Fundação Leão XIII completa 75 anos

0
129

Criada por decreto estadual em 1947, a Fundação Leão XIII, autarquia vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, completou 75 anos no sábado (22/01). A instituição tem a finalidade de prestar assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade social, por meio de ações e programas. Entre eles, o Projeto de Atenção Socioassistencial às Pessoas em Situação de Rua para documentação civil e o Integração, que atua em 10 comunidades do Rio.  

– É uma data muito simbólica em se tratando de uma instituição tão representativa para a população e para o estado, com serviços importantes para quem mais precisa, como acesso gratuito à documentação civil – destaca o presidente Jimmy Pereira.  

A Fundação Leão XIII conta com 120 unidades de atendimento à população, na Região Metropolitana e no interior, prestando serviços de isenção para emissão de segunda via de documentos, como carteira de identidade e certidão de nascimentos, os mais importantes.  

Em 2021, foram mais de 84 mil atendimentos realizados, sendo mais de 44 mil isenções para segunda via de RG e mais de 24 mil isenções para certidão de nascimento. Outro importante serviço é o atendimento para o Vale Social. Foram mais de 6.400 solicitações para o cartão, que concede gratuidade no transporte público às pessoas com deficiência ou paciente crônico em tratamento em unidades públicas de saúde. 

A entidade também é responsável por três instituições de longa permanência – os Centros de Recuperação Social (CRS) de Itaipu e Guariba/Campo Grande, além da Vila Residencial de Nova Sepetiba – onde residem mais de 60 pessoas, entre acolhidos e idosos.  

Os abrigos deverão passar por uma grande reforma em 2022. Com isso, a capacidade de atendimento, só na unidade de Guaratiba, poderá aumentar de 40 para 85 idosos.