Trem do Samba 2023

0
148

Em boa parte das sociedades africanas, há pessoas consideradas quase que sagradas por seu papel na preservação e transmissão das tradições e cultura daquele povo. São os chamados griôs, palavra que tem origem na tradição oral africana, e se refere aos mestres portadores de fazeres e saberes. Os griôs costumavam contar a história de seu povo e seus grandes líderes na forma de poemas ou canções. Com o passar do tempo, as maneiras de contar as histórias e mesmo alguns de seus episódios foram sendo alterados, mas manteve-se viva a tradição oral de transmissão de conhecimentos e preservação da memória. Nesse sentido, nossos grandes sambistas podem ser considerados verdadeiros griôs contemporâneos. Por isso, em 2023 o TREM DO SAMBA reverenciará os Senhores e Senhoras de nossas memórias. 

Em 2 de dezembro – Dia Nacional do Samba – no palco Dona Ivone Lara na Central do Brasil,a partir das 15hs, Marquinhos de Oswaldo Cruz e sua banda receberão as Velhas Guardas da Mangueira, Portela, Salgueiro, Vila Isabel e Império Serrano, além de muitos sambistas tradicionais. A partir das 18h04 (horário de saída do trem do lendário Paulo da Portela, que driblava a repressão policial tocando seus sambas em seu retorno pra casa), sairão três trens, num total de vinte vagões, com algumas das principais rodas de samba da cidade: Cacique de Ramos, Terreiro de Mangueira, Boitatá, Samba de Aurora, Bip Bip, Samba a Bangu , Fruta do Pé, entre outras.

Já no bairro de Oswaldo Cruz, serão três palcos, todos fazendo homenagem a grandes mestres da nossa música. No palco Mestre Candeia, localizado na rua João Vicente,  como atrações o Grupo Criolice, a cantora Lazir Sinval e o grande Fundo de Quintal. No palco Tia Doca, situado na rua Átila da Silveira, apresentam-se o Terreiro de Crioulo, Mauro Diniz e  Leci Brandão. 

No palco Ary do Cavaco, na Praça Paulo da Portela, os shows serão da Velha Guarda da Portela, da cantora Fabiana Cozza e do grande mestre Martinho da Vila. Completando a festa, as 16 rodas de samba, que virão nos trens, se juntarão a mais 4 que já estarão em Oswaldo Cruz e se distribuirão pelos bares do bairro. 

Como bom anfitrião, Marquinhos de Oswaldo Cruz marcará  presença em todos os palcos.


Programação dos palcos.

Palco D. Ivone Lara  – Central do Brasil.
15:00h – Marquinhos de Oswaldo Cruz e banda.
15:40h – Velha Guarda Da Vila Isabel.
16:00h – V.G. do Salgueiro.
16:20h – V.G. Da Mangueira.
16:40h – V.G. do Império Serrano.

Primeiro encontro dos Reis Momos do Brasil. Serão 20 no total.

Depois:
Noca da Portela.
Zé Luiz do Império
As Matriarcas.
Marquinhos Diniz.
Osmar do Breque.

Às 18h04 sairão os trens da Central do Brasil para estação de Oswaldo Cruz.


Palco Mestre Candeia – Rua João Vicente ( Oswaldo Cruz).
19:00h – Projeto Criolice.
20:40h – Part. Esp.de Lazir Sinval.
22:00h – Grupo Fundo de Quintal.

 

Palco Tia Doca  – Rua Átila da Silveira – ( Oswaldo Cruz).
19:00h – Terreiro de Crioulo.
20:00h – Part. Esp. Mauro Diniz.
22:00h – Leci Brandão


Palco Ary do Cavaco – Praça Paulo da Portela – ( Oswaldo Cruz).
19:00h – V.G. Da Portela.
20:30h – Fabiana Cozza.
22:00h – Martinho da Vila