Fecomércio RJ comemora o Dia Mundial do Turismo exaltando a capacidade criativa do setor

0
112

Nessa terça-feira (27/09), Dia Mundial do Turismo, a Fecomércio RJ promoveu, com apoio das secretarias estadual e municipal de Turismo, um encontro comemorativo, no Copacabana Palace, com a presença de autoridades municipais e estaduais, empresários e lideranças do trade turístico. Na ocasião, foi comemorada a volta da ABAV Expo ao Rio de Janeiro no ano que vem, justamente quando a feira faz 50 anos. O maior evento do setor na América Latina ocorrerá de 27 a 29 de setembro de 2023, no Riocentro. 

O presidente do Sistema Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, exaltou a capacidade criativa e motivação do trade do Rio. Ressaltou também a capacidade do empresariado de resistir a intempéries e de traçar novos caminhos. 

“Quero expressar a minha imensa satisfação de estar compartilhando esse momento especial. Trazer de volta ao Rio o maior evento do turismo da América Latina é uma grande conquista da Fecomércio RJ, de todo o estado e todos os empresários do comércio. Esse retorno significa estar na vitrine do turismo e o resgate do nosso protagonismo nacional. É a reafirmação do nosso papel de destaque no cenário mundial”, afirmou Antonio Queiroz. 

O Presidente da ABAV-RJ, Luiz Strauss, enalteceu a união de todas as entidades envolvidas na luta pela volta da feira para o Rio de Janeiro. 

“Todos nós somos atores dessa construção. Nosso estado tem qualidade técnica e competência para sediar uma feira desse porte. Assim conseguimos seduzir a comissão julgadora. Não podíamos perder esse evento”, destacou Strauss. 

A comemoração ao Dia Nacional do Turismo contou com a presença do secretário de Turismo do Estado, Sávio Neves, do secretário de Turismo do Município, Antônio Mariano, da presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, além de empresários e lideranças do trade turístico fluminense.

 

Quadriciclos e bicicletas para a segurança na orla

Celebrando o Dia Mundial do Turismo, a Fecomércio RJ realizou a doação de três quadriciclos e 20 bicicletas para uso dos órgãos de segurança pública. Os novos equipamentos foram entregues ao Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur), 19º BPM (Copacabana), Copacabana Presente e Corpo de Bombeiros. Representantes do Comando de Polícia Especializada, do Corpo de Bombeiros e da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT) acompanharam a iniciativa. 

“É uma honra muito grande pode colaborar com as nossas forças de segurança. A Fecomércio RJ está sempre aberta ao desenvolvimento do setor de turismo e pronta a dar suporte às nossas polícias para que possam desenvolver o seu trabalho de uma forma segura. Para isso, precisam de equipamentos adequados. Faço aqui um agradecimento aos empresários do comércio porque sem eles a doação não seria possível”, ressaltou o presidente do sistema Fecomércio RJ.

Sobre a Fecomércio RJ

Reúne 59 sindicatos patronais, líderes empresariais, especialistas e consultores com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos negócios no setor do comércio de bens, serviços e turismo no estado do Rio de Janeiro. Desenvolve soluções, pesquisas e disponibiliza conteúdo sobre questões que impactam a vida do empreendedor e colaboram nas decisões dos gestores públicos. Representa mais de 320 mil estabelecimentos, que respondem por 2/3 da atividade econômica do estado e 70% dos estabelecimentos fluminenses, gerando mais de 1,5 milhão de empregos formais, que equivalem a 59% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado. Através do Serviço Social do Comércio (Sesc RJ) atua em assistência social, cultura, educação, lazer e saúde aos comerciários e população carente, enquanto o Serviço Nacional de Aprendizagem Comércio (Senac RJ) promove educação profissional voltada para o setor. Por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), desenvolve estudos e pesquisas que contribuem para a tomada de decisão de empresários e consumidores fluminenses. Já o Instituto Fecomércio de Sustentabilidade (IFeS) possui a missão de promover o crescimento humano, empresarial e das instituições de forma alinhada com as práticas sustentáveis presentes na relação entre empresários e consumidores do comércio de bens, serviços e turismo fluminense.