Marcia Milhazes Companhia de Dança encerra o Projeto Palco Carioca 2024 do Festival Dança em Trânsito

0
117

O Festival Dança em Trânsito ocupa o Centro Cultural Espaço Tápias, na Barra da Tijuca, com o projeto Palco Carioca Carlos Laerte. Desde fevereiro, o primeiro circuito nos brindou com os espetáculos dos mais importantes nomes da dança do Rio de Janeiro como Renato Vieira, Márcio Jahú, Clara da Costa, Hugo Lopes, João Saldanha, Sonia Destri Lie, Esther Weitzman, Grupo Tápias, entre outros. E para encerrar o ciclo do Projeto Palco Carioca, em 2024, Márcia Milhazes, nos dias 18 e 19 de maio, com “Guarde-me”.


Sobre o espetáculo

Segunda parte de uma trilogia no universo de cartas de amor, “Guarde-me” conta com uma temática delicada sobre a existência em um registro coreográfico que mergulha no campo emocional de um casal. Os dois bailarinos, sem linha divisória, propõem que o mundo real se confunda com o dos sentidos. O realismo de suas histórias revelam um campo interior de fantasias e tentativas afetivas. Um espaço livre que os move entre a força de um silêncio barulhento e o mundo que os acolhe. O espetáculo conta com uma trilha sonora especialmente composta pelos músicos Eduardo Antonello (cravo,viola da gamba), Roger Lagr (violino Barroco), Pedro Novaes (viola da gamba e flauta barroca).

 

Ficha técnica 

Coreógrafa/Diretora Artística/Concepção – Marcia Milhazes

Bailarinos – Ana Amélia Vianna e Domenico Salvatore

Desenho de luz – Marcia Milhazes e Glauce Milhazes

Trilha sonora – Marcia Milhazes e Eduardo Antonello 

Edição musical – Eduardo Antonello 

Músicos – Eduardo Antonello (cravo,viola da gamba) ,Roger Lagr (violino Barroco), Pedro Novaes (viola da gamba e flauta barroca) 

Criação do Figurino – Márcia Milhazes

Confecção do Figurino – Eunice Muniz

Fotografia – Alex Ribeiro 

 

 

Homenagem a Carlos Laerte 

O longevo Festival Dança em Trânsito (22 anos) faz homenagem a Carlos Laerte, coreógrafo, bailarino, cineasta, professor e ator falecido em 2023. O projeto Palco Carioca Carlos Laerte faz parte do primeiro circuito do Festival, e termina agora nos dias 18 e 19 de maio com Guarde-me, na Sala Maria Thereza Tápias, do Centro Cultural Espaço Tápias. “Carlinhos foi para além de um grande artista, um grande amigo e faz parte tanto na nossa história quanto da história da dança carioca. Artista incansável e ímpar”, diz Flávia Tápias, diretora do Centro Cultural.

 


Sobre o Centro Cultural Espaço Tápias   

O Centro Cultural Espaço Tápias, inaugurado em 30 de abril de 2022, na Barra da Tijuca, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro, nasce com o propósito de transformar vidas, dar oportunidades e realizar sonhos.  

Além da programação artística com espetáculos para todos os públicos, sob a curadoria da Direção do Espaço Tápias, a Sala Maria Thereza Tápias é palco, durante o ano inteiro, das mais diferentes ações ligadas às artes cênicas. O foco principal é o intercâmbio entre culturas, linguagens, expressões e técnicas, em suas diferentes formas de traduzir múltiplas visões de mundo – sem “pré” conceitos, com liberdade para a inovação e oferecendo o máximo de apoio para a criação de novos conceitos. Ou seja, um lugar perfeito para fortalecer e divulgar a dança contemporânea e todas as suas vertentes.

O Espaço Tápias conta com o patrocínio da Brasilcap e do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Serviço

Dança em Trânsito – Palco Carioca Carlos Laerte 

[Dança ] Marcia Milhazes Companhia de Dança – “Guarde-me”

Dias18 e 19 de maio – sábado e domingo, às 19h

Classificação etária: Livre

Duração: 50 minutos??????

Ingressos: R$40,00 inteira, R$20,00 meia-entrada – na bilheteria ou pelo Sympla: https://www.sympla.com.br/produtor/espacotapias

Local: Centro Cultural Espaço Tápias (Sala Maria Thereza Tápias) – Rua Armando Lombardi, 175- Barra da Tijuca