Adeus, Ruth de Souza

0
1187

Faleceu na manhã deste domingo (28/07), aos 98 anos de idade, a atriz 
Ruth de Souza –  a primeira atriz negra a atuar no Theatro Municipal e 
a primeira brasileira indicada a um prêmio internacional de cinema.

Ruth de Souza estava internada desde o começo da semana no Centro de 
Tratamento Intensivo do Hospital Copa D’Or, em Copacabana, na Zona Sul 
do Rio, vítima de pneumonia.

Nascida em 12/05/1921, no bairro do Engenho de Dentro, na Zona Norte 
do Rio de Janeiro, Ruth Pinto de Souza foi a primeira atriz negra a 
atuar no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, quebrando um tabu ao se 
apresentar na peça “O Imperador Jones”, de Eugene O’Neil, numa 
montagem do Teatro Experimental do Negro, grupo fundado por Abdias 
Nascimento e Agnaldo Camargo. Seu feito ajudou a abrir caminho para o 
artista negro no Brasil.

Foi também a primeira brasileira indicada a um prêmio internacional de 
cinema – o Leão de Ouro no Festival de Veneza, de 1954, por sua 
atuação no filme “Sinhá Moça”.

Ruth de Souza também foi uma das pioneiras da televisão, atuando pela 
extintas TV Tupi e Excelsior, bem como pela antiga TV Record e pela TV 
Globo. Mas, não só: Ruth também participou de radionovelas, nas 
décadas de 1950/1960. Todos os seus trabalhos marcados pelo sucesso.

No Carnaval 2019, Ruth de Souza foi merecidamente homenageada pela 
Escola de Samba Acadêmicos de Santa Cruz, com o enredo “Ruth de Souza 
– Senhora liberdade. Abre as asas sobre nós”, de autoria e 
desenvolvimento do carnavalesco Cahê Rodrigues.

Ruth de Souza, uma das grandes damas da dramaturgia brasileira, nos 
deixou. Uma nova estrela no Céu. Uma grande saudade na Terra.

Aos familiares e amigos da grande atriz Ruth de Souza, nossos sentimentos.

À Ruth de Souza, nossas orações. Que seu novo caminho seja de muita luz.