Projeto “Interior na Cena”  

0
52

Durante quatro meses, os moradores e visitantes de seis cidades do Interior do Estado do Rio de Janeiro terão a oportunidade de assistir 12 obras de diretores consagrados, que se inspiraram na questão ambiental, com temas relacionados à água, ar, energia, lixo, agrotóxico, povos originários e desmatamentos.

O “Projeto Interior na Cena” apresenta em praças públicas, filmes como “Saneamento básico” e “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado, “Narradores de Javé”, de Eliane Caffé, “Xingu”, de Cao Hamburger, “Ruivaldo – O Homem que Salvou a Terra”, de Jorge Bodanzky, “O Veneno está na Mesa”, de Silvio Tendler , “Amazônia Sociedade Anônima”, de Estevão Ciavatta, “O Sal da Terra”, de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, entre outros.

Depois de Teresópolis, Casimiro de Abreu será a segunda cidade a receber o Projeto, dia 13 de abril, sábado. Em seguida, o “Interior na Cena” se estenderá aos municípios de Duas Barras, Carmo, Mangaratiba, terminando em 11 de junho, em Paraty.

A entrada será franqueada ao público e, antes das sessões, haverá um bate papo com a participação de atores, diretores, críticos de cinema e ambientalistas. A exibição dos filmes será numa grande tela inflável, de 10m x 6m, a partir de um projetor de 10k, de alta definição.

Idealizado e concebido pelo produtor e pesquisador Leonardo Conde, o “Projeto Interior na Cena” foi aprovado pela Lei Paulo Gustavo RJ, e conta com a realização do Governo Federal, do Ministério da Cultura e do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Hoje, o meio ambiente está na pauta do dia, e o tema reflete nos filmes, na música, na literatura e em acalorados debates, que mobilizam diversos segmentos da sociedade.

 

Em Casimiro de Abreu

O Projeto “Interior na Cena” será aberto dia 13 de abril, sábado, às 19 horas, na Praça As Primaveras – Barra de São João, com uma roda de bate-papo, com a participação de críticos de cinema e ambientalistas.

Às 19h 30, está programada a exibição de “Saneamento Básico” (2007), com direção e roteiro de Jorge Furtado. Estrelado por Fernanda Torres, Wagner Moura, Camila Pitanga e Bruno Garcia, conta, ainda, com as participações de Lázaro Ramos, Tonico Pereira e Paulo José. A história é centrada em um grupo de moradores de uma pequena vila no sul do Brasil que se reúnem para reivindicar melhoria no tratamento de esgoto da cidade, e veem como solução a produção de um filme para angariar os custos da obra, visto que a prefeitura não tem orçamento. Vencedor do prêmio Melhor Filme pelo Júri Popular do 10º Festival do Cinema Brasileiro de Paris, 2007, “Saneamento Básico” foi indicado pela Academia Brasileira de Cinema ao Grande Otelo nas categorias de Melhor Roteiro Original e Melhor Efeitos Especiais. Em 2008, no Prêmio Guarani, venceu na categoria de Melhor Atriz para Fernanda Torres, além de ter sido indicado para mais três prêmios, incluindo Melhor Atriz Coadjuvante para Camila Pitanga, Melhor Roteiro Original e Melhor Direção de Arte.

Às 20h 30, o público assistirá “Floresta – Um jardim que a gente cultiva”, filme de Mari Corrêa. A cineasta é fundadora do Instituto Catitu – Aldeia em Cena, onde desenvolve projetos com ênfase na apropriação de tecnologias e novas linguagens por povos indígenas, especialmente jovens e mulheres.


Programação nos demais municipios

20/04 – Duas Barras – 19h
“Xingu”
Direção: Cao Hamburger

“Ruivaldo – O Homem que salvou a terra”
Direção: Jorge Bodanzky

27/04 – Carmo – 19h
“O Veneno está na Mesa”
Direção: Silvio Tendler

“Para aonde foram as andorinhas”
Direção: Mari Correa

11/05 – Mangaratiba -19h
“A última floresta”
Direção: Luiz Bolognesi

“Quentura”
Direção: Mari Correa

15/06 – Paraty – 19h
“O Sal da Terra”
Direção: Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado

“Amazônia Sociedade Anônima”
Direção: Estevão Ciavatta


Serviço:

“PROJETO INTERIOR NA CENA”

Teresópolis, Duas Barras, Mangaratiba, Carmo, Casimiro de Abreu e Paraty
Sábado, 19 horas
Classificação indicativa: livre
Concepção e coordenação do projeto: Leonardo Conde
Patrocínio: Lei Paulo Gustavo RJ
Realização: Governo Federal, Ministério da Cultura, Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa
Apoio: Prefeitura de Casimiro de Abreu, através da Secretaria de Cultura