GRES Unidos da Ponte vai contar a história do dendê no Carnaval  2024

0
367

GRES Unidos da Ponte vai contar a história do dendê no Carnaval  2024A Escola de Samba Unidos da Ponte definiu o seu enredo para o Carnaval 2024. Seguindo a sua tradição de enredos afros, a escola vai levar para a Marquês de Sapucaí, na Série Ouro, o enredo “Tendendém – O axé do epô pupá”, que contará a saga do dendê desde a sua origem mítica em terras africanas, chegando no Brasil através da diáspora. O tema será desenvolvido pelo carnavalesco Renato Esteves. Ele conta como surgiu a ideia para a escola meritiense:

– O título nasceu de um jogo de palavras, criando o neologismo “temdendém”, junção de “tem” com “dendém” – que é a forma usada em Angola. Fui brincando com as palavras e percebendo a sonoridade… Tendendém lembra o toque do berimbau, então eu disse: “é isso!”. Juntei e criei esse nome novo – explica Renato, que completa:

– Este é um enredo que literalmente nasceu do fogo. Para o carnaval da Imperatriz de 2018, tive o prazer de trabalhar na pesquisa e a oportunidade de passear pelas galerias do Museu Nacional, onde obtive acesso à biblioteca. Achei um livro fininho, mas que me chamou muito a atenção e pensei que poderia dar enredo. Meses depois, infelizmente, houve o fatídico incêndio, não pude devolvê-lo e ele está comigo até hoje, esperando a reabertura para poder entregá-lo. “Tem dendê, tem axé”, de Raul Lody, é o livro que inspirou o enredo que busca as raízes brasileiras acima de tudo, falando de um dos pilares da cultura afro-brasileira. Curioso como o dendê já foi citado em vários sambas, enredos, mas ele mesmo nunca tinha sido protagonista – destaca o carnavalesco estreante na Sapucaí.

Na Unidos da Ponte, a história será desenvolvida através da influência do dendê nos mitos ritualísticos africanos, mostrando sua importância nos hábitos e na cultura brasileira, sobretudo na Bahia.

– É impressionante como o dendê está enraizado na cultura do baiano, o quanto simbolicamente ele influencia os cultos de matrizes africanas Obviamente, não podemos deixar de falar nas comidas preparadas com dendê. É um enredo para dar fome, saciando o espírito e fortalecendo a alma. – conclui Renato.

O enredo foi escrito e desenvolvido pelo carnavalesco, Renato Esteves, Poster ilustrativo do enredo também idealizado pelo carnavalesco e conta a contribuição do artista Guilherme Kid. O vídeo da logo é uma produção do motion designer Leandro Thomaz.

Na Série Ouro, a Unidos da Ponte desfilará na sexta-feira ou no sábado de carnaval em busca do acesso ao Grupo Especial.