Mulheres +50: Neurociência e arte para uma vida com mais presença

0
341

Que mulher não deseja ter uma vida plena, com mais presença depois dos 50 anos? Em um mundo em constante mudança, onde tudo se renova o tempo todo, exercitar a transformação do olhar é algo saudável no dia a dia.

Com este viés, a artista Hannah23 trabalha a mudança através de encontros denominados “Narrativas femininas em colagem”.  Voltada para público mulheres cis e trans de 50 anos ou mais – e alinhada aos temas direitos das mulheres e dignidade da pessoa humana – ,  a oficina utiliza-se da união de neurociência e colagem para exercitar a criatividade, construir narrativas e apresentar alguns processos cognitivos para as participantes.  O grupo vai se reunir  uma vez por semana, em quatro encontros independentes, no Centro Cultural Justiça Federal (RJ), nos dias 3, 17 e 24 de junho e 1º de julho, sempre das 14h às 17h.

Com a experiência de alguns anos facilitando oficinas de colagem, a artista, pós-graduada em Neurociência e Comportamento, foi percebendo que uma das maiores dificuldades com a expressão da colagem não era a técnica em si, mas a cobrança de “fazer correto”. Então, a busca é pela autocompaixão – como principal processo no caminho de se acolher quando nossa expectativa falha e assim nos nutrir para as próximas tentativas.

Partindo da narrativa feminina, as participantes  experimentam processos em colagem. A ideia é propor novos olhares sobre temas como síndrome do impostor, autoconfiança, aprendizagem contínua, sempre utilizando a colagem como expressão.

Segundo Hannah23, é importante aprender a exercitar mudanças construindo estratégias para uma vida mais presente e com respostas melhores. Além de estimular processos subjetivos, a colagem é uma expressão artística altamente acessível. “Apresentamos diversos materiais e formas de fazer colagem às participantes, estimulando assim a neuroplasticidade, fenômeno que fala sobre a capacidade de adaptação do nosso cérebro que nos permite aprender com as mudanças”, diz a artista.

A oficina “Narrativas Femininas em colagem” é um amarrado de saberes conjugados para trazer para este público informações sobre o funcionamento do cérebro, comportamentos e emoções – apresentando a criatividade como alavanca nos processos. Através de uma linguagem simples e acessível serão apresentados conceitos como síndrome do impostor, autoconfiança, neuroplasticidade e aprendizagem contínua, como base para uma gestão mais compassiva com nossas dificuldades e limitações. Sempre utilizando a colagem como metáfora e processo.

Em tempo: apesar de o curso ser voltado para mulheres 50+ não há impedimentos para participação de mulheres trans ou cis com menos idade.

“Nos reconhecer e nos aceitar são passos fundamentais para ganhar fôlego, espaço interno para continuar, levantar e tentar de novo. Há anos alguns cientistas se debruçaram em observar comportamentos destas pessoas que alcançam um bem estar geral em suas vidas. Esta é a base dos estudos e conceitos que apresento”, explica Hannah23.

 

SERVIÇO

Oficina  “Narrativas femininas em colagem”

Dias 3, 17 e 24 de junho e 1º de julho, sempre das 14h às 17h.

No Centro Cultural Justiça Federal (Av. Rio Branco, 241 – Centro – Rio de Janeiro – RJ)

Link para inscrição: www.sympla.com.br/evento/narrativas-femininas-em-colagem/1966722

Classificação: Apesar de o curso ser voltado para mulheres 50+ não há impedimentos para participação de mulheres trans ou cis com menos idade)

Investimento: R$ 180,00 por encontro (os encontros são independentes)