Gasto médio com compras para o Dia dos Pais será de R$ 187, segundo pesquisa da Fecomércio RJ

0
140

Sondagem do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) revela que 44,2% dos consumidores pretendem presentear alguém no Dia dos Pais. A pesquisa, que foi realizada entre os dias 25 e 29 de julho, ouviu 342 pessoas e mostra um crescimento na intenção em relação ao ano passado (40%). 

Os números do levantamento atual se aproximam dos verificados em 2020, período de medidas de flexibilização na pandemia da Covid-19. Na época, 46,2% disseram ter a intenção de comprar algo. Porém, na pesquisa deste ano, a maioria, 55,8%, não pretendem comprar presente, contra 60% em 2021 e 53,8% de 2020. 

“O resultado desse ano ficou próximo de 2020, quando a primeira onda da pandemia começava a desacelerar, e já observávamos os impactos positivos dos incentivos para a atividade econômica”, explica o diretor executivo do IFec RJ, João Gomes. 

Entre os produtos mais procurados pelos consultados estão roupas, com 63,6%, calçados ou acessórios, com 25,2%, e perfume ou cosmético, com 15,2%. 25,8% disseram que irão comprar mais de um tipo de presente. Os gastos médios com as compras são estimados em R$ 187. No ano passado, a média ficou em R$ 179. 

A data deve impactar R$ 639 milhões na economia fluminense, enquanto essa movimentação financeira em 2021 foi de R$ 433 milhões. 

Na pesquisa, 52,3% dos entrevistados informaram que pretendem comprar seus presentes em lojas físicas, 17,2% em lojas virtuais e, 30,5%, em ambas.

 

Sobre a Fecomércio RJ

Reúne 59 sindicatos patronais, líderes empresariais, especialistas e consultores com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos negócios no setor do comércio de bens, serviços e turismo no estado do Rio de Janeiro. Desenvolve soluções, pesquisas e disponibiliza conteúdo sobre questões que impactam a vida do empreendedor e colaboram nas decisões dos gestores públicos. Representa mais de 321 mil estabelecimentos, que respondem por 2/3 da atividade econômica do estado e 68% dos estabelecimentos fluminenses, gerando mais de 1,5 milhão de empregos formais, que equivalem a 60% dos postos de trabalho com carteira assinada no estado. Através do Serviço Social do Comércio (Sesc RJ) atua em assistência social, cultura, educação, lazer e saúde aos comerciários e população carente, enquanto o Serviço Nacional de Aprendizagem Comércio (Senac RJ) promove educação profissional voltada para o setor.