Sistema S – Deputados federais do Rio conhecem o trabalho do Sesc e do Senac no estado

0
485

Parlamentares da bancada fluminense no Congresso Nacional conheceram nesta sexta-feira (21/8) o trabalho realizado pelo Sesc e Senac RJ. Os deputados Vinícius Farah (MDB), Hugo Leal (PSD), Flordelis (PSD), Dr. Luizinho (Progressistas) e Paulo Ramos (PDT) participaram de um evento organizado na sede nacional, no Rio, com o objetivo de esclarecer aos legisladores o funcionamento e papel das duas instituições para o desenvolvimento econômico e social do país. Também estiveram presentes secretários municipais de Angra dos Reis, Nova Friburgo e São Pedro da Aldeia.

A apresentação ficou a cargo do presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, e do diretor nacional do Sesc, Carlos Artexes Simões. Os dirigentes falaram sobre os projetos, os serviços, a estrutura e os resultados obtidos com o trabalho social realizado pelas duas instituições, inclusive no período de pandemia.

“O principal foco de todas as nossas ações é o bem-estar da população do estado do Rio de Janeiro. Nenhuma outra entidade atua com tão ampla abrangência e impacto nas camadas mais vulneráveis da sociedade. Não me refiro a ações pontuais, em calamidades, por exemplo. Mas, sim, de um trabalho planejado, sistemático, envolvendo profissionais qualificados e importância cada dia mais vital para a população”, enfatizou o presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, também presidente dos Conselhos de Administração de Sesc e Senac no RJ.

Grandes empresas financiam, todos se beneficiam – O Sesc (Serviço Social do Comércio) e o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) têm a sua atuação voltada prioritariamente a trabalhadores do setor terciário, mas é extensiva a toda a sociedade. As entidades são financiadas pela iniciativa privada (empresas do comércio de bens, serviços e turismo) por meio de uma contribuição compulsória de um percentual sobre suas folhas de pagamento. No estado do Rio, as micro e pequenas empresas correspondem a 98,5% dos estabelecimentos do comércio de bens, serviços e turismo, o que corresponde a mais de 400 mil empresas, que empregam mais de 1 milhão de pessoas. Elas não contribuem para o Sistema S, porém, são as mais beneficiadas pela atuação dos Sindicatos, Federações e Confederação Nacional do Comércio.

O Sesc atua nas áreas de assistência, cultura, educação, saúde e lazer, prestando serviços gratuitos ou com valores acessíveis à população. No Rio de Janeiro, conta com 22 unidades operacionais, na capital e no interior, onde os usuários têm a sua disposição 28 piscinas, 36 quadras e ginásios esportivos, 6 clínicas odontológicas, 19 teatros e 12 bibliotecas, entre outras estruturas. Conta ainda com 11 unidades móveis, que são veículos que percorrem áreas carentes de serviços e recursos levando a bordo biblioteca, serviços odontológicos e de saúde da mulher. A instituição tem ainda 2 escolas de educação infantil e projetos de contraturno escolar para estudantes da rede pública de ensino. No estado do Rio, o Mesa Brasil Sesc – programa nacional de combate à fome e o desperdício – distribuiu mais de 1,3 mil toneladas de alimentos que complementaram refeições de mais de 538 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social no estado. Desse montante, 808 toneladas foram doadas durante a pandemia, período em que o programa ampliou sua atuação, distribuindo também 16 mil refeições e 10 mil lanches em comunidades da Região Metropolitana.

O Senac RJ tem como missão educar para o trabalho em atividades do comércio de bens, serviços e turismo e atua em prol do desenvolvimento social do estado do Rio de Janeiro. Além das 32 unidades operacionais, divididas entre a capital e 20 municípios fluminenses, temos o reforço de 3 unidade móveis de ensino nas áreas de Informática e Gestão, Gastronomia e Beleza, ampliando a cobertura regional da instituição além das unidades fixas. A estrutura do Senac RJ conta com 540 ambientes educacionais, 244 cursos no portfólio e uma taxa de empregabilidade de ex-alunos de 65%, garantindo o retorno do investimento feito na educação. Em 2019, as ações formativas do Senac tiveram 1.772 vagas ofertadas no projeto Senac na Comunidade, que promove gratuitamente capacitação e qualificação profissional básica a pessoas em situação de vulnerabilidade; mais de 23 mil jovens, com idade a partir de 14 anos, foram encaminhados profissionalmente pelo programa Jovem Aprendiz; e outros 22 mil alunos tiveram o apoio do Programa Senac de Gratuidade para se capacitarem. Durante a pandemia, desenvolvemos metodologia própria para dar continuidade às aulas das turmas em formação de maneira remota e oferecemos cursos online gratuitos na área de TI e de preparação para o Enem, entre outras ações, e, em agosto, abrimos 62 novas turmas com aulas em tempo real e a preços promocionais, seguindo nossa premissa de transformar vidas através da educação.