Mulheres empreendedoras da Cidade Nova, Estácio, Catumbi e Centro do Rio serão contempladas em chamada pública do programa “Vozes do Território”

0
514

Organizações, coletivos e empreendimentos formais e informais, liderados por mulheres e sediados na região central do Rio de Janeiro, serão contemplados pela primeira ação do programa Vozes do Território, idealizado pelo Circo Crescer e Viver, com o objetivo de identificar e fortalecer empreendimentos socioprodutivos da Cidade Nova e adjacências. Nesta primeira chamada, dez iniciativas serão beneficiadas com aportes de R$3 mil ou R$ 5 mil, além de apoio técnico para formalização dos negócios e consultoria em administração, finanças, elaboração de projetos, comunicação e outras áreas. As inscrições podem ser feitas de 8 a 30 de dezembro, na sede do Circo Crescer e Viver (Rua Carmo Neto 143 – Cidade Nova) ou no site crescereviver.org.br. A chamada pública conta com o patrocínio do Instituto Unibanco.

A partir do acúmulo de experiência em ações com foco em transformação social e inclusão, a proposta do Circo Crescer e Viver é constituir um mecanismo de articulação comunitária que inclua empresas, instituições públicas e sociedade civil e que fomente (com investimento de recursos diretos e transferência de tecnologia social) um ciclo de mais prosperidade, empreendedorismo, trabalho e renda. “Nosso propósito com o Vozes do Território é criar um modelo inovador capaz de criar rotinas de colaboração para converter riquezas comunitárias em forças de desenvolvimento socioterritorial, buscando criar uma comunidade resiliente, vibrante e acolhedora” – explica Junior Perim, diretor do Circo Crescer e Viver e idealizador do projeto.

Em sua primeira ação, o Vozes do Território vai contemplar dez empreendimentos com sede e atuação comprovada da região da Cidade Nova, Estácio, Catumbi e Centro do Rio de Janeiro e que sejam liderados por mulheres com idade igual ou superior a 18 anos. Não é necessário que a iniciativa seja formalizada, mas é fundamental que gere impacto social positivo na comunidade. A escolha será feita por uma banca composta por colaboradores do Circo Crescer e Viver, Instituto Unibanco e instituições parceiras.

As ações serão apoiadas com duas linhas de financiamento (não reembolsáveis): Organizações, grupos e coletivos formais e informais concorrerão a três financiamentos no valor de R$ 5 mil, enquanto pequenos negócios formais e informais (individuais ou coletivos) concorrerão a sete financiamentos no valor de R$ 3 mil. Além do aporte financeiro, os projetos selecionados pelo edital também receberão apoio técnico, mentoria e consultoria para formalização e regularização dos negócios. Administração e finanças, elaboração de projetos, comunicação, monitoramento e avaliação, produção de conhecimento e articulação serão algumas áreas desenvolvidas.

O Circo Crescer e Viver já está em etapa avançada de negociação com uma empresa do setor de energia e, ao longo de 2021, novas chamadas públicas serão lançadas, no âmbito do programa Vozes do Território, com o objetivo de apoiar diferentes experiências produtivas, sociais e culturais, que atuem no intuito de combater a pobreza, promover inclusão sócio produtiva, proteger crianças, adolescentes e idosos, encorajar os jovens, gerar trabalho, renda e empreendedorismo, e desenvolver lideranças, redes e institucionalidades.

 

Sobre o Circo Crescer e Viver:

Criado em 2001, como um projeto de circo social, o Circo Crescer e Viver expandiu seus programas, projetos e atividades para os campos da formação, produção, difusão e fruição das artes circenses, se consolidando como um empreendimento sociocultural com atuação em todos os elos da cadeia produtiva do circo e uma das mais expressivas organizações deste segmento no Brasil.

Além de programas e projetos sociais que beneficiam centenas de crianças e jovens, usando as artes circenses como ferramenta pedagógica, o Circo Crescer e Viver assume uma posição de vanguarda na renovação estética e na atualização criativa do circo brasileiro, criando e apresentando espetáculos autorais, promovendo residências e intercâmbios artísticos, realizando mostras, festivais e temporadas com artistas, grupos e companhias circenses nacionais e internacionais.

Sob sua lona azul permanentemente montada na Cidade Nova, região central do Rio de Janeiro, também são realizados eventos e temporadas de espetáculos ao vivo de diferentes linguagens e segmentos artísticos e culturais.

Tudo isso faz do Circo Crescer e Viver um centro de referência circense e um equipamento sociocultural ativo, onde arte e transformação social caminham juntas, contribuindo para o desenvolvimento econômico, social e humano da cidade do Rio de Janeiro. Saiba mais em www.crescereviver.org.br.

 

 

Serviço:

Inscrições – Vozes do Território – Chamada Pública para Mulheres

De 8 a 30 de dezembro

Presencial: Circo Crescer e Viver | Rua Carmo Neto, 143 – Cidade Nova, Rio de Janeiro

On-line: www.crescereviver.org.br