São Gonçalo amplia medidas restritivas contra a covid-19 a partir desta sexta-feira (5/03)

0
383

O prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson, anunciou nesta quinta-feira (4/03) uma série de medidas restritivas de proteção à vida, para evitar o avanço do novo coronavírus. A partir desta sexta-feira (5/03), bares, restaurantes e similares só poderão funcionar até às 18 horas, inclusive as praças de alimentação dos shoppings. Boates, casas de shows e de eventos deverão ficar fechadas. As medidas terão duração até o dia 11 de março, de acordo com o decreto nº 088/21, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira.

A decisão de impor horário reduzido de funcionamento e/ou fechamento de estabelecimentos foi tomada para evitar aglomerações e conter o aumento de casos de covid-19. O anúncio da Prefeitura do Rio, com restrições e toque de recolher na capital do Estado, também foi considerado na tomada de decisão pelo município de São Gonçalo, em função da proximidade entre as duas cidades. O prefeito Capitão Nelson explicou que as novas restrições têm caráter preventivo, para evitar o colapso no sistema de saúde municipal.

“Estamos monitorando a situação no município, diariamente, para garantir que a população continue sendo atendida em nossas unidades de saúde, com a oferta de leitos em caso de necessidade. Decidimos adotar as medidas mais restritivas diante do cenário preocupante em vários Estados do País e também levamos em conta os alertas dos especialistas em relação ao avanço do novo coronavírus e suas variantes. É fundamental que a população se conscientize em relação ao distanciamento social, uso de máscaras e de álcool em gel, evitando aglomerações e saindo de casa apenas em caso de necessidade. Não queremos adotar lockdown e, para isso, esperamos que a população faça a sua parte”, destacou o prefeito.

Principais medidas

– Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimento congêneres poderão funcionar no horário de 6h às 18h, limitando o atendimento ao público em 2/3 (dois terços) da sua capacidade de lotação. Lojas de conveniência e similares, como trailer, barraquinhas e quiosques deverão cumprir o mesmo horário, vedada a permanência continuada e a aglomeração de pessoas nesses locais.

– Os shoppings, centros comerciais e galerias poderão funcionar até às 22h, cumprindo as medidas protetivas já em vigor e limitando o público em 2/3 da capacidade total.

– Serão permitidos eventos sociais em ambientes como salões e casas de festas, para eventos de casamentos e aniversários previamente agendados, desde que assegurada a contenção do acesso ao interior do estabelecimento, respeitando-se o limite de 2/3 do limite de capacidade total do local, limitando-se a capacidade máxima de 250 pessoas. Deve-se evitar aglomeração, respeitando a distância mínima de 1,5 (um metro e meio) entre as pessoas, inclusive nas áreas de acesso, bem como sejam adotados os demais protocolos sanitários.

– Fica permitido o serviço de entrega de refeições e lanches, seja por meio de aplicativos de entrega ou por meio de entrega direta (delivery), sem restrição de horário.

– Está mantido o funcionamento de feiras livres que realizem a comercialização de produtos de gênero alimentício e artesanato, exclusivamente para este fim e que tenha papel fundamental no abastecimento local; vedada a comercialização de alimentos para consumo no local, no horário de 6h as 18h.

Fiscalização reforçada

Para garantir o cumprimento das medidas, uma força-tarefa envolvendo as secretarias de Saúde e Defesa Civil, através da Vigilância Sanitária, e Ordem Pública, com a atuação da Subsecretaria de Posturas e da Guarda Municipal, estará nas ruas a partir desta sexta-feira, para orientar os comerciantes e a população. Os agentes irão reforçar a fiscalização para garantir que bares e restaurantes cumpram o horário determinado para o fechamento, assim como boates e casas de shows, que não poderão abrir. Toda a operação contará com o apoio da Polícia Militar, que também irá atuar para impedir os bailes funks em comunidades.

Nesta quinta-feira, São Gonçalo confirmou 59.059 casos de covid-19, dos quais 53.600 pessoas estão curadas; houve 1.442 óbitos; 67 pessoas estão hospitalizadas na rede municipal e 3.949 moradores permanecem em quarentena domiciliar. O município segue vacinando os grupos prioritários, de segunda-feira a sábado, em oito pontos de atendimento espalhados por toda a cidade, com três locais de drive-thru. Estão recebendo as vacinas os idosos a partir de 79 anos e trabalhadores da saúde com mais de 60 anos que atuam em hospitais e comprovem vínculo com o município.