 milhões.

A proposta deverá prever pelo menos uma ação cultural dos blocos de carnaval, relativa ao desenvolvimento e manutenção do setor, podendo ser desfile ou apresentação, contribuindo para o fazer cultural e mantendo as tradições carnavalescas.


Não Deixa o Samba Morrer RJ 3

O proponente deverá desenvolver uma ação cultural relativa ao desenvolvimento e manutenção do setor, podendo ser desfile ou apresentação de escola de samba. Na categoria A, serão ofertadas 16 premiações de R$ 80 mil para escolas de samba pertencentes à LIGA RJ (Série Ouro), totalizando valor de R$ 1.28 milhão.

Já na Categoria B, 86 premiações serão concedidas para escolas de samba pertencentes à Superliga (Séries Prata e Bronze), escolas independentes e escolas mirins, no valor de R$ 50 mil cada, totalizando investimento de R$ 4.3 milhões. Somadas, as duas categorias vão investir R$ 5.58 milhões.

São consideradas escolas de samba: agremiação cultural e social de cunho popular, associada ao contexto do Carnaval, que se caracteriza em manter o legado das tradições do Samba, predominantemente em caráter competitivo. As escolas de samba representam comunidades geograficamente delimitadas, bairros ou temas culturais e são formadas por uma estrutura hierárquica que inclui diretores, passistas, mestre-sala e porta-bandeira, ritmistas, carnavalescos, entre outros componentes que desempenham papéis específicos.