Fecomércio RJ e Editora Globo fazem um “esquenta” do Web Summit Rio

0
560

Com o objetivo de debater os temas mais importantes da Web Summit Lisboa e as expectativas para a edição do Rio, em 2023, a Fecomércio RJ e a Editora Globo (O Globo, Valor e Época Negócios) promoveram, nesta quarta-feira (14/12), o Download Web Summit. A abertura do evento foi feita pelo presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, e pelo VP e Country Managing Director do Portugal Web Summit, Artur Pereira. 

“Nós temos na nossa missão a inclusão social. Nada inclui mais do que a geração de emprego e renda, a criação de oportunidades para as pessoas se colocarem no mercado. O programa social mais importante que existe é o emprego e sabemos que através da capacitação vamos criar essa estrada para que todos possam alcançar seus objetivos. Não podemos conviver com abismos sociais e achar que isso é natural. Agora, a saída desse abismo nós podemos construir. E a saída é a educação”, ressaltou o presidente da Fecomércio RJ durante a abertura do evento. 

O Web Summit Rio 2023 será a primeira edição da maior conferência de tecnologia do mundo a ser realizada fora da Europa. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, ressaltou que grandes eventos geram oportunidades e causam um impacto econômico positivo para a cidade. 

“Essa cidade é a capital da inteligência do Brasil e o Web Summit conseguiu se desenvolver como um evento de tecnologia com uma lógica de enorme impacto econômico, atração de novos investimentos e criação de um ambiente propício ao desenvolvimento de novos negócios. Essa área é uma vocação da cidade do Rio de Janeiro e precisamos aproveitar essa vocação”, disse o prefeito do Rio. 

O VP e Country Managing Director do Portugal Web Summit, Artur Pereira, lembrou que a feira de tecnologia teve impacto direto na economia de Lisboa, dando visibilidade para a cidade e atraindo projetos e investimentos. 

“Se nada estivesse sendo feito no Rio em termos de empreendedorismo de políticas públicas para ajudar na criação de startups, certamente, não estaríamos aqui. Na cidade do Rio de Janeiro muita coisa acontece. O que se passa aqui de inovação é extraordinário. Minha opinião é de que a tecnologia tem o poder de alterar a sociedade e tem as funções que precisamos para resolver nossos problemas. Quando trazemos milhares de pessoas do mundo inteiro, gera-se uma onda de atratividade”, destacou Artur Pereira. 

O Download Web Summit apresentou dois painéis. O primeiro, “Highligths Web Summit Lisboa 2022” teve a participação do cofundador da øCLB, Franklin Costa, Paula Rizzo, da TV Globo, Daniela Braun, do Valor Econômico, e Juliana Causin, da Época Negócios,  e contou as experiências na feira na capital portuguesa. O segundo painel “Expectativas para a Edição Carioca” teve como debatedores o diretor regional do Senac RJ, Sérgio Ribeiro, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio, Chico Bulhões, o diretor de Novos Negócios da Transfero, Rodrigo Stallone, e Hector Gusmão, CEO e founder da Bolder e da 42Rio. 

“A importância da Web Summit vai ser chamar a atenção das pessoas de todas as camadas sociais para esse mercado que está faltando mão de obra. De que forma o Senac RJ tem que impactar a sociedade através de um evento dessa grandeza? Temos que dar acesso ao nosso público. Temos a ideia de fazer um Web Summit Off, um espaço fora da feira para trazer, de alguma forma, o acesso a essas pessoas. A ideia é tornar o Senac RJ uma referência e um indutor do interesse na área de tecnologia para as populações mais carentes. Outra preocupação do Senac RJ é qualificar a população que vai atender ao Web Summit”, afirmou Sérgio Ribeiro.

 

Sobre a Fecomércio RJ

Reúne 59 sindicatos patronais, líderes empresariais, especialistas e consultores com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos negócios no setor do comércio de bens, serviços e turismo no estado do Rio de Janeiro. Desenvolve soluções, pesquisas e disponibiliza conteúdo sobre questões que impactam a vida do empreendedor e colaboram nas decisões dos gestores públicos. Representa mais de 330 mil estabelecimentos, que respondem por 2/3 da atividade econômica do estado e 68% dos estabelecimentos, gerando mais de 1,6 milhão de empregos formais, que equivalem a 60% dos postos de trabalho no estado. Através do Serviço Social do Comércio (Sesc RJ) atua em assistência social, cultura, educação, lazer e saúde aos comerciários e população carente, enquanto o Serviço Nacional de Aprendizagem Comércio (Senac RJ) promove educação profissional voltada para o setor.